7

Quatro perguntas para Gil Cutrim…

O blog publica abaixo as quatro perguntas que considerou básicas para o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PMDB), feitas pelo jornal Gazeta da Ilha. O prefeito fala do desafio de substituir Luís Fernando Silva (DEM), da disputa pela presidência da Famem, da relação com  o governo Roseana – e com os anteriores a ela – e sobre a região Metropolinata de São Luís.

Leia aqui a íntegra da entrevista do Gazeta e abaixo a versão do blog:

1 – O senhor assumiu o comando de um município, cuja administração do ex-prefeito Luis Fernando, foi considerada referência em todo o Maranhão. De que forma o senhor pretende dar continuidade a este trabalho?
Com total dedicação, transparência e, principalmente, com muita vontade de trabalhar pelos ribamarenses. A administração do ex-prefeito Luis Fernando, que está agora no comando da Casa Civil do governo do Estado, mudou para melhor a realidade do povo. Foram centenas de obras e ações que melhoraram todos os indicadores do município.
E eu, como vice-prefeito e prefeito em exercício, dei a minha contribuição neste processo. Minha administração está pautada na continuidade, e não no continuísmo, de todas estas ações, executando, em um curto espaço de tempo, novas obras que a nossa cidade e nosso povo tanto precisam.

2 – O senhor vem sendo apontado como componente de peso da chapa encabeçada pelo prefeito Júnior Marreca (Itapecuru) e que disputará a presidência da Famem. O senhor acredita na possibilidade de consenso entre os candidatos? E o governo do Estado, como o senhor avalia que ele irá se comportar?
Apoio o prefeito Júnior Marreca e ele me convidou para compor sua chapa, sendo que o cargo ainda não está definido. Mas acredito que haverá consenso entre os candidatos, que fazem parte do mesmo grupo político comandado pela governadora Roseana Sarney.
Quanto ao posicionamento do governo, o próprio chefe da Casa Civil, o ex-prefeito Luis Fernando, já falou diversas vezes que não haverá interferências. Assim como eu, o Luis Fernando acredita no consenso e numa chapa única.

3 – O senhor acredita que, a partir deste ano, a região metropolitana de São Luís, de fato, será implantada e as Prefeituras trabalharão de forma parceira e conjunta?
Sou um defensor da metropolização, da união das Prefeituras em favor das suas populações. Nos últimos anos avançamos nesta discussão. Ribamar e Paço do Lumiar, por exemplo, já aderiram, através de projetos de lei aprovados por suas respectivas Câmaras Municipais, à região metropolitana. Inclusive, as Prefeituras já executam trabalhos parceiros, nos serviços de limpeza e iluminação pública, em bairros localizados nas áreas limítrofes entre os dois municípios.
O Luis Fernando, como chefe da Casa Civil, já deu declarações de que o Estado, já a partir deste mês, irá se empenhar e coordenar a criação da região metropolitana. O prefeito João Castelo também já deu várias sinalizações de que irá se integrar a este processo. Portanto, tenho certeza de que, este ano, os governos [municipais e estadual] irão trabalhar juntos e executar políticas públicas comuns direcionadas para todos os moradores da Grande Ilha.

4 – Durante quase cinco anos, nos governos Zé Reinaldo e Jackson Lago, São José de Ribamar não recebeu nenhum centavo de ajuda do governo do Estado. A situação mudou quando Roseana Sarney reassumiu o governo. A partir deste ano, a parceria entre Estado e Prefeitura vai continuar?
A parceria vai continuar e está mais fortalecida do que nunca. Roseana, neste seu primeiro governo, ajudou o município, através de convênios, que pôde executar obras importantes, como o asfaltamento de várias ruas e avenidas. A governadora e o próprio Luis Fernando já garantiram que, já neste ano, mais parcerias serão formalizadas.
Como você mesmo disse, durante quase cinco anos Ribamar, a terceira maior cidade do Maranhão em população, foi totalmente esquecida pelos governantes que passaram. Com Roseana, esta situação mudou e, hoje, este município sente a presença do governo do Estado, o ente que possui maiores condições financeiras de ajudar nas grandes obras. São por estes motivos que o povo ribamarense apóia totalmente o governo de Roseana.

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Marco. por favor, mais uma pergunta:
    Gil Cutrim, quando voce vai devolver o dinheiro da FUNCEF, conforme determinado pela justiça?

  2. Ué, faltou vc postar qual é a tua versão acerca das respostas dadas pelo Prefeito Gil Cutrim!!

    Resp.; Ué,!? Eu separei as perguntas qu considerei pertinentes para o blog. E ele deu as respostas. As respostas dele não podem ter vesões minhas meu caro. São auto-explicativas.

  3. NÓS ELEITORES DA GOVERNADORA, QUEREMOS SABER ATÉ QUANDO ELA VAI FICAR BRINCANDO DE FAZER SEGURANÇA NO MARANHÃO?
    É UNANIME A REVOLTA DOS DELEGADOS DE CARREIRA, DOS POLICIAIS MILITARES DE TODAS AS PATENTES, PELO FATO DE RECEBEREM ORDEM DE UM AGENTE DE POLICIA.
    OS CRITÉRIOS DE ESCOLHA PARA NOMEAR ALUISIO MENDES SECRETÁRIO DE SEGURANÇA SÃO DE CONHECIMENTO DE TODOS: SIMPLESMENTE LAÇOS DE AMIZADE. (…)
    QUEREMOS LEMBRAR A DRª ROSEANA SARNEY QUE ESSE GESTO DE CARIDADE AO SEU ÚNICO ESCUDEIRO, TRAIU MAIS DE OITENTA MIL FIEIS ELEITORES, QUE SEMPRE VOTAMOS NA SENHORA E EM SEU GRUPO. LEMBREM-SE OUTRAS ELEIÇÕES VIRÃO.

  4. É um ótimo momento para implantar o processo de metroplização irá beneficiar em muito os moradores que anos luz sofrem com a indefinição de limites, e, sérios e agravantes problemas sociais, como: uma simples reforma de casa, pagamento de IPTU, Infra-estrutura, saneamneto básico, localização para a própria estrutura administrativas dos municípios…….. Lembro que respectivamente o pai presidente do TCE (Edmar Cutrim) e o Tio EX-Presidente do TJ-MA e atual presidente do TRE-MA (Raimundo Cuntrim), são peças importantíssima para o momento ímpar na grande ilha de Upaon- Açu, ainda mais que os três entes tem uma ótima relação com a governadora (Rosean”y” Sarney) e tendo como seu auxiliar , na CC, mais próximo Luis Fernando. Só não fazem se não quiserem mesmo. Ou é puro ódio da ilha.

  5. Prefeito, não esqueça de dar uma olhada para a região da Maiobinha, nas primeiras chuvas as ruas não asfaltada, viraram um buraco só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *