37

Não tenho pena deles…

Do Blog de Gilberto Léda

A foto de Gilson Teixeira é uma das imagens marcantes da rebelião de Pedrinhas

Que não me venham com discursos humanitários prontos os defensores de bandidos, mas não tenho a menor pena de quem, após a rebelião em Pedrinhas – na verdade no anexo, denominado Presídio São Luís – termina como os deliquentes desta foto.

Não são cidadãos de bem. Portanto, não farão falta alguma à sociedade.

Pelo contrário: a morte de gente assim só alivia o sofrimento de quem foi vítima desse animais e a própria comunidade, que se vê livre, de vez, de uma ameaça em potencial.

Carnificinas como as que acontecem em Pedrinhas – não só lá, mas em todo o país – só servem para demonstrar a mentalidade bárbara desses homens. Não podem ser tratados como cidadãos comuns, como seres humanos – como dizem os hipócritas de plantão. Devem, então, ter menos regalias.

Porque um assassino, estuprador, assaltante ou traficante mereceria hotel de luxo?

Tem que ser tratado como o que realmente é. Continue lendo…

Marco Aurélio D'Eça

37 Comments

  1. Muito se fala em “vítima da sociedade e do governo”. Parece que a pobreza é uma desculpa para se cometer crimes,até mesmo hediondos.
    Mas…E os BANDIDOS RICOS,são vítimas de quem? Alguém ainda se lembra do MARCELO BORELLI? Ele nasceu muito rico,teve tudo do bom e do melhor a vida inteira,mas se tornou um bandido violentíssimo e cruel. Entre tantos crimes,Marcelo Borelli foi o líder do sequestro de um Boeing 737-200 da Vasp.Também torturou uma criança indefesa com chutes nas costas e na barriga,chacoalhadas pelo cabelo e obrigou-a a comer as próprias fezes,tudo para se vingar do pai dela,um integrante de sua quadrilha que o teria entregado à polícia.
    Marcelo Borelli morreu na cadeia torturado por outros presos. Mas era um bandido rico,nunca foi pobre ou passou necessidades. Ele foi uma vítima da sociedade capitalista também? Ora,façam-me o favor! Ele era um animal selvagem que não merece a compaixão de ninguém,assim como esses desgraçados que morreram na rebelião de Pedrinhas.

  2. Poderiam ser bandidos, o que for, mas eram VIDAS, que mereciam misericórdia aos olhos de Deus. Sei que eram estupradores, assassinos, ladrões, marginais, e que as ações que os levaram até Pedrinhas vão de desencontro total às leis da ética, mas isso não significa que somos superiores a eles por que nunca cometemos um crime, nunca saberemos se um dia chegaremos a esse ponto. Sou adepta da doutrina determinista e de muitas outras que afirmam que o ser humano é produto da sociedade em que vive. Os presidiários são frutos do Sistema injusto e favorecedor de poucos, no qual está mergulhado o Brasil, embora saiba que pertencer às classes C, D e E não justificam tais atitudes. Sabe-se que há muita sujeira, descaso por parte das autoridades e falta de esclarecimento, embaixo desse tapete, afinal, os verdadeiros causadores das mazelas brasileras vestem terno e gravata e abusam do “Vossa Excelência”. Cadê eles que não se colocam em suas verdadeiras funções? Estão todos cegos, surdos e mudos, fingem que não é com eles. Discordo, D-I-S-C-O-R-D-O do modelo punitivo que o Maranhão aderiu, não muito diferente das outras partes do país. O sistema carcerário deveria ser reformulado, já que o temos atualmente é passível de barbaries como essa ou de casos até piores; dificilmente quem recebe uma pena e vai pra cadeia, sai de lá alguém melhor. Aí é que está o erro e nem preciso ser economista para saber que os investimentos em educação de qualidade, cultura, esporte e lazer e profissionalização serão muito menores se comparados à manutenção de presídios superlotados espalhados pelo Brasil e dos próprios presos. Uma coisa é certa: Se hoje morrem 10, logo aparecem outros multiplicados por 4 que lhes subsituirão. Impressionante como a vida não possui mais tanto valor assim…

    Resp.; Bom, você começa o texto dizendo que, mesmos endo maginais assassinos, estupradores, etc.. mereceriam misericórdia aos olhos de Deus. É verdade, mas como não sou Deus…

  3. Amigos esqueçam essa historia de pena de morte. Aqui no Brasil isso nao vai funcionar. Com esse nivel de corrupção generalizado só vai morrer quem nao tem dinheiro.
    Esse discurso de dizer que os verdadeiros culpados estão no senado, na câmara, nas cadeiras de governador, tbm nao convence mais, pois quem coloca eles lá somos nós mesmos.
    Também nao adianta pensar só em mudar a nova geração se nao podemos mais nem entrar na periferias. Temos q fazer é um trabalho urgente pra conter a violência antes q ela predomine. Conter a violência não é matar bandido, mas envolve varios aspectos q vao desde o funcionamento de um serviço eficaz de inteligência, até a prisão, condenação, e o cumprimento da pena. Nesse ultimo aspecto ai é q ta o problema maior: nao existe mais vaga sobrando em presídios em lugar nenhum, é muito bandido à solta. Tem q serem construídos urgentemente mais presídios e neles serem criadas atividades q envolvam algum tipo de trabalho para o apenado saiba q existe outras maneiras de se viver. Lá tem bandidos cruéis, mas tem tbm ladrões de galinha q precisam de uma chance pra retornarem à sociedade. Quanto ao trafico de drogas q é a maior causa dessa violência, acho q ela deve ser combatida pelas forças federais, já q o narcotráfico (rio de janeiro por exemplo) é uma questão federal. Além d q a droga q vemos aki e no resto do Brasil chega pelo morro. Isso é uma boa chance de botar as forças armadas pra trabalhar, já q desde 1945 nao dá um tiro sequer.

  4. O texto mais ignorante e imoral que já li na vida. Todos sabemos que o fator de mérito e de caráter são os que menos influenciam no comportamento destas pessoas. São vítimas em sua grande mairira, são pobres coitados que têm diariamente seus direitos aviltados por, estes sim os verdadeiros demonios da sociedade, bandidos de colarinho branco. Não venha me dizer que não interfere porque interfere sim, o Estado pode exterminar todos os presos de alta periculosidade do país e aida assim não conseguiria resolver o problema porque os verdadeiros culpados estão no senado, na câmara, nas cadeiras de governador, mandando nosso dinheiro para paraísos fiscais, utilizando nosso dinheiro para fazer campanhas políticas milionárias, comprando ilhas com nosso dinheiro. Estes deveriam ser exterminados, estes deveriam ser banidos. Diga para este que escreveu este texto ver as estatísticas, ver onde é que estes casos se concentram, ver que em países desenvolvidos, onde não existem pessoas da índole de Sarneys, Collors, Renans e etc., as coisas são diferentes, porque dinheiro público é aplicado para o bem público, para garantir dignidade, fator indispensável para a formação do caráter. É muito facil julgar por conveniencia, isto sim que é hipocrisia. Se bandido bom, é bandido morto, porque ainda estão vivos aqueles que foram flagrados com mais de um milhão de reais sem explicação, porque ainda está vivo aquele que utilizou corrupção para empregar parentes e aderentes sem trabalhar e recebendo salários altíssimos? Porque ainda estão vivos, se causaram tanto mal a tanta gente que está aprisionada em um amálgama de analfabetismo e falta de perspectiva e que depois acabam sendo demonizados e vistos como inimigos do Estado? Se vocês lessem um pouco mais não escreveriam ou concordariam com tanta barbárie.

    Resp.; Não há nenhuma pesquisa a mostrar que a maioria das pessoas que tem os direitos aviltados vira marginal. Pelo contrário. De cada 10 pobres sem acesso aos direitos básicos, apenas dois ou três viram bandidos. Então, esta descula de que são pobres coitados esquecidos pelo sistema não justifica. Conheço muitos – e posso também ser um exemplo – que nuna tiveam acesso a escola de qualdiade, a saúde e aos bens necessários à sobrevivência e, mesmo assim, superaram tudo isso e conseguiram vencer no mercado de trabalho e têm vida digna.

  5. Cara Renata Nina, concordar com esse massacre é concordar com a morte dos pobres e dos que praticam crimes e são desvalidos. Por queno Brasil sequer consequem prender os honoráveis bandidos? Já passou por sua cabeça que essas pessoas podem ter ido pra cadeia por não ter tido a oportunidade que tu teve por corrupção dos honoráveis bandidos que atingiram a educação, saúde, tributação, seguranção, familia, etc.? Matá-los não seria puni-los novamente? Se somente os ricos podem viver, será que nós estariamos aqui? E os honestos? Ah! Os honestos? Quantos e quantos juízes não vendem senteças no maranhão, promotores dão pareces viciados, policiais se corrompem, jornalistas vendem materia e caluniam, difamam e injuriam, comerciantes sonegam impostos, medicos forjam impostos de renda, fraudam o sus, veja a gama de crime que se praticam no Brasil e no Maranhão afora e veja qual dessas pessoas que tem necessidade de praticarem crimes pra sobreviverem, para poderem ter familia, consumir, enfim, viver no mundo capitalista como o nosso?

    • A culpa agora é do CAPITALISMO !!!.Tudo bem eu pergunto : e as sociedades socialistas que pregavam que todos os indivíduos devem ter seus desejos igualmente atendidos , por que não deram certo?
      “O Capitalismo é o sistema econômico mais compatível com a liberdade do ser humano…”. ( Milton Friedman- prêmio Nobel de Econômia-Capitalismo e Liberdade-Abril Cultural).
      A questão é moral , base familiar e -ou genética.
      O certo é que a pobresa não leva à marginalidade com requintes de crueldade , isto é mais genético. Furtar ou roubar um alimento ( o quê não é politicamente correto)é totalmente diferente de estuprar , de esquartejar, de torturar , de matar. Até posso concordar que o homem é ,em sua essência , produto do meio em que vive , que o meio corrompe o homem , estas e outras maximas conhecidas universalmente, só meu caro Junior que a questão aqui não é pobresa ou riquesa e sim a crueldade como estes dejetos humanos praticam seus crimes.
      Discordo quanto a praticas de crimes para sobrevivência do ser humano , tais praticas fere o estado de direito e nele vigora o chamado ” império da lei ”
      Crimes de colarinho branco ,corrupção de servidores públicos e toda esta gama de crimes que foi elencada deve ser sim punida ,logo Lei existe para ser cumprida.

  6. So falta Rosengana dizer que foi Jackson Lago, Ze Reinaldo, Domingos Dutra, Flavio Dino ou Marcos Silva. Fala serio, Roseana Sarney. Eis o inicio do “melhor governo da sua vida”. Voce ta querendo dizer que no presidio tudo corre (ou corria) as mil maravilhas? Otimas instalacoes fisicas, agua abundante, comida de primeira qualidade, nao havia superlotacao. Me compre um bode. Vamos trabalhar que eh melhor… ou entao mude seu slogan: “Governar NAO eh cuidar das pessoas.”

  7. Tae Marco,uma excelente colaboradora bem perto de vc(familiarmente falando).Só que ,bem mais flexível q vc e, fiel seguidora da liberdade de expressão.Ela não te julgou,apenas deu a opinião que,por acaso ‘em parte”é contraditório ao seu.Direito ao Contraditório.Tá na CF.

    Resp.; E por isso ela está falando aqui. Por isso você está falando aqui. Me responda, com sinceridade: quantas vezes você foi censurado aqui/ Você pode até discordar de mim. pode até me atacar e me chamar das piores coisas, ams nunca vai poder dizer que aqui, neste espaço, não há liberdae de expressão e o direito ao contraditório. É só o que tem, texto após texto.

  8. Gostei do seu posicionamento, só quero lembra-lo que o bandido agora tem em maõs a grande arma, que é a pena de morte, enquanto o governo medroso fica promovendo algumas medidas paleativas para conter a violencia o marginal use o expediente da pena de morte, ele decide quem vive e quem morre, abraços, celso

  9. A verdade é q esses chamados de “monstros” são criação de nossa propria sociedade, os quais chegaram a um estágio irrecuperável. Mas sinto pena por eles terem sido vitimas do descaso social , da propria familia, e de terem tido uma infância “jogada às traças”. Procurem saber onde estavam os familiares deles quando mais precisaram? Isso sem falar no grande mal que assola a humanidade – as drogas. Podemos ver que 80 % de toda essa violência infelizmente gira em torno de drogas. E a tendência é piorar. As autoridades nem falam em politica de combate à violência, nem reforma judiciária, nem nada… Logicamente o q tem que ser feito, e ao mesmo tempo, é trabalhar a nova geração pra evitar q surjam mais delinquentes, isolar os irrecuperáveis e proteger melhor as pessoas de bem. Nos dias de hoje começou-se apenas o trabalho preventivo, os outros temas estão muito falhos. Mas lembrem-se que todas elas são função do Estado, q é falho. Só não podemos é perder essa guerra contra o mal.

  10. Marco – pena que vc ache que faço uma análise em informações ou análise superficial de vida. O que expôs foi sim baseado na minha visão de mundo, baseado nos meus valores, valores cristãos. Assim como – acredito – que sua opinião é baseada na sua visão de mundo, nos seus valores – visto que vc não se prestaria a colocar no seu blog opinião baseada em valores de outros.

    Sr. Carlos Augusto de Castro – eu não sou bandida, nem mulher de bandido e até onde eu sei não tem bandido na familia – mas não vivo num mundinho ao redor do meu umbigo, já desenvolvi trabalho academico dentro do presídio e vi de perto a verdadeira realidade desumana daquele local. mais uma vez NAO concordo com o tipo penal que os conduziram até aquela situação, mas daí desejar que se degladiem e se matem.! Isso com certeza não.
    Por conviver com o nosso judiciário – te aconselho a repessar neste teu desejo de pena de morte.
    de repente vc pode se ver vitima do próprio sistema.

    p.s: marco, só lembrando vc se torna responsável pelos comentarios postados no seu blog.
    bandida – mulher ou caso de bandida……..
    não sei não, acho que teu critério de moderação………

  11. O que tem de bobagem aqui nesta área de comentários…

    Marco D’Eça, você já foi em Pedrinhas, não é? Que tal falar pra este povinho como é aquele lugar. Melhor que isso, Marco. Me diga se a lei, que TEM O ESTADO DEVERIA TER OBRIGAÇÃO DE SEGUIR, está sendo cumprida naquela instituição?

    Aos idiotas que estão falando merda: aquilo ali é um chiqueiro que ROUBA a humanidade de quem passa por lá. Duvido muito se TODOS aqui prefeririam uma estadia em Pedrinhas de 10 anos ao uma morte rápida.

    É muito fácil cobrar humanidade de animais sendo que quem os transformou em animais foi o sistema que deveria tê-los reeducado.

    Abraços, Marco

  12. Eu trabalho como Oficial de Justiça e conheço bem a realidade violenta dentro de Pedrinhas e a fora dela; e depois desses anos o que sinto por essas pessoas é simplesmente pena; pena por serem miseráveis; pena por serem analfabetos; pena por não terem tido oportunidade na vida; Esse massacre não vai ajudar em nada para diminuir a criminalidade, pois outros virão. Hoje são apenas crianças desassistidas, sem escola, sem família, sem futuro; mas amanhã serão aqueles que empunharão uma arma na cabeça de um cidadão de bem; daí começará um novo ciclo, e o fim, todos já sabem, é cadeia e morte! Quem são os verdadeiros culpados?

  13. Showjornalismo seria o texto ideal para justificar o que foi escrito. Como o ser humano pode defender vários politicos bandidos corruptos que conseguem atingir violentamente muito mais pessoas que esses dententos e ficar insensivel com a mortes desses miseráveis. Será que é pelo motivo que são bandidos pobres? Quantos e quantos politicos, juizes, promotores, jornalistas, delegados, policiais, etc, não praticam crimes e nem por isso são tratados como bandidos, com total desumanidade. O que ocorre é que no nosso Estado se impoe a politica do quanto pior estiver melhor para certos grupos politicos, porém isso está saindo do controle, principalmente na area de segurança pública, haja vista QUE O MARANHAO NESTA AREA ESTÁ VIRANDO UM VERDADEIRO BARRIL DE POLVORA!!!!!!!!!!!!!

  14. Parabéns pelo seu post,só faltou vc falar do alto custo destes bandidos para nós que somos explorados com essa alta taxa tributária do nosso país!!

  15. Concordo plenamente.Se aquelas pessoas estavam lá era porque merecia, roubou, matou, estrupou. Se morreram 9, 10 não importa.São 10 bandidos a menos para a gente se preocupar e onerar o Estado.

  16. Não será discurso humanitário, nem serei DEFENSORA DE BANDIDO, mas de ser humano que, como vc diz “Não são cidadãos de bem”. É realmente em nosso sistema eles não são cidadãos- são maginais – maginalizados pela sociedade, pelo governo.
    espero que vc não ache que -cidadãos de bem- são políticos inescrupulosos que desviam milhões da educação que deveriam ir para “esses maginais” quando criança.
    Não sou a favor nem DEFENSORA de BANDIDO, mas acredito que muitos daqueles que ali estão são frutos dessa sociedade hipócrita que aplaudem quem ostenta o TER, nem que seja adquirida de forma desonesta. Quem sabe se esses infelizes fossem mais “espertos” e em vez de serem batedores de celulares, fossem inescrupulosos que desviassem milhões dos cofres públicos – prejudicando assim milhares de pessoas – virassem CIDADÃOS DE BEM” – mas não são HUMANOS sujeitos a falhas. Não são CIDADAOS DE BEM acima de qualquer suspeita.

    caro Marco – com a medida com que medirdes vos será medido

    Resp.; Minha cara Lorilene, posso garantir a você que, entre os mortos, não há um sequer batedor de carteira ou ladrão de celular. São assassinos violentos, estupradores covardes. Isso não é fruto de abandono social. Quanto à medida com que eu meço, também serei medido, não há problema: isso já acontece, inclusive neste comentário. E não me incomoda nem um pouco.

    • Marco não quis medir a ninguem (rs..rs..rs..), muito menos te incomodar com o meu comentário. Apenas não concordo q nos julguemos superior a ninguem, todos somos HUMANOS SUJEITO A FALHAS. Claro, o que um estuprador, assassino fazem é deplorável, mas todos nós estamos sujeito a transgredir.
      Quanto a tua afirmação que “Isso não é fruto de abandono social” – acredito que vc não tenha conhecimento suficiente da história de vida de cada um deles para tal afirmação.
      Fique na paz, e que esses pobres miseráveis, maginalizados tenham um dia a chance de uma verdadeira ressocialização – pois são como EU -seres humana.
      nada mais, nada menos – apenas HUMANO – carecedor da misericódia de DEUS.
      acreditem ou não!!!!

      Resp.; Mas você mediu, no momento em que analisou sem nem se dar ao trabalho de perceber que o texto não é assinado por mim, mas por outro jornalista. Nem eu nem você conhecemos a história deles. Eu considero que o abandono social não leva ninguém a assassinar, estuprar etc.. Você acha que sim e que eles devem ter uma chance. É só uma questão de opinião. Isso não me torna menos ou mais humano que você – aliás, medida feita novamente por você mesma, ao enfatizar o “EU” quando relacionou o “seres humanos”.
      Mas como já lhe disse, não me incomodo ser medido, até proque, minha função, também é medir.

      • caro marco, momento nenhum afirmei que abandono social é motivo para alguém ser assassino ou estuprador, até porque ladrão, assassino, estuprador…, temos em toda as camadas sociais, mas em nosso sistema os que ficam no xadrez são os que não podem pagar um bom “defensor de bandido”.
        Mas como diz, é só uma questão de opinião.
        sou humana tanto quanto eles, tanto quanto vc, e como tal, sujeita a erros.
        Não foi assinado por vc!!!
        ainda bem.
        primo, não é minha intenção te julgar.
        as pessoas tem livre arbítrio para fazer suas escolhas, se responsabilizar por elas, e respeitar a opinião contrária.
        não concordar, mas respeitar.
        por tanto não concordo, respeito, e apenas lamento que humanos destruam-se.

        Resp.; Quando você diz, no primeiro comentário, que estes mortos são “marginalizados pela sociedade, pelo governo”, voc~e está dizendo que eles são vítimas do abandono da sociedade. É a mesma coisa, apenas com palavras diferentes. Portanto, é isso que você está dizendo: que estes bandidos perigosos – assassinos, estupradores, traficantes – são apenas vítimas da marginalizaçãoda sociedade. Mas não são, Lorilene, não são. Fosse assim, todos os “marginalizados pela socioedade” – inclusive eu, você e muitos que nascemos em famílias pobres, também seríamos assassinos estupradores, Não é porque somos sujeitos a erros, também, que vamos frechar os olhos para o que estes bárbaros fizeram, minha cara. Eles não são santos – embora algumas igrejas tendam a sanitficá-los. São bandidos, violentíssimos, que epseram apenas a primeira oportunidade para matar.
        Não me sinto julgado por você. Sinto, na verdade, um preconceito (no caso, conceito pré-concebido) baseado apenas em informações ou análise superficial de vida, só isso. e isso eu lamento, porque mostra que você analisa apenas a partir do sua visão de mundo, dos seus valores. De forma equivocada.

      • OLHA AQUI, Lorilene D’eça . ACHO QUE VOCÊ É BANDIDA OU TEM ALGUM BANDIDO NA TUA FAMÍLIA OU TALVEZ SEJA MULHER OU CASO DE ALGUM VAGABUNDO. VAI GOSTAR DE MALUCO ASSIM NO INFERNO!
        A POLÍCIA DEVERIA ERA JOGAR UMA CARRADA DE FACAS AFIADAS DENTRO DOS PRESÍDIOS, LOGO APOS ESSES DESGRAÇADOS TEREM LIBERADO OS REFÉNS, PRA ELES SE MATAREM E OS QUE SOBRASSEM LHES APLICAR NO RABO, UMA INJEÇÃO LETAL.
        ESTÁ FALTANDO NO BRASIL NÃO É PRESÍDIO. É PENA DE MORTE URGENTE!

      • Talvez esse foi o pensamento do Estado ” de volta ao trabalho”. Deixarem os presidiários se matarem e depois, nada.

    • Concordo com a Lorilene.”A sociedade forma o bandido.Ele só executa o crime”.

      • Concordo com a matéria .O que eles fizeram entre eles é o que gostariam de fazer conosco aqui fora . São bandidos e têm que ser tratados como tal.
        Super lotação seria a origem desta carnificina , bem provável. Construir mais e mais presidios …. até quando ?
        Politicas Públicas sérias voltadas para o cidadão só o básico sem enrroladas e maracutaias seria a solução para este e muito outros problemas,basta obedecer o que esta escrito em nossa Constituição :
        Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

        I – …

        II – a cidadania;

        III – a dignidade da pessoa humana;

        IV – os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

        V – …

        Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.
        ….
        Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

        I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

        II – …

        III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

        IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

  17. Fico decepcionado com vc Marco, textos como esse de gilberto leda devem ser expugados da internet.
    A quem é dado o direito de tirar a vida de um ser humano??
    Vc sabe se todos esses que morreram eram realmente culpados??
    e se tivessem presos preventivamente??
    Isso é uma falta de respeito com seus leitores,
    alias agora vc tem um ex-leitor.

    Resp.: Nenhum dos mortos era preso temporário, meu caro. Eram assassinos seriais, estupradores e traficantes de droga em alto grau. E foram mortos por assassinos serias, estupradores covardes e traficantes. Foi uma guerra entre bandidos.

    • tenho certeza que a maioria da população maranhense, depois q os reféns estivessem soltos, gostariam q colocassem todos estes presos de volta e jogassem a chave fora

  18. q é isso? são seres humanos como quaisquer outros. Mas isso tudo é culpa do governo do estado. Governar é cuidar das pessoas.

    • todos nós sabemos q eles são seres humanos, mais oq eles fizeram foi totalmente fora do normal,e o governo pode até ter culpa sobre tudo oq aconteceu, mais isso não é motivo pra eles fazerem tantas babaridades…

  19. Eu concordo plenamente com você. Agora, discordo de uma coisa: Fosse na época de Jackson, esse texto sofreria algumas alterações, não tenha dúvidas.

  20. MAS ESSE GOVERNO TEM PENA DELES, POR QUE DIZ ELE QUE “CUIDA DAS PESSOAS”
    É A REVOLUÇÃO QUE TANTO ROSENGANA PREGOU NA ELEIÇÃO, TÁ CHEGANDO, CHEGOU NOS PRESÍDIOS, DEPOIS NA EDUCAÇÃO, ESSA É A GRANDE REVOLUÇÃO QUE CUIDA DAS PESSOAS

  21. Concordo com voce Marco, antes do estado cuidar de BANDIDOS, temos quer ter ESCOLAS, HOSPITAIS, EMPREGO, VIAS PUBLICAS… primeiro tudo de bom para os que estao do lado de fora dos presidios, ja basta nossas casas terem GRADES (os bandidos nao somos nos).
    Deixa tudo la quebrado e eles se MATAREM…

  22. Rebelião termina sem nenhum trabalhador assassinado, deferente da rebelião acontecida em São Paulo, onde 111 detentos foram executados dentro das suas próprias celas pela PM paulista, o acontecido no Maranhão não teve nenhum detento assassinado pela PM, como também nenhum agente penitenciário foi morto pelos detentos, o saldo de 18 mortos, eram todos detentos assassinados pelos próprios presos de facções rivais.

  23. Concordo em gênero numero e grau com vc, aquelo setor é de segurança máxima ali só tem bandidos de alta periculosidade, não tenho a menor pena.

  24. continua insensivel, após o término da rebelião posta um tópico de autoria de outra pessoa para tentar compensar o estrago que tem sido o sistema de segurança. realmente são pessoas insensiveis e de dificil recuperação, mais o estado tem responsabilidade pelas vidas dessas pessoas ou então não precisa fazer deposito de lixo humano, em outras linhas, eles podem se matar e colocar as vidas de profissionais em risco, vale tudo, só vale dizer que a segurança do maranhão está em frangalhos, pra que aeronaves se o problema são os secretarios que tem grupos que estão desputando o poder nos bastidores, de um lado delegados querendo cutrim de outro delegados querendo aluisio, como vai funcionar um sistema desse?

    • leva eles lá pra tua casa!!!!! fica de frente pra um deles e lê isso que escreveste! pra ver se eles não terão o maior prazer em invadir a tua casa, fazer mal aos teus, e defecar no meio da tua sala, isso tudo sorrindo. Tenho certeza que mudará de opinião rapidinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *