6

Alberto Ferreira parte para o confronto contra o Ministério Público

Ferreira: dedo em riste para o Ministério Público

É de confronto aberto a postura do presidente da Federação Maranhense de Futebol, Alberto Ferreira, em relação ao Ministério Público.

Além de não repassar ao MP documentos exigidos para instruir o inquérito que apura irtregularidades na entidade, Ferreira mostra disposição para enfrentar a promotora Lítia Cavalcanti, responsável pela investigação.

Os documentos solicitados serão fornecidos somente por meio de ordem judicial, pois, entendemos que o Ministério Público não tem legitimidade para exigir a referida requisição, em face de que não há interesse público no presente questionamento – afirma o todo poderoso presidente da federação.

A investigação de Lítia Cavalcanti começou no mês passado, com base no Estatuto do Torcedor. Além da FMF, ela pedidu documentos também à CBF.

Acima do bem e do mal, tanto Alberto Ferreira quanto Ricardo Teixeira fazem pouco caso da ação da promotoria.

Lítia Cavalcanti solicitou abertura de inquérito policial contra o mandatário do futebol maranhense…

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Infelizmente o Cartola está certo. MP não tem a prerrogativa de exigir documento de ninguém, só a Justiça, por meio de processo judicial.

  2. Caro Marco:

    Não compreendo a irritação do Ministério Público com a atitude do presidente da FMF. Se ele está errado, então que MP solicite que a Justiça Estadual determine à FMF à entrega dos documentos pretendidos pelo MP. A Instituição, alíás, podia aproveitar e denunciar à Justiça a FRANERE que está lesando os compradores de apartamentos do Condomínio Garven Park.

  3. Caro Marco Deça ,

    fico impressionado com alguns comentários postado aqui que só tem um objetivo: jogar pedras no telhado dos outros sem qualquer respeito ao trabalho do profissional. Alguns se escondem por detrás do anonimato , o que por si só é uma covardia. Em alguns deles, seus autores tentam sempre desviar o foco da ação do trabalho da Dra. Litia para outros problemas que sequer são da sua área de atuação , como é o caso do Hospital Carlos Macieira ( área da Sáude). Não conhecem legislação e falam com autoridade que não tem porque sequer tem o trabalho de estudar. Se a Dra Lítia vive frente aos holofotes, isso é reflexo de seu trabalho dedicado frente à Promotoria de Justiça da qual é titular. O MP é como uma criança: quando está ausente, incomoda porque faz falta; quando está por perto ( atuando), incomoda porque é muito ativo. Como amante do futebol e atleta amador, parabenizo o trabalho incansável da Dr. Litia, esperando que esta dedicação contamine os demais colegas. Grande abraço.

  4. Alberto ferreira NÃO vale merda nenhuma, Ricardo Teixeira tambem é um escroque de merda.
    Quem garante as sucessivas “eleições” do mizeravão do Alberto Ferreira, dentre outros, é Fernando Sarney, Vice Presidente da CBF.
    E Litia Cavalcante?
    Bem, Litia adora holofotes, e tambem, para ficar nas vitrines, adora casos polemicos onde sempre mete os pés pelas mãos.
    Lembram-se quando Litia “moralizou” a venda de GLP, o nosso imprescindivel gás de cozinha?
    Na época o gás pulou de 30,00 para 38,00, beneficiando APENAS os grandes distribuidores credenciados, deixando de lado os pequenos distribuidores de bairros afastados.
    O que mudou? , Nada, pois os motoqueiros continuam levando 4, 5 até 6 botijões de forma perigosa, na verdade o que mudou foi o preço, que chegou a R$ 40,00 e não caiu mais.
    Neste caso, Ferreira esta certo, pois o MP NÃO possui legitimidade nenhuma para atender os caprichos pessoais de Litia.
    Tem muita coisa para o MP fazer, sugiro a Litia que me devolva o direito de utilizar as ruas e calçadas pois, a esmagadora maioria das nossas ruas estão intrafegaveis assim como todas as calçadas , não só no centro da cidade, como tambem nas zonas comerciais da periferia, estão tomadas por comerciantes, legalizados ou não.
    Aconselho a Litia a realmente atuar como procuradora dos consumidores , deixando os holofotes para a Debora Seco ou Adriane Galisteu que, aliás são beeeem melhores que ela.

  5. Sera que o Ministerio Publico vai conseguir investigar a FMF????

  6. Não concordo com muitas das decisões tomadas pelo presidente da FMF, mais nesse caso em particular eu tenho que concordar com a sua posição, afinal o MPE tem muitas outras coisas com que se preocupar, um exemplo é o Hospital Carlos Macieira que não cumpre com as suas obrigações de prestar atendimento à população, especialmente aos servidores do Estado, estes quando necessitam dos serviços daquele hospital nunca tem suas demandas atendidas, mesmo pagando religiosamente todo mês a contribuição que é descontada dos vencimentos de todos os servidores, e atendimento que é bom não existe.
    Já que a promotora Lítia Cavalcante se diz preocupada com os “direitos dos consumidores”, aí estar uma coisa grave com que ela deveria se ocupar, tomar providências e exigir o bom funcionamento daqueles Hospital.
    Faça-nos essa grande ação Promotora, cobre do governo do Estado o funcionamento pleno daquele hospital que hoje deixa os seus usuários sem atendimento dos serviços de saúde.

Deixe uma resposta para Carlos R. Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *