5

Josivaldo Corrêa: “Nosssa missão é conscientizar o trabalhador. O voto é a segunda opção”

Josivaldo e pergunta do titular do blog

O candidato do PCB ao governo. Josivaldo Corrêa, afirmou à rádio Mirante AM que a vitória nas eleições de outubro não é o objetivo prioritário do partido. O objetivo maior é a conscientização política da classse trabalhadora.

– Nossa missão é a conscientização. A tomada de poder é por outro caminho, o da revolução – declarou Corrêa, que se considera anti-candidato.

Essa concepção se dá, na ótica de Josivaldo Corrêa,  como forma de mostrar a autenticidade da legenda, uma vez que os demais candidatos escondem concepções ideológicas para não perder votos.

– Muita gente tem medo de dizer que é comunista e perder votos – afirmou o candidato.

O PCB, segundo Corrêa, defende a luta dos trabalhadores, de forma revolucionária para chegar ao poder. E mostra simpatia, inclusive, por grupos revolucionárrios como as Farcs, na Colômbia, o Talibã, no Oriente Médio, e figuras como Hugo Chavez, na Venezuela.

– O Chavez é hoje a referência da luta contra o imperialismo na América Latina. O problema é a forma como a mídia hegemônica aborda esses grupos e pessoas, tentando criminalizá-los – declarou.

Josivaldo foi o quinto enttrevistado da sabatina da Mirante AM.

Texto alterado às 14h para correção de informações

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. Pelas barbas do profeta Maomé!!!
    Em que século vive esse candidato? Apoiando talibãs (que escravizam, torturam e mutilam mulheres), movimento revolucionário das Farc (criminosos que traficam cocaína, armas, fazem sequestro e todo tipo de sordidez para conseguir dinheiro. Não têm um pingo de ideologia), Hugo Chavez (tirano de meia-tigela que não suporta o contraditório e, por isso, já fechou todos os veículos de comunicação que se manifestavam contra seu governo…).
    É inimaginável que ainda haja candidatos defendendo coisas absurdas como essas…
    Só mesmo a misericórdia de Cristo contra ideias tão abomináveis…
    Zaradan Korakian

  2. Coerente com o comunismo, mas precisa ser atualizado. A teoria foi elaborada para um século em que não havia sindicatos, salário mínimo, justiça do trabalho, direito de greve, voto, juizados, justiça federal, TRE. Nem liberdade de imprensa, concurso público, democracia… Hoje o traballhador tem lá seus direitos.

    Além disso, nessa época ainda não se sabia bem como era essa revolução do proletariado. Depois das várias tentativas, hoje todo mundo tem ojeriza, que Deus nos livre. A última tentativa foi uma pretensa balaiada, quando hordas de revolucionários foram trazidas para São Luís, mas não foi em frente.

    O grande problema é a própria confusão de conceitos. Quem é o trabalhador, quem é o burguês nessa história? Aqui no Maranhão os maiores empregadores são a Bolsa Família e o próprio Estado, o que leva a pensar: De certo modo, não já estamos vivendo a revolução proletária?

    Além do mais, se o trabalhador realmente estivesse interessado em tomar o poder, bastaria votar no ilustre não-candidato do PCB, sem necessidade de gastar bala com defunto ruim. De todo modo, parabéns, a entrevista foi bem interessante.

  3. Joberval candidato a governador?, ora, o Bertoldo ( Joberval Bertoldo) é secretário geral do PCB e não se mete em fria, o cabôco é esperto e não se desgasta a tõa.
    Joberval aparece no programa do PCB para solidificar sua imagem para concorrer a cãmara de vereadores. O cara é espetro demais para se aventurar como governador.

  4. “os demais candidatos esconde…”
    suas análises políticas são tão coerentes quanto esta frase que tu escreveste..

  5. Marco, fiquei em dúvida quanto ao nome do candidato. É Joberval Corrêa ou Josivaldo Corrêa? Corrige aí.Melhora esta informação inclusive no título da nota. Ele parece ser um diferencial nesta eleição, em relação aos outros candidatos que aí estão.Uma pessoa que defende a classe trabalhadora e não apenas os interesses políticos de uma pequena minoria, merece no mínimo nossa reflexão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *