36

O salário dos professores maranhenses…

O Maranhão tem 70% de professores com nível superior.

Estes docentes recebem R$ 1.631,69 como remuneração.  É bem mais que o piso nacional da categoria, de R$ 1.187,08, para uma carga horária de 40 horas semanais.

Todos os professores maranhenses recebem Gratificação por Atividade do Magistério (GAM), de 130%.

Os professores com nível médio são 30% da categoria estadual. O salário é de R$ 880,94.

Parece baixo em relação ao piso nacional? Não é, porque este valor é para apenas 20 horas semanais, enquanto o piso exige 40 horas. 

O professor que amplia a qualificação, também amplia a remuneração.

Os especialistas, ganham mais 15% do vencimento. Mestres chegam a 20% e doutores a 25%.

A categoria paralisou as atividades na semana que passou por melhorias salariais e nas condições de trabalho.

Reclama, por exemplo, do não pagamento das gratificações por qualificação.

Texto alterado às 21h15 para correção e atualização de informações

Marco Aurélio D'Eça

36 Comments

  1. é , mais o que ninguem precebe , é que os unicos prejudicados , somos nós alunos , os professores estão reinvindicando direitos , certo. Mas e nós alunos ? Ficaremos esse tempo todo sem professor em sala da aula ? Eis a questão.

    • Junte-se nós e reivindique também os seus direitos. voc~e precisam de escola de escola de qualidade que começa com a valorizaçao do professor também.

  2. Vc só está defendendo o seu emprego eu entendo, mas procure se informar mais, afinal vc é um jornalista, seja imparcial e não defenda a sua patroa desse caos que é a educação do maranhense, experimente ficar sem receber aumento durante dois anos e sem ter direito a titulação e progressão, espero que vc saiba o que é isso, ou vc não checa as suas fontes, visite as escolas e depois post o que viu ou vc não gosta de ver a realidade?

    resp.: Mas estou defedendo meu emprego aonde? No jornal O Estado??? Não preciso defedner o governo para ter meu emprego no Jornal O Estado do Maranhão, meu caro. Se você fala do govenro, não tenho emprego no governo, meu caro. se você fala do anúnciod a Sedcu, eles publicaram aí por quye meu blog tem audiência. O espaço publicitário nada tem a ver com o aspecto editorial do blog. Anúncio é anúncio, e se pagar o que acho qque devo cobrar, anuncio qualquer coisa que esteja dentro dos princípios do blog. Aqui só não anuncio cabaré e cigarro.

  3. A Verdade Sobre A Greve…….

    À SOCIEDADE EM GERAL

    Nós, educadores (professores, especialistas e funcionários de escolas), estamos desde 2009 empenhados na definição, aprovação e aplicação do Estatuto do Educador, necessário ao reconhecimento e valorização do profissional, que pode dar ao ensino público a qualidade que a sociedade maranhense exige e paga por ela.

    Ao contrário do que diz a propaganda oficial, o governo de Roseana Sarney (PMDB) já demonstrou não ter compromisso com a qualidade do ensino público. E é por isso que estamos em greve geral por tempo indeterminado, desde o dia 1º de março. Vejamos o que tem acontecido:

    1.Em 2009, conseguimos após muitos debates, estabelecer com o governo, um projeto de Estatuto do Educador. Logo em seguida, o governo Roseana Sarney (PMDB) rasgou esse projeto e tentou impor um outro, construído pelo próprio governo. Devido à resistência dos educadores, o governo recuou e disse aceitar o projeto estabelecido em consenso;

    2.Demonstrando má-fé, o governo Roseana Sarney mente ao dizer ter “o compromisso do governo do Estado de implantar, este ano, do Estatuto do Educador, contemplando, inclusive, a revisão salarial da categoria”. Mas o Orçamento do Estado para 2011, proposto por Roseana e assessores, não previu os impactos financeiros para aplicação do Estatuto. Mais ainda: a orientação que partiu do Palácio dos Leões foi que a bancada governista rejeitasse emendas parlamentares que destinavam recursos para vigência imediata do Estatuto;

    3.Confirmando a irresponsabilidade do governo com a educação, temos hoje o fechamento de turnos em escolas, professores aprovados e excedentes do último concurso à espera de nomeação, outros ministrando aulas de disciplinas para as quais não estão habilitados, abandono da estrutura física das escolas, falta de carteiras nas salas de aula, superlotação de turmas, extinção de vagas entre outros;

    4.Agora o governo Roseana Sarney tenta manipular a opinião pública e mente para a sociedade ao dizer que agora está se organizando a educação pública, a começar com o calendário escolar, e que tudo está bem na educação. Vale dizer que o ano letivo começou, no dia 21, em muitas escolas estaduais sem ter sequer carteira para os alunos sentarem;

    5.O governo envereda por um caminho perigoso quando atribui aos educadores o não cumprimento de um acordo para regularização do calendário escolar que há anos está defasado, não pelos protestos dos trabalhadores, mas por falta de professores, como na escola que leva o nome da governadora, no bairro São Francisco.

    6.A governadora Roseana Sarney, que anunciou que faria “o melhor governo da sua vida” e que “a educação passaria por uma revolução”, tem a oportunidade de entrar para a história ao atender às reivindicações dos educadores.

    7.Afinal, o Maranhão disputa os últimos lugares no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). A situação do ensino cada vez mais precária deve-se a política dos sucessivos governos que não priorizaram a Educação. Sabemos das sucessivas crises que vem passando a Educação pública no Brasil, e no Maranhão não é diferente, com um agravante, aqui se encontram cinco das 20 piores escolas do Brasil.

    8.Os educadores e educadoras, representados pelo Sinproesemma (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão) não recuarão diante das ameaças, repressão e chantagens vindas do governo do estado e continuarão em greve até que o governo se disponha a negociar e atender as reivindicações dos trabalhadores.

    Educação de qualidade, só com o Estatuto aprovado e o Educador valorizado!!

    A greve continua! Estatuto já!

    Espero que Publique!!!

  4. VOCÊS AINDA NÃO PERCEBERAM QUE A INTENÇÃO DO JORNALISTA É AGRADAR O GOVERNO E COMO SÓ ELE TEM INFORMAÇÕES DE SALÁRIOS DOS MODOS DE QUE PUBLICARA.
    QUALQUER UM PERCEBE QUE A MATÉRIA TEM A NÍTIDA INTENÇÃO DE CONFUNDIR. MAS SÓ QUE ELE (O JORNLISTA) INTELIGENTE DA FORMA QUE É, ESTÁ A SERVIÇO, MAS TENTA DISSIMULAR DESCARACTERIZANDO NOSSOS COMENTÁRIOS, A VERDADE SOBRE OS SALÁRIOS QUE ELE MESMO RECONHECE QUE NÃO É DA FORMA QUE PUBLICARA. DISTO ELE JÁ SE DEU CONTA QUE NÃO PEGOU, POIS É INVERDADE.
    ENTÃO, NÃO DEVEMOS MAIS LER E DAR CRÉDITOS A INFORMAÇÕES DESSE BLOG RELACIONADAS À EDUCAÇÃO. SE ASSIM O FIZERMOS, ESTARÁ O MESMO CUMPRINDO SEU PAPEL COM QUEM O PATROCINA. A NOSSA INTENÇÃO NÃO É OFENDER, MAS TEMOS CONVICÇÃO DA MENTIRA PUBLICADA. CHEGA DE PENSAR QUE VOCÊS PODEM DIZER QUALQUER COISA E NÓS ACREDITARMOS COMO SE FORA VERDADE. ATENTE PARA ISSO.

  5. Hei…vc nao até q costuma ser reposnavel,mas nessa pecou feio
    E tem otra convido vc a ver nossa realidade,q vai muddar d ideia d q
    o salario de educador é pomposo

  6. ”Parece baixo em relação ao piso nacional? Não é, porque este valor é para apenas 20 horas semanais, enquanto o piso exige 40 horas.” Você esqueceu que esta questão não foi decidida pela supremo!! Existe uma ADI contra isso aí…
    É lamentável ver e ouvir alguém tentar ir contra por exemplo pelos responsáveis por você está aqui hoje em dia escrevendo e sendo lido…
    Se querem fazer contenção de despesas por que não começar pelos salários dos governadores aposentados por exemplo?

  7. Marco, o que essa pelaga (D’ITALYANO e Jandilene Melo – com certeza é a mesma autora) do sindicato acha que é? Você não é promotor, juiz de direito, pastor e muito menos missionário para fazer justiça social! Seu papel é divulgar informação. E se em um dado momento elas saírem truncadas, benzadeus! Faz o que você fez, as retifica. Todos estamos passíveis de erros. Agora, agredir as pessoas assim já é demais. É típica de professora dançarinha de pagode que só pensa na festa dos finais de ano do sindicato. Ela deve ser uma bobinha que acha que a única categoria que o governo tem que atender é a de professores e que o governo deve resolver as coisa num passe de mágica. Professores merecem valorização assim, mas não é do jeito que eles pensam. E tem mais, meu caro Marcos, temos que fazer uma política série de valorização de professores, porém, equiparar a responsabilidade dos nossos professores com as dos policiais militares e de médicos do serviço púplico, os impedindo de fazerem greve também. Educação, é algo tão essencial quanto saúde e segurança – até mais, diga-se de passagem. Eles são bons de reclamar, mas, na hora de cumprir seus deveres, só 10% – sendo bem otimistas – cumprem fielmente.
    Menos, D’ITALYANO e Jandilene Melo, menos! Respeite os demais seres humanos para que você não seja confunidada com uma mera professorinha ávida pelo pagode de final de ano do sindicato.

    • Todo profissional ético, que valore o seu trabalho além da remuneração, cumpre sua função social. Isso não se restringe apenas a pastores, padres, promotores e tal. E mais, esse perfil como você me descreveu é apenas uma forma de desviar o foco da discussão. Primeiro, porque não sou iludida com o nosso sindicato, apesar de ter consciência de categoria; muito menos pagodeira(nada contra os pagodeiros). Sou uma profissional que acredita na educação e que ela perpassa por consciência de deveres e de direitos.Trabalho 40 horas, fora o trabalho extraordinário( lendo, planejando aulas, corrigindo provas…). Exigir condiçoes dignas de trabalho não significa ser adepta de partido político, pelega de sindicato ou querer denegrir a imagem do melhor governo da vida de nossa governadora. Essa concepção é uma forma falaciosa de não legitimar a greve. E realmente, é como você falou , o governo não vai resolver isso num passe de mágicas, pois há muito tempo o governo faz e descumpre acordos com nossa categoria. E quanto à retificação das informaçoes, feitas pelo Marco, acerca de nossa remuneração, foi justa e responsável.

    • Um adendo: Sem medo de expor a pessoa e a profissional que sou, o meu nome completo está explícito nos textos de comentários. Esse pseudônimo D’ Italyano é uma outra pessoa.

  8. Prezado D’Eça,
    Você, na condição de exímio jornalista, imparcial que é, deveria checar criteriosamente as fontes antes de publicar uma matéria. Será que realmente o professor maranhense tem vencimentos maiores do que o mínimo, ou dependeria da ótica de cada um? Vejamos: A Lei que trata do piso nacional estabelece que o valor mínimo para as classes iniciais com carga horária de 40h é R$ 1.187,08, essa mesma Lei não especifica quem são esses professores, se os graduados ou os de nível médio. Ora, se é possível ser professor na educação básica apenas com nível médio, então tal classe inicial, é esta. Desta forma, como você mesmo informou os professores da rede estadual, nível médio, recebem a título de remuneração, salário + gratificação, R$ 880,00, ou seja aproximadamente o valor estipulado pelo piso, mas com carga horária de apenas 20h. Não esqueçamos que a Lei trata de PISO e não de TETO e uma administração que preza pela educação jamais priorizará pisos, mas envidará esforços para alcançar valores maiores.

  9. Em 2010, o reajuste do piso foi de 15,93% e não foi repassado para os professores do Maranhão, não tivemos reajuste ano passado, nem a inflação do período. Este ano, temos segundo o MEC(reajuste FUNDEB) direito de 15,95 % e 21,71% segundo a CNTE, o governo só quer conceder 10% e ainda a partir de 1. de outubro, portanto, o quadro que você traça como base para uma reflexão está meio distorcido, prejudicando uma análise mais acurada e justa. Enquanto todos recebem aumento os professores só recebem aumento de trabalho

  10. Você acha R$1.600,00 salário digno para um professor, num país em que quem serve cafezinho na Câmara e no Senado ganha duas vezes mais?

  11. os professores precisam ser melhor remunerado, com toda deficiência da pasta eles são verdadeiros guerreiros. só pra reflexão na próxima semana há previsão de greve na segurança que está há dois anos sem reajuste, será que eles também estão com o salário no mesmo nivel do piso nacional?

  12. Sinceramente, ainda não entendi como o público da internet consegue dar ibope, chamar o Marco de “jornalista” e ainda dizer que o blog dele irá perder “credibilidade”.

    Marco, sei que o blog é seu, que informação e propaganda nele são pagas, e que você só publica mediante seu interesse.

    Mas, no mínimo, você deveria ter respeito por aqueles que te lêem. Não pretendo catequisá-lo, mas com certeza você deveria rasgar seu diploma de jornalista (se é que você o tem) e pedir desculpas a todos pelas mentiras que você dissemina.

    Acredite, só estou comentando esta notícia porque me disseram que você estava publicando algo sobre a greve dos professores. Não tenho nenhum interesse em me promover e muito menos fazer com que você aceite o que estou dizendo. Apenas digo-lhe que se for para mentir, melhor ficar calado, pois blogs como o seu são o vetor de que as mídias alternativas ainda tem muito que caminhar para chegar a um padrão de qualidade aceitável no que tange a conteúdos jornalísticos, coisa que irá perdurar enquanto não houver regulamentação sobre estes espaços comunicacionais pós-modernos.

    VISITE-NOS!!!

    BLOG HUGO FREITAS:
    Au revoir!!!

    Resp.; Bom, se você não tem interesse em se promover, não precisa botar o endereço do blog aqui, né? Por isso tirei…..
    Este negócio de regulamentação é coisa de petista frustrado, que não cosnegue se estabelecer como profissional (por falta de talento, por ideologia ou por incapacidade mesmo) e quer usar o estado para garantir reserva de mercado. Mas o mercado se regula sozinho, meu caro. E os bons permanecem.

    • Marco, eu mencionei o endereço do meu blog para você visitar-nos e perceber outras nuances deliberadamente não aventadas em seu olhar sobre a greve dos professores. Foi apenas um convite, nada mais.

      Mas essa história de que “o mercado se regulamenta sozinho” e que somente “os bons permanecem” dão mais um indicativo de que você, como “exímio jornalista” que é, está terminantemente equivocado.

      Primeiro que os neoliberalistas perceberam que a falta de regulamentação no mercado gerou a crise econômica mundial que todo mundo ouviu, leu ou assistiu em algum lugar no final de 2008. Por isso, atualmente, existem inúmeros mecanismos de regulamentação para se evitar uma nova crise, principalmente no mercado financeiro e no mercado de trabalho, como novas medidas de proteção à economia interna dos países e ampliação de oferta de empregos com carteira assinada.

      O segundo ponto é que, em se tratando de comunicação no Maranhão, somente “os bons QIs” permanecem, e não apenas os bons profissionais, haja visto que nunca se ouviu falar em concurso público nas secretarias de comunicação estadual ou municipal, bem como lisura em seletivos para estagiários ou política de estágios para alunos de jornalismo na esfera privada.

      Abraços fraternos.

      Hugo Freitas

      Resp.: Agora você já começou a entrar nos eixos. As agressões gratuitas do primeiro comentário começam a se dissipar. Mas ainda há o ranço esqeurdóides das bobagens cxontra um tal de “neolibelarismo” que só serve para embasar atigos acadêmicos teóricos que nunca aplicam enquanto prática. E para quem disse que não lê este blog, até que você o acompanha muito…

      • MARCO D’EÇA DEIXA DE SER INFANTIL E DEIXA DE QUERER BATER BOCA, TIPO UMA PIRIQUETI, POIS O HUGO FREITAS FOI MUITO EDUCADO E DE CERTO MODO LHE DEU UMA ORIENTAÇÃO PARA NÃO COMETER INJUSTIÇAS CONTRA OS PROFESSORES E LEITORES DE SEU CONCEITUADO BLOG. VOCÊ ATÉ ME CHAMOU DE PETISTA E DE ESQUERDA.NÃO TENHO NADA A VER COM PT OU ESQUERDA, ODEIO ESSE VICE GOVERNADOR PILANTRÃO, QUE QUANDO FOI REPRESENTANTE DOS FUNCIONÁRIOS FEDERAIS DO MA, SURRUPIOU O DINHEIRO DO FGTS DE MUITOS FUNCIONÁRIOS FEDERAIS DO MARANHÃO E TU QUER DIZER QUE QUEM APOIA ROSEANA É OPOSIÇÃO, SÓ NA CASA DA MÃE JOANA ESSA TUA AFIRMAÇÃO SERIA VERDADEIRA.

  13. O QUE VOCÊ TEM CONTRA OS PROFESSORES?É TRAUMA POR TER FICADO 15 ANOS RETIDO NUM CURSO DA UFMA?OU É A CONTRAPARTIDA QUE A SEDUC EXIGIU DE VOCÊ PELO CONTARTO DE PROPAGANDA EM SEU BLOG?

  14. Marcos, no afã de desqualificar a greve vc acaba ofendendo toda uma classe de profissionais que trabalha arduamente, e ainda diz que o salário dos professores está bom, se comparado com o do piso. Parece deboche. Quanto as 20 horas semanais, te digo uma coisa: o trabalho intelectual numa sal de aula é bem diferente de trabalhos manuais e repetitivos de outras profissões. O cansaço mental e o desgate emocional que se vive numa escola do Maranhão não tem dinheiro que pague. Pense nisso.
    A profissão de professor não deve ser encarada como um sacerdócio, não; qualquer profissional tem o direito de querer ser bem remunerado e ter uma vida digna, qual o problema?
    Ou somente aqueles que se julgam donos de credibilidade são merecedores de um lugar ao Sol? Também tenho credibilidade nas coisa que faço, porém, não tenho a facilidade que outros têm, como amigos no poder par lhe abrir as portas para uma vida mais fácil.

    Será que vc só sabe apontar erros daqueles que se opõem ao governo. Para com este negócio de esquerdóides que isso já cansou!!

  15. É DE EXTREMA IRRESPONSABILIDADE DIVULGAR UMA INFORMAÇÃO DESSAS, SEM DE FATO CONHECER A REALIDADE DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DO MARANHÃO. QUAL FOI A SUA FONTE DE INFORMAÇÃO? FOI UM PROFESSOR, MEDIANTE A APRESENTAÇÃO DO SEU CONTRACHEQUE OU DO SEU CONTRATO DE TRABALHO? SOU PROFESSORA CONCURSADA DA REDE ESTADUAL. SOU QUALIFICADA, CUMPRIDORA DOS MEUS DEVERES E CONSCIENTE DOS MEU DIREITOS. E ESSES VALORES QUE VOCÊ APRESENTOU NÃO CONDIZEM COM MINHA REMUNERAÇÃO. SÓ PARA REFUTAR OS DADOS APRESENTADOS EM SEU BLOG, UM PROFESSOR NIVEL XIX (INICIAL) TEM VENCIMENTO BASE DE R$ DE 709,43 COM MAIS 922,26 (GAM – 130%) PERFAZ O VALOR DE 1.631,69 ,BRUTO(BEM DIFERENTE DO VALOR QUE VOCÊ INFORMOU, MELHOR, MENTIU. HÁ 10 ANOS, ESTOU NO MESMO NÍVEL, E MUITOS SÃO OS PROFESSORES COM TÍTULO DE ESPECIALISTA E MESTRE QUE NUNCA TIVERAM O DEVIDO AUMENTO, POIS O GOVERNO NÃO CUMPRE OS NOSSOS DIREITOS GARANTIDOS POR LEI. MUITAS JÁ FORAM AS GREVES, O GOVERNO DISSIMULA ACORDOS PARA SE AUTOPROMOVERE E LUDIBRIAR A CATEGORIA E DEPOIS DESCUMPRE. SEI QUE VOCE PRECISA DE ARTICULAÇÕES (OU SER PELEGO DE GOVERNO) PARA SOBREVIVER, MAS, PENSO QUE ,NO MÍNIMO, UM JORNALISTA PROFISSIONAL TEM DE SER ÉTICO, NÃO INVENTAR FATOS, CUMPRINDO, ASSIM, SUA FUNÇÃO DE CAPACHO DO GOVERNO. E UMA DAS SUAS FUNÇOES É FAZER JUSTIÇA SOCIAL. SE VOCÊ FOR COMPROMETIDO COM A VERDADE, PUBLIQUE UMA CÓPIA DE UM CONTRACHEQUE DE UM PROFESSOR COM MESTRADO PELA UNIVERSIDADE DO MARANHÃO. MELHOR, DESAFIO VOCÊ A COLOCAR O MEU CONTRACHEQUE ESCANEADO AQUI NESSE ESPAÇO. E VAMOS VER COM QUEM ESTÁ A VERDADE.OUTRA OBSERVAÇÃO É QUE MUITOS VALORES EXISTEM APENAS NO PLANO TEÓRICO. AS PROGRESSÕES E PROMOÇÕES ( POR TEMPO E TITULAÇÃO) DEVERIAM SER AUTOMÁTICAS, MAS É QUASE SEMPRE PRECISO ACIONAR A JUSTIÇA PARA TERMOS O QUE JÁ NOS É ASSISTIDO POR LEI. E MAIS, É NO MÍNIMO, SENSO COMUM, TER POR PARÂMETRO O PISO NACIONAL, QUE FOI ESTABELECIDO PARA SITUAÇOES EXTREMAS, EM QUE PROFESSORES, EM DETERMINADOS MUNICIPIOS ,RECEBIAM VALORES ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO.

    resp.: A informalção ficou truncada no blog, mas já foi cirrigida. De qualquer forma, o salário de R$ 1,6 mil é bem maior que o piso nacional da categoria.

    • TÚ TÁ AGINDO COMO UM IDIOTA MARCOS DEÇA, DEIXA DE QUERER
      BATER BOCA COM PROFESSOR. TÚ ACHA QUE UM PROFESSOR COM 15 ANOS E TRES PÓS GRADUAÇÕES PODE AUFERIR MENOS DO QUE UM SOLDADO PM(NÍVEL DE 2ºGRAU) INICIAL R$ 2.600,00 E UM ESTUDANTE DE CFO QUE GTAMBÉM AUFERE O MESMO SALÁRIO DE UM PM. E TU AINDA QUER TEIMAR QUE R$1.600,00 É MAIOR QUE O PISO. LARGA DE SER IGNORANTE MARCO, TOU TE DESCONHECENDO.

  16. Gostaria de informar ao nobre jornalista que o piso que os professores do Estado do Maranhão ganham para quem tem nível superior é : R$ 709,00. É verdade que este valor é sem a GAM. O valor que o jornalista informou é com a GAM. ( R$ 1650,00). Esse valor depende ainda do tempo de serviço.
    Acredito que o amigo tenha sido mal informado e, não tenha agido de má fé.
    Obs. Para quem tem nível médio, o piso para professores do Estado, é ainda menor.
    Obs. Qualquer dúvida, posso mardar uma cópia do documento.
    Agradeço o espaço.

    resp.; Muito boa sua colocação, com nível de educação e com argumentos. Gostaria de receber os documentos e, garanto, publicarei com o mesmo espaço.

  17. MARCO D’EÇA SE TU CONTINUAR A BOTAR ESSAS MENTIRAS DA SEDUC, TEU BLOG VAI PERDER A CREDIBILIDADE E SERVIR CHACOTA PARA OS PROFESSORES QUE ESTÃO ON LINE COM AS NOTÍCIAS DO MOVIMENTO GREVISTA. CUIDADO COM ESSA ASSESSORIA DA SEDUC QUE ESTÁ PLANTANDO MENTIRAS NA MÍDIA. SE TÚ QUISERES EU LEVO DOIS CONTRACHEQUES DE UM PROFESSOR COM 20 ANOS DE TRABALHO ,PÓS GRADUAÇÕES QUE AUFERE R$ 1550,00 E ESSES NÚMEROS QUE FOI PUBLICADO EM TEU BLOB SÃO MENTIROSOS,VISTO QUE UM POFESSOR NA BEIRA DA APOSENTADORIA NÃO AUFERE R$ 2.200,00 – SERIA BOM TÚ PEGARES TAMBÉM OS DADOS DO SIMPROESSEMA, QUE É O ÓRGÃO REPRESENTATIVO DA CLASSE, PARA CONFRONTAR OS DADOS.

    resp.: Não tem nada a ver com a Seduc. As informações estão disponíveis na página do Consed. Porque vocês nunca conseguem debater com argumentos as notícias que os contrariam? Só sabem atacar e tentar desqualificar o autor… isto é uma característica dos esquerdóides sem embasamento.
    Mas não precisa pegar dados do Simproessema ou da Seduc. basta pegar um contracheque de professor e conferir salário, GAM e vantagens. Você manda o seu?

    • TUA DISCUSSÃO É MEDIOCRE, E MUITO ABAIXO DO NÍVEL QUE EU TE CONHEÇO. CONTINUO A AFIRMAR QUE TODOS ESSES DADOS QUE TÚ TÁ PLANTANDO NA MÍDIA SÃO MENTIROSOS. E EU NÃO SOU DE PT, PCdoB, PSTU OU QUALQUER OUTRO PARTIDO DE PILANTRAS. EU APOIO É ROSEANA, CONSEGUI FOI MAIS DE 1000 VOTOS PARA ELA E NÃO PEDI NADA EM TROCA. E NÃO TENTE ME LIGAR A PICARETAGENS DE PARTIDOS POLÍTICOS DE VAGABUNDOS. POIS NÃO ACREDITO EM GOVERNOS DE HOMENS. POSSO TE MANDAR O CONTRACHEQUE SEU ABESTADO. SE EU QUIZER ESTARÁ NA TUA MESA NA HORA QUE TÚ SENTAR..

  18. QUANTO CUSTOU ESSA INFORMAÇÃO.

    resp.: Professor Simão, porque, ao invés de questionar quanto custou a informação, você não contesta, com documentos? Será que o povo do PCdoB não tem qualificação para debater um assunto em nível documental. Só sabe desqualificar?!?

  19. Marcos,
    Você precisa conhecer melhor a realidade da educação do nosso Estado. Acredito que as informações que lhes foram repassadas, e que você tão bem as divulga não refletem a verdadeira face da educação maranhense. Tenho absoluta certeza de que não existe na rede estadual de educação professores que ” recebem R$ 1.631,69 como remuneração básica”.
    Da forma como o assunto é por você tratado ficamos nós com a nítida impressão de que os professores da rede estadual de ensino são os servidores que melhores salários recebem.

  20. Caro D’eça, R$ 1631,69 é o valor bruto após o GAM. Por favor atualize os seus dados.

    resp.; obrigado, amigo. De fato, a informação ficou truncada, mas já foi corrigida no blog. Grato pela participação.

  21. A remuneração básica em início de carreira para servidor de nível superior é 709,43 mais a gratificação de 130% o salário fica 1.631,69. Os comprovantes de redimentos estão ai disponíveis para que quiser ver. Seria muito bom ter um salário de 3.752,86.pois teria mais condições de oferece recuros melhores aos meus alunos, considerando que as escolas não possuem nada e nós temos que arcar com os custos se quisermos uma aula mais motivadora e significativa que favoreça a aprendizagem do aluno.

  22. Retifique esse comentário sobre o salário dos professores
    Marco, pela forma como vc escreveu parece que o salario
    de 1631,00 é o base, não é meu querido, esse valor é a remuneração
    já acrescido com o percentual de 130%. Sou professor do Estado e sei
    o que estou falando, vcs com o afã de criticar a greve e o sindicato ficam
    publicando inverdades querendo jogar a população contra os professores
    para uma reinvidicaçção legítima, pois o seu governo nos enrola há mais de
    02 anos e essa greve é fruto de toda a intransigência desse governo que só
    vive de propaganda.

  23. Me compre um bode Marco. O problema da educação do Maranhão esta no despreparo dos gestores da pasta, q n tratam os profissionais com respeito. Por ultimo, essa Olga (queixo de gaivota) nem falar c os professores sabe, foge dos debates e das entrevistas. Entretanto, seus assessores, ivana propina, graça e Carmem, estão fazendo a festa na educação.

  24. Eh Marcos,
    Teus cálculos estão errados. Seja honesto e coloque o valor real. Comparado com um Iso na A.L. que chega a 14 mil sem nada fazer os professores ganham muito mal. Comparado com assessores de comunicação do TJ que não vão lá e que nada fazem a não ser babar o chefe, o salário dos professores está muito baixo. Comparado com os assessores de comunicação do TCE que não vão lá nada fazem o salário dos professores é irrisório. Eu vou deixar de ser professor, criar um blog e começar a fazer chantagem, essa sim é uma profissão que está em alta.
    Raimundo Santos

    resp.: Greve também é uma forma de chantagem, meu caro. E quanto a criar blog, muitos têm. mas é preciso ser honesto consigo mesmo, ter credibildade, reconhecer os erros e trabalhar muito. 20 horas semanais não dá nem pro começo.

    • Prezado Marco D’Eça

      Ao ler seu post, o leitor desavisado é levado a crer que os professores maranhenses formam curiosa horda de pantagruéis ingratos, os quais, sem reconhecer a maravilhosa situação que desfrutam – salário acima do piso, 20 deliciosas e homeopáticas horas de trabalho, possibilidade de progressão com tempo de serviço e títulos acadêmicos – resolvem, sob a luz de archotes e movidos pelas mais baixas inclinações, paralisar o trabalho e atrapalhar o trânsito.Sem discutir os números que o senhor publicou, já discutidos por outros leitores e já corrigidos, é preciso enfatizar neste debate que, antes de nos inflarmos com a condição de caolhos míopes na terra de cegos que é a educação pública brasileira, devemos nos lembrar de que há anos as progressões e titulações não são concedidas; que abusa-se da prática dos contratos temporários ( aponto de haver intervenção judicial recente); que há carência de funcionários – porteiros, bedéis, zeladores e outras funções; que um montante considerável de RECURSOS FEDERAIS não têm sido repassados à categoria; que o Estatuto do Educador tem sido tratado pelo governo de modo desleixado há um bom tempo e que demanda aprovação imediata. Claro está que a discussão é bem mais ampla do que sugere seu post. Sou professor do Estado, com duas nomeações, não pertenço a partido político, nem mesmo sou esquerdista. Gosto do meu trabalho – 40 horas e outras inúmeras lendo, estudando, elaborando aulas,corrigindo provas, lidando com os infernais diários de classe e curando a garganta. Não peço salário de deputados – bem-pagos que são por, supostamente, terem de abrir mão dos negócios particulares para cuidar da coisa pública. Peço respeito e o peço somente na medida em que respeito minha profissão, meus alunos e as gerações que me precederam no ofício.

      Meus cordiais cumprimentos.

    • Prezado Marco,

      Por favor, no meu comentário, onde se lê “que abusa-se” leia-se “que se abusa”; onde se lê “aponto de haver intervenção” leia-se ” a ponto ..(etc.)”. Onde se lê “um montante considerável de recursos federais não têm sido repassados” leia-se “(…) não tem sido repassado”. Péssimo revisor de mim mesmo, deixo esta pequena errata. Um cordial abraço.

    • marco,
      20 horas são de sala de aula.
      acha mesmo que o professor prepara as aulas, dentro da sala?
      que corrige provas, atividades, etc, em sala de aula?

    • Greve não é chantagem, greve é constitucional é legitima…..

      resp.; Dependendo da motivação e dos intereses por trás…

Deixe uma resposta para lindalva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *