10

Icrim confirma: Cerveja Brahma tinha baratas

Do blog de Gilberto Léda

Baratas encontradas na cerveja Brahma (blog do Gilberto Léda)

O Ministério Público recebeu hoje laudos do Instituto de Criminalística que confirma a presença de baratas em garrafas da cerveja Brahma envasadas no Maranhão.

– No líquido envasado na garrafa encaminhada, foi evidenciada macroscopicamente, quando do recipiente fechado e após filtração, a presença de corpo estranho, tratando-se de um animal do sexo masculino, adulto, pertencente a Classe Insecta e Ordem Dyctioptera. O referido inseto pertence a espécie Periplaneta Americana, popularmente conhecido como barata – diz o laudo, publicado no blog de Gilberto Léda.

Este blog já havia publicado em 22 de janeiro, que conteúdo estranho encotnrado nas garrafas de cerceja da Ambev-MA haviam sido envasadas na própria fábrica. (Leia aqui).

As garrafas foram apeendidas em batida do MP à fábrica da Ambev, após denúncia de que as condições sanitárias eram precárias no local.

A promotora Lítia Cavalcante comprovou todas as irregularidades.

Mais aspectos dos insetos da cerveja Brahma

Na época, o laudo serviu para comprovar que, ao contrário do afirmava a empresa, o inseto não havia sido colocada na garrafa após sair da fábica.

Após a batida do Ministério Público, a direção da Ambev anunciou investimentos milionários na fábrica de São Luís. Anúncio feito, inclusive com  apresença da goernadora Roseana Sarney (PMDB). 

O novo laudo do Icrim, publicado em primeira mão do blog de Gilberto, confirma que alguma coisa precisava ser feita na distribuidora Brahma no Maranhão.

P.S.: às 19h34, a Ambev encaminhou o seguinte posicionamento ao blog:  A Ambev informa que não teve conhecimento do laudo do ICRIM, bem como não foi comunicada para acompanhar a perícia.
A Ambev segue os mais elevados padrões internacionais de qualidade e reafirma a qualidade de produção de seus produtos.

Marco Aurélio D'Eça

10 Comments

  1. Marcos,
    Li os comentário e percebi que as fotos geraram mais dúvidas que respostas, portanto acho que devo explicar melhor os fatos de forma resumida. A inspeção realizada na Ambev no ano passado, fora motivada pela enorme quantidade de garrafas trazidos pelos consumidores, onde se via nitidamente a existência de sujidade. Em decorrência da repetição dos episódios, remeti as garrafas para a DECON instaurar o competente inquérito policial. No entanto busquei saber da origem do derramento de tantos produtos impróprios para consumo, colocado sem qualquer critério no mercado, razão pela qual fui até a Ambev. Para minha surpresa, o que foi visto e constatado, inclusive e de forma mais técnica pela SUVISA, mais precisamente pelo diligente fiscal PAULO JESSÉ, foi a total falta de higiêne dentro da fábrica, principalmente no setor de cervejas engarrafadas, motivando sua breve interdição. Com a instauração dos inquéritos e formulados os laudos periciais, fora comprovado a existência de inúmeros lixos no interior dos vasilhames lacrados que ía desde bitucas de cigarros, insetos, papel de bala etc. Para cada inquérito onde o ICRIM concluíra pela idoneidade do sistema de lacre fora proposta uma ação penal, as quais somadas chegam a dez ações penais, sem incluir os inquéritos incompletos que foram devolvidos para diligências. Esta garrafa onde se vê nitidamente esta barata, do sexo masculino e adulta, foi recebido agora. Ele é mais um dos tantos que tenho contra a Ambev, os quais também serão demandados judicialmente. Fora os delitos perpetrados pela empresa, vou formular ação de indenização por danos coletivos. Então, esta nova publicação só vem a confirmar a irresponsabilidade da empresa que até agora nenhuma satisfação dera aos maranhenses.
    Toda a munição que tenho dos repetidos desrespeitos aos consumidores maranhenses estão devidamente judicializadas. Quanto à interdição, recolhimento dos lotes, a esfera competente é a vigilância sanitária, que tenho certeza, irá, mais uma vez cumprir seu papel.

    Fiquem tranquilo quanto as providências adotadas e a serem adotadas, mas fiquem espertos ao ingerir cerveja em garrafas retornáveis, porque ontem chegou na promotoria duas garrafas da skin com os mesmos problemas daqqueles encontrados nas da Ambev.

    Um grande abraço.

    Lítia Cavalcanti

    Resp.; Obrigado pelos esclarecimentos, promotora. Um grande abraço.

  2. Marcos,
    Cruz credo! O que o MPE estar fazendo que aindo não solicitou o fechamento dessa fábrica de engarrafar rotos e baratas.
    Promotora Lítica Cavalcante, como pode uma aberração dessas? O que estar sendo feito para sanar essa imoralidade?

  3. Marco, Por favor. DENUNCIA AÍ QUE OS SERVIDORES DO INAGRO – INSTITUTO DE AGRONEGÓCIOS DO MARANHÃO QUE PRESTA SERVIÇO AO GOVERNO DO ESTADO EXATAMENTE NA SECRETARIA DE AGRICULTURA DE DRª CONCEIÇÃO ANDRADE…. NÃO PAGA OS FUNCIONÁRIOS DIREITO DESDE QUE ELA ENTROU NO GOVERNO, POR INCRÍVEL QUE PAREÇA NA ÉPOCA DE JACKSON LAGO ESSE SALÁRIO ERA PAGO DIREITINHO.
    FAZ 2 MÊSES DE SALÁRIO ATRASADO, É BRINCADEIRA!!!!!!! NÓS TEMOS FILHOS E CONTAS PRA PAGAR DRª GOVERNADORA.
    VAMOS VERIFICAR ISSO DIREITINHO DÉCIO.
    ESSE, É QUE É O MELHOR GOVERNO DA VIA DELA, SÓ SE FOR DA VIDA DELA, POIS DOS SERVIDORES E CONTRATADOS NUNCA.
    PAGA NOSSO DINHEIRO, QUADRILHA!

  4. QUAL A POSIÇÃO DA PROMOTORIA DO CONSUMIDOR QUE NÃO FALA NADA SOBRE ESSE LAUDO.VEJA COMO ESSA PROMOTORIA DE DEFESA DO CONSUMIDOR AGE DE FORMA PRIMÁRIA,COM IMPERÍCIA TOTAL,PODENDO ESSE LAUDO SER CONTESTADO E ANULADO. BEM FEITO PARA ESSES CACHACEIROS,POIS ALÉM DE ESTAREM SE MATANDO COM ESSA INFELIZ CACHAÇA,AINDA COMEM INSETOS, METAIS PESADOS, COLIFORMES FECAIS E TUDO QUE NÃO PRESTA. E EXISTE VIGILANCIA SANITÁRIA NESSA CIDADE?

    resp.; Não é vedade, meu caro Técio. Isto tudo é resultado do trabalho da promotora Lítia Cavalcanti. Que ainda não está concluído. Os laudos servirão para embasar ações criminais e cíveis, que podem trazer muitas dores de cabeça à Ambev.

    • VEJA QUE MEU COMENTÁRIO OBTEVE RESPOSTAS DA PROMOTORIA. E SE FOR ASSIM ,COMO A DRª LITIA ESTÁ TRABALHANDO NA SURDINA, DEVEMOS RESPEITAR SUAS ESTRATÉGIAS. E SE ELA CONSEGUIR ALGO DE PROVA MATERIAL CONSISTENTE CONTRA ESSA FAMIGERADA AMBEV, ENTÃO ELA ESTARÁ DE PARABENS. MAIS NÃO DEVE ESCOLHER SOMENTE A AMBEV COMO PAPAGAIO DE PIRATA, TEM MUITAS OUTRAS EMPRESAS COM PICARETAGENS EM SEUS PRODUTOS E SERVIÇOS.

  5. Marco, não posso deixar de dar parabéns aos peritos. Todavia, a notícia ocorreu em janeiro e só agora a perícia foi concluída? Por que tanta demora? Creio que é preciso haver mais agilidade na realização de perícias no Maranhão. Mulheres vítimas de violência doméstica estão esperando mais de 1 mês para receber a perícia. Enquanto isso, o agressor fica na mais absoluta paz. Precisamos de mais peritos e de mais tecnologia pericial. Abraço.

    resp.; Não foi isso. Em janeiro, saiu o reutlado do primeiro laudo, que constatou haver ckorpos estranhpos na cerveja e concluiu terem sido envazados na fábrica. precisa dizer que tipo de corpos estranhos eram esses. Por isso novo laudo, mais apurado, que constatou serem baratas. Agora, impressionante é o desdém da nota da Ambev, não acha?

    • Marco, fiquei em dúvida. Ora, se foi preciso outra perícia para descobrir qual era o corpo estranho, sinal que a barata não estava inteira. Devia haver apenas fragmentos. Então, nova perícia seria necessária para saber a natureza desses fragmentos. Todavia, no laudo há uma foto de uma barata inteira. Sendo assim, não seria preciso uma outra perícia para dizer que uma barata é uma barata. Ou será que a foto do laudo foi apenas ilustrativa? Abraço.

      Resp.: A foto divulgada está ampliada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *