3

Reinaldistas chantageiam os Leitoa para que troquem apoio a Weverton Rocha pelo filho de José Antonio Almeida

O sorriso deste trio pode estar se desfazendo...

Uma operação de chantagem e ameaça explícita está em curso no município de Timon. E tem como alvo ninguém menos que o controvertido Weverton Rocha, candidato a deputado federal pelo PDT.

O grupo ligado ao ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) decidiu pressionar o deputado Chico Leitoa (PDT) para que desfaça a dobradinha do seu filho, Luciano Leitoa (PSB), com Weverton Rocha, no município de Timon.

Os reinaldistas querem a dobradinha de Luciano com o filho do advogado e presidente do PSB, José Antonio Almeida. E a ameaça é clara: filiado ao PSB, Leitoa-filho poderá sofrer sanções da legenda inclusive agora, no processo eleitoral.

No início da campanha, a família Leitoa fechou aliança com Weverton Rocha para dobradinha em Timon e outros municípios.

O grupo de José Reinaldo, no entanto, quer por que quer eleger o filho de Almeidinha e usa a chantagem para garantir o apoio.

Por trás das ameaças está uma votação potencial de quase 30 mil votos em Timon.

Os Leitoa dividem o eleitorado timonense com a prefeita Socorro Waquim (PMDB). Calcula-se que pelo menos 60 mil dos 90 mil eleitores compareçam às urnas em outubro.

Uma votação expressiva para qualquer candidato a deputado federal…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Essa é nova, não sabia que existia uma oligarquia dos Almeidas.
    Conheço a dos Sarneys, a dos casteleos, A dos Lago, a dos Tavares, conheci a dos Palácios.
    Essa dos almeidas realmente é nova.

  2. Tomara, nao que goste do ilustre filho do adv (nem o conheço), mas ver o BANDIDO do weverton ser chamado de VOSSA EXCELENCIA é demais pro MA.

    • Querendo ou não ele vai ser chamado assim, ou então o congresso terá de ser fechado, e ai podemos ter uma bancada de santos.
      1- Santo Antonio, São Pedro,São José São Benedito dentre outros.
      O que acha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *