7

Rio de Janeiro de 2011, 2010, 2009, 2008…

Guardadas as devidas proporções, o Rio de Janeiro é muito parecido com São Luís em seus aspectos sociais, culturais e de infra-estrutura.

E como a Ilha do Amor, a Cidade maravilhosa também sofre as consequências do descaso do poder público.

A tragédia que se abateu sobre cidades cariocas este ano estava anunciada há anos. Ou melhor, é um replay do que acontece ano após anos – como em São Luís.

Todo ano é a mesma coisa: enchentes alagam áreas já conhecidas da capital maranhense e provocam deslizamentos nos morros cariocas. Infelizmente, desta vez, o estrago está sendo bem maior no Rio, levando a um número de vítimas fatais que pode chegar a mil.

A situação – tanto lá como cá – fica a mercê do humor da natureza. Só não há enchentes quando não chove. E a coisa se repete ano após ano.

Está sendo assim em 2011 e foi assim em 2010, 2009, 2008…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Primeiro que os desastres não ocorreram na “cidade maravilhosa”…
    Segundo, ainda que “guardadas as devidas proporções”, o Rio em nada se parece com São Luís!!! Pelo amor de Deus, Marco!!!
    Você foi de uma infelicidade sem par ao postar esse texto…

    Resp.: tsc,tsc,tsc,tsc, tsc…

    • Ê Marco!!! É sério, cara!!! Não dá pra comparar os problemas do Rio com o nosso não… PeloamordeDeus…
      KKKKKKKkkkkkkkkk
      Vamos brincar de falar de política de novo…

  2. Meu caro é não ter o que postar, e fica comparando o Rio com SL… isso é para falar mal da Prefeitura de SL. Mais como gosta de criticar… Fala aí do comando do Governo do Estado que sua patroa já está uma vida e o Maranhão no comando dela sempre fica em último na educação, no trabalho escravo, um Estado sem investimentos. O Maranhão está zerado nas secretarias sim, como o Fábio Gondim quer arrecadar dinheiro, pois sua patroa sugou para sua eleição….o que o Monteiro fala que está insatisfeito é verdade, assim é a Sarneyzada e vc como aspone ou espoleta deles fica postando besteira…como dizem que se ver um homem pelas suas habilidades e pensamentos…imagina só seus gostos, com duas loiras com caras de traveco, no shopping Rio Anil….cuidado vc pode se ferrar

  3. Marco, atenção para um detalhe: O Rio de Janeiro não é só a cidade maravilhosa, mas também o nome do Estado. As tragédias deste ano aconteceram em cidades da região serrana. Ano passado o município onde ocorreu a pior situação foi Niterói. Tá certo que é um estado pequeno, mas diferentes cidades, problemas semelhantes. Em São Luís, os problemas são outros, mas a atuação tanto da prefeitura e dos habitantes tem que melhorar e muito também.

  4. Marco, vou deixar mais uma vez mneu repúdio sobre a poluiçõa sonora aqui na Raposa, no Alto do Farol. pois talvez algum leitor seu possa nos ajudar.
    Aos
    Srs. Responsáveis pelo cumprimento da Lei

    Srs,

    Tenho plena e total consciência da exaustiva e árdua tarefa laboral, pelo Sr executada, mas, acredito na vossa competência e zelo em fazê-la e mantê-la. Venho através desta, solicitar ajuda no que tange sobre POLUIÇÃO SONORA, fator este crucial e entristecedor, que, infelizmente, avassala em nossa comunidade.
    Sou morador do Alto do Farol, mais precisamente na Rua Maranhão, há aproximadamente, 08 anos, onde a paz e a tranqüilidade imperavam, vivíamos em plena paz e harmonia, sem perturbação sonora e uso abusivo de alucinógenos, incitados pelas constantes e repetidos “festas”, que por aqui ocorrem, contribuindo freqüentemente para o aumento dos índices de violências, aqui registrados, pois para cada” festa”, promovida, principalmente pela tal banda tropical, que está administrando o forrozão do povo de propriedade do Sgto. Vilson, que deveria promover a paz e a boa ordem do local, só propicia desordem, bagunça desconforto em nossos lares, pois o descumprimento das normas de funcionalidade deste tipo de estabelecimento, conforme legislação em vigor, são desrespeitadas em toda a sua essência. Sr. Não é exagero, tamanho é o barulho propiciado pela banda Tropical que as panelas caem dos armários de nossas casas, pois só tem horário de início, e só termina se tiver alguma briga ou coisa parecida, e o que mais nos entristece, pois falo em nome de moradores que estão se sentindo prejudicados, e até mesmo coagidos por reclamar da, perdoe-me o termo, mas não consegui adjetivá-la de outra forma, tamanho meu grau de descontentamento, BAUBURDIA, aqui existente, e o pior é que quando reclamamos, somos intimidados, temos nossas residências apedrejadas, e outras formas de coação.
    Ressalta, ainda, que a Polícia Militar, quando acionada, nada resolve, pois segundo o responsável pela casa ele tem autorização pra funcionar, segundo ele. Será ele tem a seguinte documentação :
    01 – Alvará de funcionamento;
    02 – Documentação (Registro de Firma ou empresa de Entretenimento);
    03 – CNPJ;
    04 – Autorização de funcionamento do Corpo de Bombeiros ;
    05 – Autorização de funcionamento da Delegacia de Costumes ( Ou da Raposa)
    06 – Autorização de funcionamento de órgão protetores da criança e adolescente.

    Eu, com todo respeito, finalizando este desabafo, gostaria que o Sr. Fizesse, IN LOCO, uma verificação, se possível fosse, pelo Alto do Farol, em um dia de Sábado à noite, por volta das 22:00, pro sr ver a que tipo de humilhação nós somos sujeitados. Ressalto, ainda que anunciaram ontem 01/01/2011, que farão o pré carnaval todos os sábados e domingos, até março. Será que nós pessoas de bem que temos compromissos com a sociedade, termos que procurar outras formas de viver ? Mudando-nos, abandonando nossos lares em razão de interesses contrários aos princípios de viver em uma comunidade ?

    NA certeza de seu auxílio,

    Um morador desesperado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *