41

Mas o governo também não pode humilhar a PM…

Uma coisa é o policial militar fazer greve, o que é proibido pela Constituição. Neste caso, deve ser punido para manter a hierarquia e a disciplina nos quarteis.

Outra coisa, totalmente, diferente, é o policial militar cobrar melhores condições salariais e de trabalho. Isso é absolutamente legítimo e deve ser respeitado pelo governo.

O governo pode sufocar qualquer manifestação grevista da PM e do Corpo de Bombeiros, mas não pode tratar o policial militar como servidor comum.

Assim como os delegados de polícia, os policiais civis e os agentes penitenciários, os PMs e os Bombeiros têm, sim, direito a uma negociação salarial diferenciada. E o governo tem obrigação de tratá-los de foma diferenciada.

Incluir PM e Bombeiros no bojo de uma política salarial generalizada é um erro do governo, tal qual o erro dos militares que ameaçam com greve.

O que precisa é os comandantes militares mostrarem força e liderança para sentar na mesa de negociação – e o governo tratá-los com a mesma diferenciação com a qual trata delegados e demais setores da Segurança.

Não se pode apoiar greve de militares por princípio constitucional, mas é legítima a luta dos PMs e Bombeiros por melhores salários e condições de trabalho.

Esta deve ser a posição de todos.

Simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

41 Comments

  1. Gostaria de trazer um pequeno texto aos leitores desse blog e em especial aos companheiros que a partir de quarta-feira serão testados em sua coragem, pois enfrentarão a traição de seus comandantes que mesmo tendo a mesma fome que vocês são reféns do despreparo, da covardia, dos benefícios escusos de alguma função temporária, serão presos e punidos de outras formas,mas vencerão, pois ninguém jamais triunfou contra a vontade justa de muitos . Trata-se de uma frase da ministra aposentada do Supremo Tribunal de Justiça, Ellen Gracie, mulher de fibra que diz o seguinte: “Um juiz tem que ser independente e essa independência não pode ser abstrata, tem que ser concreta, independência política(não estar sujeito a perseguições políticas), independência de poder econômico(ter um salário que cubra suas despesas básicas)”. Nessa análise vou mais além, também o policial não deve ter essa independência?O ministério público só tornou-se verdadeiramente guardião da sociedade com a constituição de 89 e o ajustamento de seus salários.A Polícia Federal é o que é pela autonomia política, embora ainda um pouco limitada, e mais ainda pelo excelente salário e meios tecnológicos de que dispõe. A tão falada Força Nacional só veio ao Maranhão e seus integrantes só se matam para estar lá por causa das diárias pomposas que recebem, mande-os vir sem ganharem nada e verão se eles vêm. A Polícia Civil correu atrá de sua independência política e financeira de todas as formas, são conhecidos os dossiês políticos que o Dr. Cutrim inteligentemente produziu contra membros dos três poderes a fim de garantir independência e dizem também, fazer um pouquinho só de chantagem,rs.E os Delegados, com meus respeitos sinceros, alegam que precisam ter independência econômica para exercer sua profissão, só viajam com diárias antecipadas, só aceitam transferênci com tudo pago. Então, srª governadora, porque só a PM é desprezada?Porque só ela ficou de fora do rajuste da Seg. Pública? O PM não tem fome como o policial civil?Não tem o direito de por seus filhos em uma boa escola como o agente penitenciário?Não precisa de um bom plano de saúde em casos de urgência, a fim de não cair na famigerada rede estatal de saúde pública falida por seu outro super-secretário?O Policial precisa sim de independência econômica e política, salário justo, tratamento dígno e ótimas condições de trabalho. Nosso movimento é legal, nossa indignação é justa, não recuaremos até que o governo negocie de forma humilde e sensível conosco,não temos medo da arrogância e truculência dos serviçais, o que podem nos fazer além de prisões e demissões?Acaso nos baterão? Ou nos matarão!?A senhora escolherá como entrará para a história o seu último governo, nós já escolhemos como entraremos.

  2. AÊ MARCÃO! Divulga aí que a FN que o governo tá trazendo ao Maranhão vai ser sustentada pelos próprios comandantes que receberam a determinação de prender os manifestantes e de ficarem de boca calada senão perdem a boquinha dos comandos que, cá pra nós, é muito boa!Quá, Quá Quá!Pela mãe do guarda, cara! Coronéis, não é muita humilhação? O governo não se cansa de tripudiar em cima de vocês,de tratá-los como meros serviçais! Todo mundo sabe que a Força nacional ganha uma dinheirama de dinheiro pra ir aos estados e no Maranhão o pobre cmt. geral recebeu a determinação e repassou aos demais comandantes subordinados:é pra pagar toda a despesa da força em suas cidades e para isso alguns já estão de pires na mão pedindo aos prefeitos para bancar a conta. Vem cá, mas isso não é ilegal? kkkkkkk, esse governo e esses oficiais, hein!? Os oficiais da Pm parecem ser que nem maxixe que quanto mais é pisado, mais dá.Brincadeira, meu! Aê, ô agente-secretário, tu é mesmo um fanfarrão, hein!Nem tu vê que a vinda da FN pra cá é a prova mais pura e simples da tua incompetência?

  3. ESTAMOS SÓ ESPERANDO O DIA 24 PARA PARALIZAÇÃO, PARABENS CORONEL ALVES POR FICAR DO NOSSO LADO

  4. MUITO LINDO FALAR DE POLICIAL CORRUPTO, SE ELES SAO CORRUPTOS É PQ REALMENTE ELES FAZEM PARTE DESSA SOCIEDADE HIPOCRITA, SE EXISTE O CORRUPTO É PQ EXISTE O É CORRUPTOR.

    Resp.: Ah,é, né?! Então, tá!

  5. A culpa disso tudo tudo foi a mal escolha do Seu Secretariado, a Governadora tem até boas intenções, mas, etá mal assessoara, começando pelo Secretário de Segurança, que é um agente de polícia que as prisões feitas, foi em Operações com outras polícias, agora ele, por si só, podemos contar nas palmas da mãos quantas prisões em toda a sua carreira, passou a vida servindo Sarney, não trabalhando nas ruas e depois desfilando de Helicóptero no Maranhão, portanto sem experiência alguma. O Comandante Geral, Coronel franklin, nunca Comando um quartel se quer por toda a sua carreira, de fato e de direito, só provisório, portanto, sem experiência também para o cargo. Conclusão, olha no que deu.

  6. A INDECISÃO E O MEDO SÃO AS ARMAS DOS COVARDES… O SOFRIMENTO E A ANGUSTIA, O PREÇO…

  7. Aamigo que falou que a segurança da menina mimada é muito bem paga…é não companheiro, dos três poderes é a que recebe a pior gratificação, lá, só quem ganha muuiiiitooo bem é o Cel. Vieira, chefe do gabinete, amigo pessoal da excelentíssima, acertou quem acha que é aquele que foi promovido duas vezes nos dois últimos anos, deixando todos os outros candidatos e o próprio cmt. geral desmoralizados.Ao amigo Pedro Sérgio, não sejamos infantís, a FN não é irmã de ninguém, os PM’s que a formam são de outras corporações e estão aqui loucos pela diária, porém podemos usar isso contra o governo, enquanto durar o moovimento, eles terão que aqui ficar, pois o que querem é dinheiro, não tão nem aí pra segurança do maranhense que eles não conhecem, alguns que são do sul até desprezam.Além disso, não conhecem o maranhão, seus meandros e seus marginais.Sgt. Cloves, não é hora de crucificar o Cel. Ivaldo, tem defeitos como eu e talvez até como vc,diz um amigo meu que a maioria das pessoas só é honesta por falta de oportunidade, não por convicção, então fiquemos unidos e esqueçamos por hora o erro dele ou de Melo. Apesar dos defeitos foram os únicos Coronéis que levantaram a voz, o resto, mesmo passando fome também, mesmo indignados por ganharem menos que os delegados, mesmo isolados por um cmt. que não lhes dá autonomia, preferiram calar e deixar nas mãos da tropa o destino dels inclusive. permaneçamos juntos e firmes e deixemos que eles olhem pela janela de seus gabinetes, o nosso trem da história passar. Passaremos como Heróis, eles como fantoches. Traíram sua própria instituição, traíram seus filhos e suas esposas e traíram a sí próprios.Passarão o resto da vida pensando “Eu podia ter feito mais!” “Podia ter assumido uma posição, mas deixei que as praças decidissem por mim!” Mas ainda haverá aqueles que dormirão tranquilos, pois sabem que já é muito chegar onde chegaram, sempre se omitindo, sempre temendo, sempre balançando a cabeça como um calango, para o governo, sempre traindo aos pares e subordinados, enfim, desmerecendo a instituição

  8. Caríssimos, alguns esclarecimentos: amigo manoel de jesus(será o Cel. Bastos?rs), como bom policial concordo com você, mas a PM é a instituição que mais expulsa maus funcionários de seus quadros, a “Justiça” é que põe de volta. alguns PM’s são sim mau educados e agressores, mas nas academias não se ensina isso a eles, PM’s vêm da sociedade, têm os mesmos defeitos dela,ademais o recrutamento e formação precisam ser remodelados e ter mais rigor a exemplo da Pol. federal, sim, porque não?Também deve ser exigido curso superior em Direito, pois é com leis q trabalhamos. Mas não seja infantil, advinhe quem não quer que nos especializemos?Quem não quer subeir o nível do concurso, para que tenhamos mais senso crítico e autonomia?Quem não quer que Coronéis ao completar seu 30 anos vão para casa e deixem subir aos postos de comando os mais jovens?Se vc respondeu:o governo, interessado em manter a tropa no cabresto, acertou, se respondeu: os Coronéis, que não querem perder a mamata, como vtr’s particulares, celulares funcionais, pedreiros militares para suas casas entre outras benécies, também acertou.Para ser mais conciso, a resposta é: O sistema, e é contra ele que estamos tentando fazer frente agora.

  9. Senhores PMs,

    Gostaria muito que vocês recebessem o devido aumento salarial, mas assim como eu a população maranhense já não aguenta mais policiais militares mau educados, corruptos, agressores e assassinos. Vcs têm que mudar a postura para que a população os apóie, e excluir do quadro os péssimos policiais que denigrem a imagem de toda a instituição. Preferível é mostrar a PM como amiga da sociedade e cumpridora de todas as normas vigentes, para depois sim querer solicitar ao governo o aumento necessário e justo. Com truculência e força, com certeza não terão êxito. Abraços apenas para os bons PMs.

  10. Você parece conhecer bem a nossa realidade, marcos. Falta-nos liderança, tanto que o boato corrente é de que o Cmt. Geral já caiu, o governo só espera que ele sufoque o movimento e que o Ten-Cel. Zanony seja promovido ao último posto para assumir o cargo porque, pasmem os senhores, o governo entende que os coronéis que aí estão não são competentes nem tão pouco éticos para assumir a função, principalmente depois daquela reunião em que eles xingaram-se mutuamente. E aí me vem outro questionamento, sabendo disso, sim, porque se eu q não sou oficial sei, imagino que eles saibam, não há um só Coronel, além dos que já estão no movimento que tenha a coragem de têm filhos oficiais e praças na PM, o que dirão a seus filhos senhores?Que várias vezes calaram, se acovardaram, engoliram suas gemadas ao passo que com os subordinados são sempre inquisitórios e arbitrários? Que se renderam às humilhações de um governo que já demonstrou ter simplesmente desprezo por nós.Aos oficiais superiores evangélicos, perguntam, esqueceram da admostação bíblica que define como um pecado condenável:”Ser arrogante com os humildes(os subordinados) e subserviente aos poderosos (o governo).O q está ocorrendo no Maranhão e na PM hoje é histórico, os senhores definirão como querem passar para a história. O filho do Cel. Pinheiro Filho e de outros oficiais que fincaram pé junto ao movimento tem muito do que se orgulhar, já os filhos dos demais…

  11. MARCOS, PARABÉNS! seus comentário foi por demais oportuno. Aproveito aqui para esclarecer alguns pontos do movimento. Não se deve falar em “GREVE” da PM, o que haverá é uma manifestação de desagrado contra justamente “O TRATAMENTO DIFERENCIADO” que o governo alega não poder dá aos pm, o que queremos é sermos tratados de forma igual a polciais civís e agentes penitenciários. Mas com elação ao nosso arcaico regulamento que é o do Exército, veja bem, profissionais de seg. pública norteados por um regulamento castrense que chama tesoureiro de “furriel”, restaurante de rancho e por aí vai, há um debate jurídico, não se deve obedecer a ordem ilegal ele diz.Querer que dirijamos sem cnh, função ou treinamento específico conforme prevê a lei de trânsito não é ilegal?Trabalhar com folga reduzida não é ilegal?Viajar sem diária ou exercer cargo sem receber a gratificação destinada a ele não é ilegal? A constituição nos garante, a despeito do RDE, tratamento igual e os compêndios jurídicos garantem àquele que sofrer injusta agressão o direito de revidar e resistir aos desmandos ilegais. Não faremos baderna, não aterrorizaremos a população como disse a Sra. Karla, mas não seremos humilhados, não aceitaremos o tratamento desigual do governo e não nos dobraremos.

  12. Carta de um PM à Assembléia Legislativa
    Caro Arnaldo Melo e Manoel Ribeiro, conheço pessoalmente a ambos, possuímos amigos próximos e comuns, e sou policial militar que, como cidadão, acredita e distribui propaganda desde Grajaú e Presidente Dutra para o atual presidente da assembleia e na capital conheci e admirei demais o ex presidente M. Ribeiro, portanto estou na expectativa de vossas respostas à essa afronta mimada que receberam.
    Ninguém em sã consciência, entende o fato de nossa GOVERNADORA estar pagando pra ver 30 mil famílias de eleitores saírem às ruas… apostando na nossa incapacidade de articulação e histórica conduta passiva. Ela amargará assistir a algo sem precedentes nas ruas de todo estado e os senhores experimentarão o OLIMPO político se realmente cumprirem seus discursos e se posicionarem ao nosso lado nessa LUTA justa, fruto de históricos desprezos.
    Será que ela não percebe que a PM sempre esteve ao lado dela? Que segurou todas as pontas da segurança pública nas costumeiras greves da polícia Civil e agentes penitenciários, exatamente aos quais ela trata agora com deferência?
    Até o mais caseiro dos animais(irracionais) acaba mordendo a mão que o agride sistematicamente… Portanto não sejamos irracionais e entendamos que não existe mais retorno apartir desse ponto. Não queremos medir forças com nossa Governadora.
    Senhores deputados, não nos batam no rosto! A hora é de fazer acontecer e honrar nossa confiança e votos! Estamos aguardando vocês no palanque e na tribuna! Estejam certos que esse será o seu marco de um futuro perene na política ou de um repúdio organizado, sistemático e integral da classe e famílias dos policiais militares, que chegaram ao limite da tolerância de cidadãos.
    Todos confiamos em vocês, nossos parlamentares e representantes eleitos!
    Nós todos IREMOS à luta! COM ou SEM vocês!

  13. muito bem,tudo muito interessante….A constituição veda a greve aos militares,e “não sei” por que cargas d’água,a policia ostensiva (PM) e os bombeiros, no brasil, ainda são militares.Ora, o fato de esta vedação estar expressa na carta da república,não significa dizer que essa seja uma verdade universal e imutável, muito menos justa e moral .Não faz muito tempo,no Brasil, os negros eram cativos,o voto era para poucos e as mulheres nem “sonhavam” em votar,tudo isso respaldado em leis que com o passar do tempo se tornaram injustas ,antiéticas, imorais e foram transformadas e adequadas aos novos tempos pois o direito não é só lei,norma,mas também fato e valor.
    Você,marco d’eça, diz que a pm e bm não podem grevar por que a CF/88 proíbe a greve dessas categorias…Ora,a mesma carta que “veda” a paralisação desses trabalhadores também erigiu à categoria de princípio fundamental, o princípio da dignidade da pessoa humana e , se existem condições que afrontam a dignidade da pessoa humana no exercício da atividade laboral, o ato de se colocar contra tal estado de coisas jamais deverá ser interpretado como ato de indisciplina. Ora,a busca por melhores salários, condições de trabalho e respeito não implica ato de insubordinação, mas é uma luta legítima pela recomposição da dignidade que deve haver no exercício de qualquer atividade remunerada. Portanto, se situa,está alinhada, dentro dos parâmetros constitucionais.”A própria constituição” legitíma a nossa luta…
    O trabalhador não tem alternativa quando está lidando com um governo completamente surdo as suas necessidades.
    A própria carta de 88 diz que aos militares serão garantidos meios alternativos à greve,instancias alternativas, para que eles
    posam apresentar suas demandas. Mas quem disse que há uma instancia onde policiais militares e bombeiros apresentem e debatam democraticamente suas demandas?
    Não há.Os governos estaduais,em geral,são arrogantes demais para ouvir reclames de trabalhadores militares nos consideram muito desinteligentes,fáceis de manipular e de domar,basta ameaçar com os regulamentos e suas punições…Bem,ao que parece,já não é bem assim…
    Quanto a esse movimento atentar contra a disciplina e a hierarquia,pelo amor de alá,vc não sabe mesmo do que está a falar… Quando explode o movimento grevista, não há que se falar em quebra da hierarquia, que se refere à estrutura organizacional graduada da corporação e que se mantém preservada mesmo nesse instante…Quanto a dizer que esses trabalhadores devem ser punidos,meu caro, são trabalhadores concursados,pais e mães de família que estão buscando na luta,motivada pela intransigência de um governo arrogante que insiste em tratar os trabalhadores de segurança como os cães de napoleão( o porco de a revolução dos bichos),a construção de suas dignidades…
    Para os desavisados, que acham que de uma hora pra outra pms e bms resolveram grevar pra ameaçar o governo e deixá-lo refém é bom que saibam que tentamos em muito o dialogo e fizeram ouvido e mercador…
    O direito de greve é direito humano,inalienável é direito de todos os trabalhadores…Sem ele ,não resta mais nada ao trabalhador.Demorou ,mas os trabalhadores em questão alcançaram essa consciência e estão dispostos a pagar o preço…
    Ah!antes que eu esqueça,panda vc é um idiota.

  14. TERÇA-FEIRA, 15 DE NOVEMBRO DE 2011
    Direito de Greve e a hierarquia e disciplina
    Por: Marcus Orione Gonçalves Correia

    O fim da greve de policiais civis em São Paulo trouxe à tona a discussão sobre o direito de greve de servidores públicos em geral e, em particular, de policiais. O debate é oportuno. Alguns alegam que a greve de policiais militares dos estados conspira contra disposição constitucional que versa sobre a hierarquia e a disciplina.

    No entanto, quando se irrompe o movimento grevista, não há que falar em quebra da hierarquia, que se refere à estrutura organizacional graduada da corporação e que se mantém preservada mesmo nesse instante. A inobservância de ordens provenientes dos que detem patentes superiores, com a paralisação, caracteriza ato de indisciplina? Recorde-se que a determinação proveniente de superior hierárquico, para ser válida, deve ser legal. Jamais com base na hierarquia e na obediência, por exemplo, há que exigir de um soldado que mate alguém apenas por ser esse o desejo caprichoso de seu superior.

    PMs e Bombeiros em frente à Assembléia do Maranhão, no dia da paralisação

    Logo, se existem condições que afrontem a dignidade da pessoa humana no exercício da atividade policial, o ato de se colocar contra tal estado de coisas jamais poderia ser tido como de indisciplina. A busca por melhores salários e condições de trabalho não implica ato de insubordinação, mas de recomposição da dignidade que deve haver no exercício de qualquer atividade remunerada. Portanto, se situa dentro dos parâmetros constitucionais.

    Quanto às polícias civis e federais, não há sequer norma semelhatne à anterior, até mesmo porque possuem organização diversa. No entanto, para afastar alegações de inconstitucionalidade da greve de policiais, o mais importante é que não se deve confundir polícia com Forças Armadas.

    Conforme previsão constitucional, a primeira tem como dever a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. Já as segundas, constituídas por Exército, Marinha e Aeronáutica, destinam-se à defesa da pátria e à garantia dos Poderes, da lei e da ordem.

    Às Forças Armadas, e somente a elas, é vedada expressamente a greve ( artigo 142, parágrafo 3º, inciso IV, da Constituição). Ressalte-se que em nenhum instante foi feita igual refer^`encia à polícia, como se percebe dos artigos 42 e 144 do texto constitucional. A razão é simples: somente às Forças Armadas não seria dado realizar a greve, um direito fundamental social, uma vez que se encontram na defesa da soberania nacional. É de entender a limitação em um texto que lida diretamente com a soberania, como a Constituição Federal.

    O uso de armas, por si só, não transforma em semelhantes hipóteses que são distintas quanto aos seus fins. As situações não são análogas. A particularidade de ser um serviço público em que os servidores estão armados sugere que a utilização de armas no movimento implica o abuso do direito de greve, com a imposição de sanções hoje já existentes.

    Não existe diferença quanto à essencialidade em serviços públicos como saúde, educação ou segurança pública. Não se justifica o tratamento distinto a seus prestadores. Apenas há que submeter o direito de greve do policial ao saudável ato de ponderação, buscando seus limites ante outros valores constitucionais.

    Não é de admitir interpretação constitucional que crie proibição a direito fundamental não concebida por legislador constituinte. Há apenas que possibilitar o uso, para os policiais, das regras aplicáveis aos servidores públicos civis.

    No mais, deve-se buscar a imediata ratificação da convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que versa sobre as relações de trabalho no setor público e que abre possibilidade à negociação coletiva, permitindo sua extensão à polícia.

    Uma polícia bem equipada, com policiais devidamente remunerados e trabalhando em condições dignas não deve ser vista como exigência egoísta de grevistas. Trata-se da busca da eficiência na atuação administrativa (artigo 37 da Constituição) e da satisfação do interesse público no serviço prestado com qualidade.
    _________________________________________

    Artigo publicado originalmente na Folha de São Paulo, dia 15 de novembro de 2010.

    Marcos Orione Gonçalves Correia é doutor e livre-docente pela USP, professor associado do Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social e da área de concentração em direitos humanos da pós-graduação da Faculdade de Direito da USP, é juiz federal em São Paulo (SP).
    Fonte: Blog do Louremar Fernandes

  15. A governadora nao ta nem aí pra seguranca publica dos maranhenses, ela tem sua propria seguranca particular e concerteza sao bem pagos pois quem iria querer uma seguranca particular que seja mal paga né, colocando sua vida em maos de profissionais maus pagos e insatisfeitos. Muito esperta essa roseana !

  16. A governadora nao ta nem aí pra seguranca publica dos maranhenses, ela tem sua propria seguranca privada que concerteza deve ser bem remunerada pois ela nao iria correr o risco de ter profissionais insatizfeitos zelando pelo sua vida privada né ! hehe espertinha.

  17. A Verdadde taí. Só não vê quem não quer. Estraído do Link http://ebnilsoncarvalho.blogspot.com/2011/11/o-apocalipse-final-o-soar-da-setima.html

    O APOCALIPSE FINAL, O SOAR DA SÉTIMA TROMBETA

    A Bíblia Sagrada em seu último livro, o Apocalipse, que foi escrito pelo apostolo João na ilha de Patmos na Ásia Menor(Turquia) por volta do ano 95 d.C no reinado do Imperador Domiciano(81-96) de acordo a maioria dos estudiosos. O Apocalipse foi escrito durante um período de grandes perseguições contra os cristãos, que teve início com o governo de Nero(54-68) e término com o Imperador Diocleciano que promoveu a mais violenta perseguição contra os cristãos entre os anos de 303 e 305 da era Cristã. A palavra apocalipse é de origem grega e traduzida pelos escritores clássicos por “ revelação”. O livro sagrado revela ao mundo as coisas que irão acontecer nos finais dos tempos, o juízo de Deus sobre a terra foi categoricamente revelado aos homens, o livro nos mostra que “ o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio no Céu cerca de meia hora. Então, vi os sete anjos que se acham em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas.”(Ap. 8:1 e 2), dentro da numerologia bíblica o número 7(sete) indica perfeição, as trombetas eram instrumentos de sopro, vamos dizer ancestral das cornetas, utilizados pelo povo hebreu para diversas atividades, elas foram utilizadas como anuncio da queda da cidade de Jericó por sete sacerdotes, “ as Escrituras declaram que o povo de Israel estava familiarizado com o som da trombeta em qualquer sentido; como por exemplo: nos dias de alegria, festividades e sacrifícios(…) em tempos de guerras(…) e nas festividades solenes. Nas mãos dos profetas, as trombetas simbolização pronunciamentos escatológicos(…) Nas mãos dos anjos de Deus, elas representa castigos iminentes(…) o número sete dessas trombetas, indica que Deus trará algum julgamento, perfeito, completo e inteiramente apropriado para realizar seu propósito contra “ o mundo dos ímpios”.(Severino Pedro da Silva). O texto nos conta que quando o sexto anjo tocou a sétima trombeta, foi lhe dado a ordem para soltar os “quatros anjos que se encontram atados junto ao grande rio Eufrates. Foram, então soltos os quatro anjos que se achavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano, para que matassem a terça parte dos homens.”
    A sétima trombeta representa carnificina humana, com cerca de 7 bilhões de seres humanos a terça parte significaria a morte de 2,3 bilhões de seres humano, ou seja, o Planeta terra estaria infestado de urubus por todas as partes comendo as carniças humanas espalhada por todo o Planeta. A terra estaria em um verdadeiro abismo, desolação e imbuída num pranto sem precedente na história da humanidade. A sétima trombeta significa juízo sobre os homens pelos seus designíos maldosos.
    É nesse clímax catastróficos e escatológico que vivem os militares do Maranhão, um clima inteiramente desolador, os militares vivem num total abandono por parte do poder público, suas condições de trabalhos são as piores possíveis. Nos últimos anos se observa uma total decadência do Sistema de Segurança Pública no ´Brasil e por consequência no Maranhão. Basta você da uma volta no interior do Estado para si notar a falência da Segurança Pública, as instituições financeiras(bancos) são assaltados quase todos os dias, os criminosos encontraram na cidades do interior do Estado seu alvo predileto, um verdadeiro oásis, um paraíso da insegurança pública. A Segurança Pública nessas cidades estão abeira do caos, efetivo policial ultra reduzido, armas, equipamentos vencidos e inadequados para uma ação de uma quadrilha que utilizam armas de última geração, enquanto isso nossos heróis e guerreiros vivem em condições subumana, não tem as mínimas condições, as vezes para sobreviver nas cidades tem que serem cooptados pelo poder publico municipal, que cumpri as vezes a função que deveria ser do Estado. O seu prefeito banca da estadia a alimentação e alguns até dão uma gratificaçãozinha para de certa forma amolecer o coração do seu polícia para um vindoura utilização dos homens da lei em benefício próprio. Se constata essas situações deploráveis principalmente em épocas das eleições, no qual os policiais são empenhados maciçamente no emprego do serviço eleitoral, até ai tudo normal, mais o que lamentável e absurdo é a tremenda falta de respeito para com os profissionais de Segurança. O policial sai de sua casa, deixar sua família e como na grande maioria acontece sem um tostão no bolso, porque as diárias que eram para serem pagas aos policiais só recebem quando volta das eleições, isso parece até uma piada, mais é a pura realidade nua e crua. Nas últimas eleições só para ilustra, teve um policial militar que viajou nas eleições junto com os demais colegas e o pobre estava sem um vintém, na hora do almoço o ônibus para num restaurante para refeição, todos comeram, eu posso imaginar o que estava na cabeça desse homem da Segurança, querendo comer e sem dinheiro e com vergonha de pedir para os outros colegas, e como barriga vazia não segura em pé, o militar desmaiou de fome é isso mesmo e sem nenhum exagero. Na última eleição majoritária( Presidente, Governador, Senador etc) viajei para a região da baixada maranhense, onde paramos para o almoço na cidade de Viana, como a exceção aqui é a regra, por mais uma vez viajamos sem diária, observei que um colega não almoçou, pensei em duas possibilidades, ou colega não estava com fome, que é menos improvável, ou o companheiro não tinha dinheiro essa versão é a mais aceita, seguimos enfrente cada um para o seu destino previsto, chegamos a cidade de Bacuri já no extremo do Estado e por lá passamos os cinco dias das eleições, só um aviso, nessa cidade não tem telefone público(Orelhão), a única operado que tem sinal é a operadora claro,( outra coisa vão na praça Deodoro em (São Luiz,MA) e compre um chip de dois reais, porque lá a inflação é grande e o chip custa quinze reais, é verdade. Continuando encontramos por lá um figura enigmática da polícia militar, o soldado Barbosa, cantor, compositor e dono do único estabelecimento dedicados a uma boa seresta, o lendário Barbosa completou trinta anos na corporação e se aposentou como soldado, compramos o seu CD e em uma das musicas de sua autoria ela fala uma coisa interessante, diz que “agora está liberto de trinta anos de prisão” “liberdade libertou estou” é uma letra sugestiva para esse momento de libertação dos grilhões dos militares que a séculos estão presos. Bem, as diárias só recebemos quando chegamos em nossas casas, se não fosse a ajuda dos companheiros de Bacuri a situação seria difícil, tem certas coisas que são incompreensíveis nessa polícia, como que o dinheiro é pago pelo TSE e esse dinheiro nunca chega a tempo nos bolso dos policias militares, até quando isso vai acontecer? Falamos toda essa pequena novela da vida real dos policiais militares porque a dignidades dos militares é uma joia preciosa que não se acha mais, o nosso colega Barbosa foi para reserva como soldado, como ele mesmo diz em sua música que foram trinta anos de prisão, sem direito a nada, onde está a dignidade do militar? o nosso protagonista mora em um casebre feito de Pau-a-pique,(Taipa) e hoje leva a vida cantando, essa é um triste realidade que acontece com os militares de todo o Estado.
    Esse sentimento de revolta nos militares é fruto desse descaso por parte do governo que a séculos nunca olhou para os militares como deveria realmente olhar, os militares nunca foram valorizados em sua essência, acham que comprar viaturas é o grande investimentos em Segurança Pública, não sabendo que boa parte desse dinheiro é do governo Federal e ficam a rotando bacaba, achando que os militares são desprovidos de cérebros, porque só cego que não ver que os recursos são do Governo Federal(SENASP-Secretaria Nacional de Segurança Pública) ). A Secretaria apregoou que somos o 5º salário das Polícias Militares do Brasil, o que está totalmente equivocada, nós ocupamos a 13º posição no rank da PM,s do Brasil basta da uma pequena navegada na internet para ver as várias tabelas e nelas ocupamos a mesma posição, esses dados que somos 5ª no rank está baseado nos dados de 2007 do SENASP, está totalmente desatualizado; fardamento é uma obrigação do Estado, não é favor; o reajuste de 27,41% foi no ano de 2009, o que esqueceram de dizer é que de 2009 a 2011 houve aumento da inflação e com isso tudo aumentou menos o nosso salário que está defasado; o auxílio alimentação, foi um ganho em parte porque o acordado foi R$ 284,00 não R$ 250,00; essa regulamentação de unidades que foram criadas boa parte não saíram do papel; a redução de interstício de 10 anos para 5 não resolveu o problema das promoções é só verifica na última promoção de praças que há quadros que não tem mais vagas, ou seja, tem alguns quadros das praças que estão fechados. Investir em Segurança Pública em primeiro lugar deve-se pensar nos agentes de Segurança, viatura, armas, equipamentos, estruturas de unidades etc não devem ser colocados em investimento sem contudo considerar a valorização dos agentes de Segurança.
    http://www.jornalpequeno.com.br/2011/2/28/

    Na Insegurança Pública do Maranhão também não devemos esquecer que nos últimos anos foi palco das mais violentas rebeliões, o sistema carcerário está totalmente esfacelado(Vídeo rebelião de Pinheiro), fugas, mortes e o terror reina nesses presídios, quem não conhece o inferno basta passar um dia nos presídios de Segurança, todos lembram da rebelião de Pinheiro, onde cabeças literalmente rolaram veja o vídeo abaixo.
    CENAS FORTES

    Houveram greves dos agentes civis, agentes penitenciários e por último por mais de cem dias a dos delegados que a qualquer momento retomam a greve novamente. E para dar o tiro de misericórdia da Insegurança Pública os militares em Assembléia Geral decidiram chutar o pau da barraca no dia 8 de novembro, às 8:00 hrs na Assembléia Legislativa(AL), a comissão organizadora informou que aguarda o dia 23/11 para desfecho dessa novela dos militares que com certeza esperamos um final feliz. A trombeta foi tocada esperando apenas o apocalipse final.

    Referência consultada: Bíblia de Estudo de Genebra, Apocalipse versículo por versículo(Severino Pedro da Silva), História Antiga e Medieval(José Robson de Arruda).

    Cb Pm Ebnilson

  18. Caro jornalista, sou Cb Ebnilson Diretor de Comunição da ASSEPMMA(Associação dos Servidores Públicos Militares do Maranhão) e administrador do Blog do Ebnilson, canal de comunicação de todos os militares do Estado, você foi enfático quando disse numa postagem anterior que os militares que participaram das manifestações deveriam ser presos, que de acordo com sua concepção houve uma quebra da hierarquia e disciplina, você bastante injusto quando ouviu apenas um lado da história, as coisas não são bem como foi apresentado pelo Secretário de Segurança, você desconhece a essência dos fatos, você nunca nos procurou para obter infomações sobre nosso movimento, não procurou nos ouvir, apenas de forma tendenciosa pendeu para uma lado da história, vc não foi imparcial nas suas colocações, nos trucidou perante a opnião pública, convido você para nos conhecer melhor antes de emitir juízo de valor sobre o nosso movimento que já vem lutanto desde feveiro deste ano, com promessas e mais promessas que não se cumpriram, se houve essa manisfestação foi porque não houve acordo, quando algumas pessoas falam e dizem que o governo deu um prazo até o dia 28/11 e que as entidades aceitaram isso não é verdade, nós somos 14 associações representadas que lutam desde essa data acima, na reunião do dia 7/11, não nos foi apresentado especificamente nada, foi colocado de forma vaga tudo, não tivemos garantia de nada, apenas foi prometido tudo de boca, tiveram sim 4 associações pro-governo que nunca fizeram parte das negociações e eles sim aceitaram o acordo, as 14 foi firmado o compromisso de levar-mos para os militares em uma assembléia as 18 h do dia 7/11, os militares não aceitaram esse proposta, mesmo porque o Secretario se recusou assinar um documento para as entidades levassem como garantia. Essas são algumas informações verdadeiras, gostaria que você nos desse o direito de resposta para que possamos esclarecer nossa versão dos fatos. De já agradeço e aguardo sua resposta.

    CB PM Ebnilson Diretor de Comunicação da ASSEPMMA

  19. O QUE VAMOS FAZER AGORA?
    O medo faz parte do ser humano. Quando descontrolado, leva a loucura e quando dominado leva a vitória. Então nenhum “bizu” ordinário vai mudar nosso cronograma, a Assembléia geral continua marcada para o dia 23/11, às 18h00, no Clube Social da ARCSPMIA, para os militares da Região Tocantina Maranhense. Se houver alguma proposição por parte do Governo e ela for viável, faremos um chamamento para que possamos decidir juntos, do contrário, manteremos a que já marcamos.

    Já está confirmada a vinda dos homens da Força Nacional. Mas eles não virão para nos combater e sim para tentar nos substituir, e não conseguirão porque são apenas 200 (duzentos) dos 300 (trezerntos) solicitados. Eles são nossos semelhantes e, talvez, até farão parte do nosso moviento, em vista que eles também anceiam por mudanças profundas em suas coorporações.

    Esse negócio de estarem sendo arrumados os alojamentos de todos os Batalhões é para causar a impressão de virão muitos homens e tentar causar pressão. Os homens que virão não serão sufiscientes nem para fazer segurança nos presídios, casas de detenções, Centros de Custódias de Presos de Justiças etc.

    Existe, também, “bizus” sobre a vinda de 100 (cem) homens do exército, mas é tudo especulação e, mesmo assim, se for verdade não farão grande diferença.

    Quanto aos militares que receberam e os que vierem a receber FATD’s, todos devem encaminharem-se à nossa banca de advogados para que eles respondam com segurança. Todos as FATD’s, até agora expedidas, são ilegais e sem nenhuma segurança jurídica, sem oferecer nenhuma ameaça aos militares.

    Fiquem atentos ás contras-informações, como já orientamos várias vezes e mantenham-se na defesa dos direitos que nos são inerentes. Nós estamos monitorando todos os passos do Governo e o que for verdadeiro não será escondido de ninguém.

    Até agora não observamos nenhum ato que nos leve a acreditar que o Governo será responsável e assim acreditamos que a nossa manifestação será necessária. Assim, manteremos a união e força já demonstrada para que sejamos respeitados e dignificados.

    VAMOS CONTINUAR FIRMES E MOSTRAR QUE TEMOS MUITA IMPORTÂNCIA E NÃO SOMOS ANIMAIS DE CARGA!!!!!!
    Fonte: Arcspmia

  20. Quando cabe elogio ele é imediato: boas colocações, Marco…

    Abraço

  21. A CULPA É DESSE CORONEL IVALDO QUE NEGOCIOU ESSE MANÉ GALINHA. ESSE MANÉ GALINHA É LÍDER DO GOVERNO, QUE, NA VERDADE, QUIS FOI ESFRIAR O MOVIMENTO. E ESSE CORONEL IVALDO É UM TREMENDO PUXA SACO DESSE MANÉ GALINHA.
    ESSE CORONEL PASSOU 10 ANOS PUXANDO SACO DESSE MANÉ GALINHA E NUNCA SE ENVOLVEU COM QUESTÃO SALARIAL. AGORA, PORQUE ANDA PARECENDO UM MENDIGO NO CORREDOR DO QUARTEL, BRIGADO COM O CORONEL FRANKLIN, CAIU DE PARAQUEDA NO MOVIMENTO PENSANDO QUE A GENTE JÁ ESQUECEU O QUE ELE FEZ NA CAIXA BENEFICENTE.
    ACABOU COM A CAIXA BENEFICENTE. ELE TÁ QUERENDO TIRAR PROVEITO.
    ESPERAMOS SE TICER OUTRO MOVIMENTO QUE O CORONEL IVALDO NÃO NEGOCIE COM O MANÉ GALINHA MANE GALINHA.

  22. Acho que vc, dessa vez, falou com serenidade e respeito que todo cidadão merece. A qualidade do verdadeiro jornalismo está exatamente na crítica sem ofensas, com imparcialidade, mostrando a realidade dos fatos independentemente de quem está no governo. Parabéns pela sua postura.

  23. É POSSÍVEL PACIFICAR A SEGURANÇA PÚBLICA DO MARANHÃO

    Parece que o Governo do Estado “pagou” para ver a paralisação da PM e do CBM, no dia 08/11/2011. E acabou vendo. Foi um fato inédito na história das duas corporações militares do Maranhão, que por sinal ocorreu de forma ordeira e pacífica e durou apenas 4 horas, pois os manifestantes aceitaram um acordo para aguardar até o dia 23/11 por uma proposta concreta do Executivo Maranhense. Agora, surgem notícias nos blogs de que a Governadora não vai atender às reivindicações dos militares e ainda por cima vai chamar a Força Nacional, ou seja, tudo indica que o Governo pretende “pagar” mais uma vez para ver uma nova paralisação dos militares estaduais. É preferível não arriscar novamente, ou melhor, não pagar o preço de ver, pela primeira vez na história da segurança pública deste Estado, um confronto sem precedentes que poderá resultar em danos físicos e sociais para os manifestantes militares e integrantes da Força Nacional, o que, com certeza, manchará a segurança pública, o governo e o Estado, além de trazer caos à sociedade que paga impostos para ter uma segurança cidadã. Isso seria um grande erro político da vida da governadora. Será que o “melhor governo da vida dela” deixará esse triste e desastroso legado para o povo do Maranhão? Não creio que a Chefe do Executivo Estadual vai se deixar levar pela vaidade, o orgulho, a prepotência e a intolerância, pois é tempo de cultivarmos a paz, não a guerra. È tempo de cultivarmos o diálogo, não a intransigência. É tempo de cultivarmos a ordem, não a desordem. É tempo de cultivarmos o amor, não o ódio. Em fim, é tempo de o Estado valorizar os seus servidores e permitir que vivam com dignidade. Portanto, prefiro acreditar numa solução democrática e justa que venha ao encontro dos anseios dos profissionais da segurança estadual e ao mesmo tempo permita ao Estado se adequar à realidade orçamentária. Acredito, também, no bom senso, na responsabilidade e na capacidade política e administrativa da senhora Governadora Roseana Sarney para resolver essa crise instalada nas instituições militares do nosso maravilhoso e pacífico Estado.
    Um grande abraço a todos!
    São Luís-MA, 18/11 2011
    Manoel Alves da Cunha
    Tenente-coronel do CBMMA

  24. Diz o item X do art 19 da Constituição estadual:
    X – a revisão geral da remuneração dos servidores públicos estaduais será feita sempre na mesma data, sem distinção de índice entre civis e militares;
    Então, por qual motivo os militares estão sem aumento desde 2009?

  25. kkkkkkkkkkk. cara vc é uma piada. há algum tempo sou seu leitor, mas depois das asneiras que vc escreveu sobre a pm e o bm, desculpe a forma grosseira com que escrevo mas vc é merecedor, depois de postar tanta baboseira e de maneira totalmente sem conhecimento de causa, atingindo não só quem se colocava diferente de vc mas tb quem lia seu blog, eu disse lia, pois vc perdeu muito leitor, defendendo o governo; há talvez a roseana leia o seu blog; vc deve estar pensando então porque estou aqui se não leio mas seu bog, foi puro engano meu e pra não perder a oportunidade derradeira quis dizer-lhe um pouco do que penso. agora fico deveras curioso pra saber o que fez vc cair na real e sair da babação ao gov e baixaria para com os militares, com certeza algo muito inusitado aconteceu, cadê aquela arrogância e irônia com que escrevia, não sei; mas acredito que o proprio governo puxou sua orelha, pois cada palavra ofensiva que vc usava motivava cada vez mais os integrantes do movimento, e o tiro estava saindo pela culatra. há R2 está muito longe de ser um oficial, é apenas um empregado temporário, simples assim, hehehehe. conselho continue com a serenidade com que escreveu esta materia se quiser continuar com credibilidade, pois só ficando do lado da verdade isso é possível.

    esp.: Pode usar a grosseria que você quiser. Só espero que não benha reclamar ou se fazer de coitadinho quando eu também mostrar minhas grosserias. Bata e apanhe com dignidade, meu caro.

  26. O QUE FEZ VOCÊ MUDAR DE IDEIA? SEGUNDO SARNEY ATÉ AS PEDRAS MUDAM DE LUGAR, SERIA O SEU CASO?

  27. Amigo marco, mas a verdadeira intensão da governadora Roseana Sarney, é medir força com os PMs e BMs, no intuito de humilhar a tropa. Mas ela esta mal assessorada, pois ela (Governadora) será a principal responsável pelo o que poderá acontecer.
    Um lembrete a Senhora Governadora, a Força Nacional é formada por Policiais Militares de outros estados e não conhecem o terreno aonde vão trabalhar.
    Dia 24 de novembro de 20011, vem ai!

  28. De vez enquando você escreve alguma coisa coerente. Essa é uma delas. Parabéns. Parabéns também por ser um dos poucos blogueiros que não caiu na pataquada da Professora tentando acusar o prefeito de agressão!

  29. Grande Marco, falou e disse em mais um lampejo de autonomia e coerência que vira e mexe você tem em seus posts…
    Legal, continue assim que voçê terá a maior gratificação que um jorlaista pode ter: O RECONHECIMENTO!!!

    resp.: Mas eu não tenho e nem quero ter lampejos de coerência e autonomia, meu caro. O problema é que, como a antipatia ao grupo Sarney é muito grande – natural para umgrupo que se mantém há tanto tempo no poder- as pessoas tendem a medir coerência e autonomia apenas quando entendem que um texto é critico ao grupo. Autonomia eu tenho em absoluto, assim como a coerência. Apenas escrevo aquilo que penso. Ora agrada alguns, ora a outros. Simples assim.

  30. continue com sua postura e faça aquilo que for o correto seja na critica ou na cobrança, um grande abraço

  31. O valor da vida é inestimável.
    Cada ser vivo,é precioso, insubstituível,
    todos sabemos disto.
    O governo( seres eleitos para representar democraticamente os anseios populares que os elegeram)é que põe valor,põe preço,como se não fossem vivos,e sim deuses imortais.
    Há um dito : quer conhecer um homem,entregue a ele uma dessas tres coisas:PODER,VINHO,ou DINHEIRO .
    E nós demos a eles as tres coisas,e somos apenas peças substituíveis da maquina que eles dirigem.

    Deveria haver uma lei orgânica que redimensionasse e disciplinasse a atuação das instituições coercitivas na sociedade, laicizando a atuação dos profissionais de segurança de intervenções políticas, que não são nada profissional nem muito menos morais. O investimento de capital humano é muito importante e fundamental, pois os policiais militares são quem compõe as instituições coercitivas, são indivíduos, ou seja, debaixo de uma farda ou de um quepe sempre há um ser humano, portanto, mediante uma perspectiva de gestão, o foco é sempre o policial militar.
    Portanto, é necessária uma cobrança efetiva, partindo de nós policiais militares e da sociedade em geral, de política de segurança pública que possam dar verdadeiras respostas às policias e a comunidade que é a verdadeira destinatária de nossos serviços.

  32. O QUE VC FALOU É INTERESSANTE MAS EXSITE AÍ O PRINCÍPIO DA ISONOMIA.
    RESTA SABER SE HÁ ALGUMA LEI COM BASE CONSTITUCIONAL QUE DIFERENCIE OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS POLICIAIS E MILITARES DOS DEMAIS (CIVIS)
    O QUE SEI É QUE OS POLICIAIS MILITARES SÃO REGIDOS PELAS MESMAS REGRAS E NORMAS DAS FORÇAS ARMADAS, MAS QUANTO À SALARIO EU JÁ NÃO SEI SE HÁ DIFERENCIAÇÃO. ALGUÉM PODE ESCLARECER ESSE PONTO?

  33. “São manifestações essenciais do valor policial-militar; o sentimento de servir a comunidade estadual traduzindo pela vontade inabalável de cumprir o dever policial-militar e pelo devotamento à manutenção da ordem pública, mesmo com o sacrifício da própria vida”; a fé na elevada missão do policial milita, o civismo e o culto das tradições históricas; o espirito de corpo, orgulho do policial-militar pela organização onde serve; o amor à profissão policial-militar e o entusiasmo com que é exercida e o aprimoramento técnico profissional”.

  34. Da Hierarquia e da Disciplina
    Art. 12 – A hierarquia e a disciplina são a base institucional da Polícia Militar. A autoridade e a responsabilidade crescem com o grau hierárquica.
    Parágrafo 1º – A hierarquia policial-militar é a ordenação dá autoridade em níveis diferentes,
    dentro da estrutura da Polícia Militar. A ordenação se faz por postos ou graduações. Dentro de um mesmo posto ou de uma mesma graduação se faz pela antiguidade no posto ou na
    graduação. O respeito à hierarquia é consubstanciado no espírito de acatamento à seqüência de autoridade.
    Parágrafo 2º – Disciplina é a rigorosa observância e o acatamento integral das Leis, regulamentos, normas e disposições que fundamentam o organismo policial militar e coordenam seu funcionamento regular e harmônico, traduzindo-o pelo perfeito cumprimento do dever por parte de todos e de cada um dos componentes desse organismo.
    Parágrafo 3º – A disciplina e o respeito à hierarquia devem ser mantidos em todas as circunstâncias da vida, entre policiais militares da ativa, da reserva remunerada e reformados.

    Art. 13 – Círculos hierárquicos são âmbitos de convivência entre os policiais militares da mesma categoria e têm a finalidade de desenvolver a espírito de camaradagem em ambiente de estima confiança, sem prejuízo de respeito mútuo.

  35. O que será que mudou!

    Data: 01/10/2009 12:16
    De: É VERDADE!
    IP: 189.80.23.46
    Assunto: O GOVERNO
    Secretários estaduais visitam comando geral da PMMAOs secretários de Estado de Segurança Pública, Raimundo Cutrim, de Administração e Previdência Social, Luciano Moreira, e de Saúde, Ricardo Murad, fizeram, nesta quarta-feira (30), uma visita de cortesia ao comando geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA). Os secretários foram recebidos pelo comandante-geral da PMMA, coronel Franklin Pacheco Silva e os coronéis do alto comando da instituição.

    Durante o encontro, o coronel Franklin Pacheco agradeceu a visita dos secretários e o apoio do Governo do Estado à Polícia Militar. O coronel IVALDO ALVES BARBOSA Barbosa, subcomandante geral, disse que os problemas históricos da corporação como a questão salarial, promoções e viaturas foram resolvidos em menos de cem dias de governo “pelo empenho da governadora e dos visitantes”.

    Os secretários e o comando da PMMA debateram ainda, sobre assuntos de interesse da corporação e os projetos do Governo do Estado a serem aplicados para superar as dificuldades encontradas e prestar um melhor serviço na área da segurança pública à sociedade maranhense. O coronel Uchôa lembrou, durante a reunião, os projetos na área de ensino destacando a necessidade de formar os candidatos excedentes do curso de formação de soldados que serão, em breve, convocados.

  36. tenho que reconhecer vc quando quer sabe escrever essa tem que ser a postura,com isenção que Cezar fique com o que é dele , também não concordo com a greve tem uma lei deve ser respeitada, essa greve vai contra tudo não só a lei, mais contra a disciplina e a ética depois desse advento do dia 8 a policia não será a mesma nem internamente, nem na sociedade que ( apesar dos pesares) ainda confia nessa instituição que na sua maioria é feita de pessoas de valor , pena que estão se deixando levar por meia dúzia de aproveita dores e rancorosos, que os policias merecem o salário melhor isso é fato porém essa maneira é errada, é coronel que tem problemas pessoas com o comando aproveitando para descarregar seu rancor é cabo chamando major de ladrão assim vira um baderna, fico duplamente triste vendo essa corporação que tanto admiro e que meu PAI tanto honrou dessa forma e o governo que trata dessa maneira seus servidores. rezemos para que DEUS proteja a todos e que vença o bom senso e a nacionalidade

    resp.:Decidi ser jornalista por paixão, por acreditar que, por meio da profissão, posso influenciar na melhoria do meu estado e do meu povo. Mas, para ser jornalista em essência, é preciso ter a capacidade de compreender que você só será reconhecido quando seus escritos estiverem de acordo com o pensamento daquele que o ler. Caso contrário, será criticado. É como o policial: ele tem que ter o equilíbiro de resistir à provocação de um cidadão mais exaltado, sem ter que atirar no cidadão. Por que ele foi treinado para isso? Assim é o jornalista: ele precisa saber que, se agradar, será elogiado. Se não agradar, receberá críticas.E tem que conviver naturalmente com isso. Exemplo disso é o deputado Marcelo Tavares, meu caro. Em junho, ele foi à tribuna da Assembléia para elogiar a postura deste jornalista que vos fala, a quem classificou de “um dos melhores quadros do jornalismo maranhense, que sabe manter a independência mesmo atuando em um sistema ligado ao governo”. Ele disse isso por que, à época, fazia eu críticas ao posicionamento do governo em determinada situação. Mas ontem, o mesmo Marcelo Tavares resolveu me classificar de “satélite do grupo Sarney”, em tom de desprezo, simplesmente por eu ter divulgado que o governo não iria tratar os militares de forma diferenciada.

  37. caro jornalista, nessas ultimas semanas tenho me tornado um leitor cada vez mais assiduo desse blog, algumas vezes me possicionei contrario a sua opnião, principalmente por conta da postura “cega” que o nobre reporter tinha com relação ao movimento, postura essa que parece ter mudado com esse enfoque que foi dado com essa reportagem, concordo em genero,numero e grau que a PM não pode grevar, mas caro jornalista o movimento dos policiais pelo contrario tentará ser o mais legalista possivel, de que forma:
    1- o motorista militar não dirigirá viatura policial, pq para dirigir vtr de emergencia o codigo de transito brasileiro exigi um curso especifico, e no MA nenhum policial possui esse curso; ou seja as vtrs estão sendo tiradas das ruas de forma legal.
    2- a lei garante aos militares fardamento duas vez ao ano, esse fardamento a 2anos não é dado; ou seja o policial irá para o serviço sem farda e respaldado pela lei, pois o estado não está dando as condiçoes minimas para a execução do serviço.
    3- o militar tem direito, garantido em lei de receber os equipamento de proteção individual(EPI), colete, armamento…, caro jornalista mais de 70% dos equipamentos estão sem condiçoes de uso, vencidos, rasgados, imprestaveis. o policial irá se recusar a trabalhar por falta de equipamentos minimos, fora a situação dos postos isolados que os policiais estão sendo escalado sozinhos e o senhor como sendo de 1° categoria sabe que isso não pode acontecer, o serviço do presido que é totalmente ilegal, pois é atribuição dos aguentes penitenciarios as guardas das prisões e dos presos, ou seja caro jornalista todo dia a policia comete uma serie de ilegalidades para manter a sociedade segura, o policial se arrisca diariamente para manter o cidadão exercendo plenamente seu direito de ir e vim, em troca de quê??? desse tratamento desigual que esse governo vem dando, caro jornalista esse são apenas alguns dos pontos que o movimento tratará. e pq eu falo com tanta propriedade sobre o assunto, pq estou diretamente inserido nesse contexto, agradeço pelo espaço e estaremos sempre aberto a para a imprensa.
    SD ALEXANDRE LEITE,
    COORDENADOR JURIDICO DA ASPOM
    E taõ somente mais um pai de familia que deseja ser valorizado, que deseja receber um tratamento digno para poder dar dignidade a minha familia e a sociedade.

  38. Marcos, mas se não me engano foi isso mesmo que foi oferecido a eles nas negociações com o Governo. Pelo que vi na ultima renião, foi solicitado a eles que um prazo até dia 28 desse mês para que o estado pudesse encaminhar a eles o projeto de reajuste pra categoria, por intransigência e manipulação política eles radicalizaram e fizeram aquele movimento absurdo, que beirou o terrorismo, assustando a população ao subir nos coletivos e distribuir panfletos informando que a sociedade estaria a mercê dos bandidos pois eles não iriam as ruas.

    resp.; Houve a raicalização do movimento, de uma parte, e a postura intranigente do govenro, de outra. O que o govenro quer mandar à Assembléia é um projeto geral, com todos os servidores incluidos. Mas os PMs e os Bombeiros são categorias diferenciadas, assim como delegados e policiais civis. É preciso regras específicas para definir o sold da corporação. Feito isso em um pacote, acaba sendo prejudicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *