13

O Clero da Assembléia Legislativa do Maranhão

Por Hostílio Caio Pereira

Depois de ser publicado aqui o alto clero do Congresso Nacional, a curiosidade em torno da divisão de hierarquização entre os deputados estaduais do Maranhão passou a ser uma exigência de colegas de jornalismo e dos leitores. O assunto tão propalado nas rodas de conversa fora e dentro da própria Assembléia Legislativa quer saber aqueles que se enquadram no “baixo clero”, “médio clero”, “alto clero” e o altíssimo clero. 

As indicações e situações nas listas que estão abaixo não têm como referência apenas o cargo exercido na mesa diretora, o número de mandatos, o poder econômico, idas a tribuna, a presidência de comissões e apresentação ou relatoria de projetos ou emendas.

São considerados de altíssimo clero, os parlamentares que discutem em sua essência – pequeno grupo – os problemas administrativos, políticos, econômicos, as decisões tomadas, os bastidores políticos e a formação da pauta das sessões da Casa, além do respeito dos colegas por sua liderança forte e contundente. 

Os de alto clero são aqueles que têm acesso aos problemas, mas não influenciam em suas decisões, porém se sobressaem em seus grupos políticos e têm acesso a alguns assuntos de bastidores governamentais.

O médio clero é formado por deputados que tem excelente oratória, são excelentes relatores, estão com mais de dois mandatos e discutem os projetos com as lideranças.

O baixo clero é composto por deputados de primeiro mandato ou aqueles com mais de dois mandatos, mas sem êxito para crescer. Eles (baixo clero), apenas se limitam a seguir as orientações dos lideres dos blocos parlamentares; dificuldade de oratória; são faltosos, e, principalmente, desconhecem os meandros da Casa. Contudo, vale ressaltar que muitos desses deputados já poderiam fazer parte do médio clero. Para isso dependerão de suas atuações na próxima legislatura, ao menos para os reeleitos.

 Existem exceções, pois é como eu disse no artigo sobre o Alto Clero do Congresso Nacional, ou seja, podem ter deputados de primeiro mandato que vão diretamente para o médio clero, isso se tiver pedigree (apadrinhamento de um cacique político) ou que tenha tido uma excepcional votação:

 Altíssimo clero:
João Evangelista (já falecido)

Marcelo Tavares

Ricardo Murad

Tatá Milhomem

Carlos Braide

Edivaldo Holanda (até quando foi líder do governo Jackson Lago)

 Alto clero:
Joaquim Haickel

Arnaldo Melo

Max Barros

Chico Gomes

César Pires

Rigo Teles

Stênio Resende

Helena Heluy (entra nesse clero por ser referendada por todos os seus pares da tribuna, por sua ética, moral e intelectualidade. Também é quem participa de todas as sessões)

César Pires

Raimundo Cutrim

Antônio Pereira (por ser o primeiro secretário, por isso conhece o andamento administrativo/financeiro da Casa)

 Médio Clero:
Vitor Mendes (tem tudo para ser um dos comandantes da Casa)

Eliziane Gama (está nesse patamar, em primeiro mandato, por ter dirigido muito bem a CPI da pedofilia)

Rubens Pereira Junior (deputado de primeiro mandato com excelente oratória e substituiu o seu pai, o ex-presidente da Casa Rubens Pereira)

Jura Filho (Era para está no grupo acima, porém teve momentos de altos e baixos em seu mandato)

Chico Leitoa (apesar de ter sido suplente, conseguiu se destacar por sua oratória e por polemizar com a Mesa Diretora sobre verbas indenizatórias)

Graça Paz

Pavão Filho (Excelente parlamentar, mas se perdeu nos últimos dois anos)

Alberto Franco (Excelente parlamentar. Conseguiu emplacar a CPI da Euromar, porém deixou a desejar nos últimos momentos)

Camilo Figueiredo

Antonio Bacelar

Gardênia Castelo (filha do prefeito de São Luís)

Hélio Soares (tinha tudo para está no patamar de cima, porém falta muitas sessões e não leva a sério o seu mandato)

Penaldon Jorge (Boa oratória e mostrou conhecimento dos meandros da Casa)

Afonso Manoel (por sua excelente votação em 2006)

Valdinar Barros (por sua postura ideológica, mas precisa melhorar seu discurso raivoso)

Baixo Clero:
Carlinhos Amorim (suplente)

Irmão Carlos (suplente)

Carlos Filho (já era para está bem acima, porém é o campeão de faltas da Casa)

Cleide Coutinho (preparada, mas ainda não se encontrou com o parlamento)

Paulo Neto (caiu de posição depois que adoeceu)

Nonato Aragão (não repetiu sua boa atuação como vereador na Assembléia Legislativa)

Marcos Caldas (Por pouco não entrou na lista do médio clero, pois não conseguiu manter suas boas atuações)

José Lima (um professor não pode ter uma péssima oratória)

Domingos Paz (apenas um excelente líder agrícola e sindical)

Fátima Vieira (conhece o seguimento político, mas se escondeu)

Fufuca Dantas (excelente político para o Executivo, porém no legislativo é uma negação, pois não fez um só pronunciamento nesses quatro anos)

João Batista (Tinha tudo para ser um dos melhores oradores da casa, porém não conseguiu se identificar ideologicamente).

Essa é a minha definição, podem existir outras, mas que tenham como parâmetros a realidade dos fatos.

Marco Aurélio D'Eça

13 Comments

  1. diante desse quatro ainda não entendir o que é ser alto clero quando helena está abaixo de tata braide e edvaldo, a deputada Eliziane pra mim foi a revelação desse pleito por não ser de familia politica e pelo seu desempenho…

  2. Eu consideram alto clero os Deputados : Helena Hely, Rubens Pereira Jr, Joaquim Haickel, Tatá Milhomem, Carlos Braid, Edvaldo Holanda.
    Medios Cleros o restante e Baixo Clero, Carlos Filho, Fatima Vieira, Camilo Fiqueredo.

  3. Não existe essa estória de clero…o que existe é dinheiro na jogada na hora da votação das matérias…em outras palavras jetos…kkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Marco, nessa legislatura o deputado Manoel Ribeiro apenas ficou como suplente e substituiu titulares por pequenos momentos. Contudo, é certo afirmar se ele tivesse sido eleito em 2006, com certeza estaria no altíssimo clero.

  5. manoel ribeiro não é deputado… vai voltar a ser… quando for deve ser do alto clero, é claro…

  6. Manoel Ribeiro fica em qual?

    Reps.: Professor Caio, onde fica Manoel Ribeiro???

  7. Concordo com o Flamel! E ainda dou notas para os parlamentares

    Alto Clero:
    Marcelo Tavares (7)
    Ricardo Murad (6)
    Tatá Milhomem (7)
    Carlos Braid (6)
    Joaquim Haickel (8)
    Helena Heluy (8)
    Edivaldo Holanda (6)
    Arnaldo Melo (7)
    Antônio Pereira (7)
    Max Barros (7)
    Chico Gomes (7)
    César Pires (7)
    Jura Filho (7)
    Rubens Pereira Junior (8)

    Baixo Clero:
    Raimundo Cutrim (3)
    Rigo Teles (3)
    Stênio Resende (3)
    Vitor Mendes (4)
    Eliziane Gama(4)
    Chico Leitoa (4)
    Graça Paz (5)
    Pavão Filho (5)
    Alberto Franco (5)
    Camilo Figueiredo (3)
    Antonio Bacelar (5)
    Gardênia Castelo (5)
    Hélio Soares (4)
    Penaldon Jorge (4)
    Valdinar Barros (4)
    Cleide Coutinho (5)
    Carlinhos Amorim(5)
    Afonso Manoel (5)
    Irmão Carlos (4)
    Carlos Filho (4)
    Paulo Neto (4)
    Nonato Aragão (5)
    Marcos Caldas (4)
    José Lima (4)
    Domingos Paz (5)
    Fátima Vieira (5)
    Fufuca Dantas (4)
    João Batista (5)

  8. Marco, você está confundindo as bolas, essa lista que você fêz não é clamada de clero e sim, de panelinha ou balio de gatos etc…, com rarissimas exceções podemos retirar desse balaio de gatos alguns personagens, o resto são pseudos representantes do povo que se locupletam com o governo do Estado a prova é que só foi a tua patroa tomar o governo do Jackson, não demorou uma semana ela já tinha a maioria na Assembléia.

  9. Não existe esse negócio de Altíssimo clero. Isso é invenção do Caio na tentativa de querer diferenciar dois ou três dos chefes dele.

    O alto clero inclui normalmente os presidentes e ex-presidente das casas legislativas, isso quando eles são realmente importantes, o que não aconteceu com o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcante por exemplo. Além desses fazem parte desse grupo os parlamentares respeitados tanto por seus pares, quanto pela população, como também pela imprensa. Um parlamentar que é sempre procurado pelos jornalistas para dar seu depoimento sobre os assuntos do momento, pertence obrigatoriamente ao alto clero. Bons articuladores políticos, que tenham trânsito no governo ou mesmo entre seus colegas da oposição também pertencem a esse grupo. Pessoas cultas, inteligentes, competentes, experientes, estarão incluídas nessa lista. Normalmente os componentes do alto clero ocupam cargos de líderes ou vice-líderes ou são os relatores das matérias mais importantes da Casa.

    O médio clero pode até ser suprimido e tentar-se com muito boa vontade, agrupar parte de seus componentes no alto clero e a maior parte deles destinar ao baixo Clero.

    No baixo clero estarão inclusos todos os que não arrumaram um lugar melhor para conviver.

    As listas abaixo refletem o que eu imagino que são os melhores e mais bem preparados deputados dessa legislatura, um em cada nível.

    Alto Clero:

    Marcelo Tavares
    Ricardo Murad
    Tatá Milhomem
    Carlos Braid
    Joaquim Haickel
    Helena Heluy
    Edivaldo Holanda
    Arnaldo Melo

    Médio Clero:

    Antônio Pereira
    Max Barros
    Chico Gomes
    César Pires
    Raimundo Cutrim
    Rigo Teles
    Stênio Resende
    Vitor Mendes
    Eliziane Gama
    Rubens Pereira Junior
    Jura Filho
    Chico Leitoa
    Graça Paz
    Pavão Filho
    Alberto Franco
    Camilo Figueiredo
    Antonio Bacelar
    Gardênia Castelo
    Hélio Soares
    Penaldon Jorge
    Valdinar Barros
    Cleide Coutinho

    Baixo Clero:
    Carlinhos Amorim
    Afonso Manoel
    Irmão Carlos
    Carlos Filho
    Paulo Neto
    Nonato Aragão
    Marcos Caldas
    José Lima
    Domingos Paz
    Fátima Vieira
    Fufuca Dantas
    João Batista

  10. Pensei melhor apos ler mais uma vez seu post e ver seus criterios, sendo assim eu so colocaria de altissimo clero o Ricardo Murad e o falecido Evangelista o resto ficaria em alto clero.
    abraço

  11. Não concordo com Edivaldo e Marcelo em altissimo Clero
    deveriam ser trocados por Joaquim e César Pires
    Joaquim e César Pires são politicos habilidosos e César Pires eu considero o melhor orador da casa.
    E o Camilo Figueiredo devia ser baixissimo…
    So uma opinião..nada mais..

  12. Colocaria o Manoel Ribeiro entre alto e altissimo, no resto excelente diagnostico.

    • Caio, vc só fala e escreve besteira, és mui fraco, tá aproveitanto o blog do Marco Aurélio pra ver se aparece, não tem jeito vc é um bobão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *