4

“A menina ameaça falar”, diz trechos de conversa sobre assassinato de prostituta no Piauí…

Pode ser fruto de chantagem a mobilização de um escritório de advocacia de São Luís em favor da “estudante” Nayra Veloso, a Nayrinha, de Teresinha (PI).

Apontada como testemunha do assassinato da garota de programa Fernanda Lages, e presa por omitir informações à polícia, Nayrinha passou a ser assistida, gratuitamente, pelo advogado Ernesto Lopes, do escritório “Francisco Ramos e Ronaldo Ribeiro”, conforme revelou reportagem do jornal piauiense O Dia.

Mat´ria de O Dia sobre morte de prostituta

Este blog teve acesso a gravações supostamente autorizadas, que revelam conversas sobre o caso entre pessoas do Maranhão.

Na gravação, parece haver preocupação com o que Nayrinha possa falar:

 – A menina ameaça falar tudo – diz um dos telefonemas.

– dê assistência a ela – determina o outro.

O blog não conseguiu identificar quem é quem nas conversas.

De acordo com o blog de Gilberto Léda, a Polícia Federal incluiu os deputados maranhenses Luciano Leitoa (PSB), Marcos Caldas (PRB) e Carlos Filho (PV) nas investigações sobre a morte da garota de programa.

Há nos autos do inquérito ligações dela para os parlamentares.

A PF deixa claro não haver qualquer ligação dos deputados maranhenses com o assassinato de Fernana Lages.

A ligação deles na investigação se dá pelo fato de terem contatado Fernanda, em um momento ou outro, “para festinhas em Teresina”.

De qualquer forma, é uma dor de cabeça para os parlamentares…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. que gravação? se a PF ao entrar no caso nunca relatou nada a ninguém agora vem vc falar de gravações! qual?
    e ela (PF) só entrou no caso para corrigir os erros da policia civil do piauí.

  2. Janio Barbosa, esse seu comentário foi hilario KKKKKKKKKKKKKKKKKK

  3. Ah! meu Deus… tres caras de peia. Um quer ser prefeito, outro quer ser governador e para o outro só interessa ser pai dos netos de Roseana.

  4. D’eça, essa história tá muito mal contada! Axo q vai feder!!!
    Fum…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *