7

Obra do Coroado está parada…

Do blog de André Martins

Obra iniciada, com pompa pelo prefeito Castelo, na vala do Coroado está parada.

Na campanha ele havia prometido aos moradores que esse problema seria resolvido, mas até agora a situação só piorou.

As fortes chuvas que caíram no último fim de semana deixaram um lastro de prejuízo para os moradores do bairro: casas alagadas; móveis e eletrodomésticos danificados; e como sempre, a possibilidade de contrair doenças.

A população não sabe a quem reclamar os seus prejuízos.

A vala que passa pelo João Paulo e por dentro do Coroado está praticamente sem condições de escoar. A obra iniciada, ainda no ano passado, já parou várias vezes; empreiteiros e funcionários reclamam a falta de pagamento.

O que se vê no local da obra é apenas uma máquina parada, e o pior, o canal entupido; e sempre que há possibilidade de chuva é um Deus nos acuda entre os moradores.

Como se pode ver nas fotos, aí está um verdadeiro caso de abandono e despreocupação do poder público para com o cidadão.

E a pergunta que se faz ao senhor prefeito Castelo é: quando ele vai cumprir com o que prometeu na campanha? Só às vésperas da próxima?

O povo quer saber…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Isso é intriga da oposição. Por que publicar convenientemente somente fotos do trecho de montante do canal, o último a ser executado? Por que não publicar uma panorâmica da obra? Decerto, a intenção da matéria é polemizar. Existem aqueles que buscam superar as dificuldades para suas realizações, e os outros, que ficam se coçando e criticando o trabalho de quem luta para realizar alguma coisa útil para a sociedade.

    Resp.: A questão não é esta, meu caro. Basta responder: a obra está ou não está paralisada?

  2. CARO MARCO:
    ESSA OBRA DO CANAL DO COROADO É FINANCIADA COM RECURSOS DO BANCO MUNDIAL. CERTAMENTE, DEVE TER OCORRIDO ALGUMA COISA ERRADA E O BANCO NÃO DEVE TER LIBERADO A GRANA.
    E AÍ? AGORA VAI?

  3. A obra começou e parou por uma razão simples ; FALTA DE PAGAMENTO ! essa é infelizmente uma marca registrada do Castelo . O mesmo está acontecendo em todos os demais setores . O pessoal do material hospitalar está no prejuízo , faltam coisas básicas no Socorrão . A Cemar e Caema não recebem exatamente a partir do momento que ele assumiu a Prefeitura . É só acúmulo de débitos e essa bomba vai estourar . A Cidade está um caos e como as finanças estarão comprometidas , nós , os cidadãos seremos prejudicados ainda mais.

  4. É assim o jeito Castelo de governar. Agora eu quero ver o Sr. Marco D’Eça defender o prefeito de São Luís. Lembro-me que quando foi anunciada a obra o caro Jornalista noticiou como se fosse uma obra que chegaria ao final. Até pode chegar, mas basta olhar para as ruas da Capital para observarmos que o Sr. João Castelo está brincando de ser administrador, assim como fez durante a sua vida, e o final dessa história está prestes a ser a mesma de todas as suas empresas – A falência!!!

  5. Marco, obras de drenagem, principalmente em periodos chuvosos, ter que ser realizadas de um só tiro, isto é, iniciar e terminar, não PODE em hipótese nenhuma haver paralisações pois, o risco de que os trabalhos realizados, sejam desfeitos e comprometam mais ainda a situação da obra, como é o caso do valão do Coroado.
    Castelo NÃO vai terminar a obra, isso é um fato, e o pior, vai deixar o valão pior do que estava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *