8

O blog tinha razão mais uma vez: Infraero contrata mais cinco empresas para dar conta da obra do aeroporto…

gastão comemora chegada de masi cinco emrpesas no aeroporto

A Infraero vai chamar mais cinco empresas para tentar agilizar as obras de reforma do Aeropoto Cunha Machado, em´passos de tartaruga há mais de um ano.

A EP Engenharia Construções e Comércio LTDA. que ganhou  a obra, já havia avisado não ter mais condições financeiras para concluí-la, como o blog revelou, com exclusividade, em meados de fevereiro. (Releia aqui)

A informação da contratação das cinco novas empresas foi dada ontem pelo ministro do Turismo, Gastão Viira, em seu perfil na rede social Facebook.

Tendas ainda vão permanecer por um tempo no terminal

A primeira tentativa da Infraero era repassar o ônus do fechamento da EP Engenharia para o governo maranhense, que não aceitou a solução.

Pressionada, a responsável pelos terminais aeroportuários do país se viu obrigada a chamar novas empresas – a toque-de caixa- para concluir a obra.

O governo Roseana Sarney (PMDB) mantém a exigência de receber o novo saguão até o final de março.

O saguão antigo, onde funcionava embarque e desembarque, servirá agora apenas para embarque de pasageiros.

Já a tenda que está funcionando para embarque provisório, servirá como área de desembarque, eliminando aquele galpão provisório nas proximidades dos hangares, que vem sendo utilizado desde que a obra começou.

Marco Aurélio D'Eça

8 Comments

  1. Caro Décio, o problema é bem maior que a simples contratação de mais empresas. A subempreitada é normal em contratos como este e saudável para a economia local. O problema é que essa contratação de empresas locais deveria ter ocorrido logo no início da vigência do contrato, para que o plano de trabalho fosse cumprido em tempo hábil.

  2. Caro Pablo Cristian,por lei, a empresa não pode receber recursos para tocar à obra.A mesma tem que ter respaldo financeiro(caixa) para ir fazendo a obra e só recebe através de medições(serviços realizados).Agora,se contrataram uma empresa sem suporte financeiro,é culpa de quem contratou,no caso a INFRAERO.

  3. Eu me pergunto como uma empresa que recebe recursos suficiente para reformar o Aeroporto não tem condições financeiras para terminá-lo, isso deveria ser investigado, más não é. Fica a Pegunta.

  4. Tanta coisa muito mais importante para serem feitas, e nós pobres maranhenses, tendo que se contentar com uma briguinha entre uma sec. (que diga de passagem), nada faz de concreto, com um gerente de um órgão que de certa forma, acalenta o contribuinte na hora do desespero…acalento que por sinal, vinha sendo muito bem conduzido pelo atual gerente do órgão Dr. Felipe Camarão….E assim caminha o desgoverno….Pobres Maranhenses somos nós.

  5. Até março, Marco? Mais empresas envolvidas? O que está acontecendo? Por favor, o povo não é burro e alienado como vcs pensam…..

  6. Marco.
    Me responde uma coisa. O Aeroporto Cunha Machado de SLZ não foi aquele que foi reformado na época do primeiro mandato de Roseana quando ela e FHC andavam de mãozinhasa dadas até o escândalo da Lunos? Desse tempo pra cá esse material já “apodreceu”? Será que aplicaram esses recursos direito? Ou tu vai dizer que Rose não tem nada ha ver com isso? Será que foi o jorginho que comprou os ferros “bichados com o pessoal dos Claudinos? Mais uma previsão sombria: 1 ano e meio com aerotendas

  7. Cinco???Gente; nesse País tem umas 20 grandes construtoras(só para exemplo)que SOZINHAS tocariam essa obra e entregariam em tempo hábil.Porque CINCO??.P.S.Deve ser 5 pequenas empresas do interesse de alguem.Alias,com a EP são SEIS!!!! nem Guarulhos precisaria de tantas.Quando penso q já ví de tudo no Maranhão,aparecem mais…Oh! criatividadde,caramba.A INFRAERO,DNIT etc.,são incorrigíveis.Nem a vassourada da Dilma dá jeito.E,aqui é um dos grandes laboratórios de experiencia desses incompetentes bandidos.

  8. PARABENS, CARO MARCO, VÇ, ESTA POR DENTRO, MAS O DEP GASTAO, SO AGORA DESCOBRIU A POLVORA, QUE O AEROPORTO DE SLZ, PRECISA SER TRATADO COMO PRIORIDADE, PELA BANCADA FEDERAL, E MINISTERIO DO TURISMO, QUE BOM, ALGO ACONTEÇEU, COM CERTEZA PELA IDA DA GOV ROSEANA SARNEY A BRASILIA E OS APELOS DO DEP CESAR PIRES NA ASSEMBLEIA, VAMOS CONTINUAR, AGORA E A DUPLICAÇAO BR 135, UM ABRAÇO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *