23

A sensação é de medo…

Engana-se quem pensa que jornalista não tem medo.

O medo faz parte da atividade cotidiana na coleta e divulgação da informação. A sensação de insegurança movimenta cada passo em busca dos fatos.

Medo que só aumenta quando se vê a incapacidade diante da covardia, da violência.

Mas o medo não pode prevalecer.

O objetivo de covardias como a que calou Décio Sá é calar toda a imprensa; é um recado também para autoridades.

A sensação é de vazio e de perda do rumo diante de tamanha brutalidade.

A quem pedir ajuda? A quem clamar por segurança?

O que fazer para proteger?

Não há respostas, e o medo prevalece…

 

Marco Aurélio D'Eça

23 Comments

  1. Não concordo com a maioria das coisas que você apregoa, mas não posso aceitar que o contrário seja calado pela violência. Isso é inaceitável, força!

  2. maro amigo marcos nao sei como tirar palavras nesse momento de prefunda tristeza onde perdemos nosso amigo décio sá um crime com requinte de crueldade praticado por pistoleiros amando sabe-se la de quem e mostra o tanto q nossa populaçaõ estar desprovida de segurança quero que as autoridades de estado nao deixe esse crime impune doa a quem doer o maranhao perdeu um grande homem por causa de alguns covardes.

  3. OLHA….. CARA…… EU AINDA NEM ASSIMILEI DIREITO ISSO TUDO, É COMO SE A FICHA NÃO TIVESSE AINDA CAÍDO, TÔ ASSIM, MEIO QUE ATORDOADO. SÓ HOJE ENTREI TRÊS VEZES NO BLOG DELE ESPERANDO ALGUMA NOVIDADE. NÃO ME ACOSTUMEI AINDA. MAS O GOSTO AMARGO NA BOCA CONTINUA…
    TE CUIDA, VIU?! VC TB É ALVO EM POTENCIAL!
    APESAR DOS NOSSOS “ARRANCA-RABOS” TEOLÓGICOS VC TB É PAI DE FAMÍLIA E QUER QUE GENTE COVARDE QUE FEZ ISSO (DO PISTOLEIRO AO MANDANTE) PAGUE COM TODO O RIGOR ESSA TORPEZA.

  4. É lamentável que em pleno sec 21 a vida humana é negociada com banalidade, pela aqueles que se sentem
    incomodados quando são mexidos na suas falcatruas. Espero que o governo do Estado, quanto responsável pela segurança de todo cidadão que contribui para que eles administre os nossos impostos apure o caso na luz da jústiça dos homens, porque na jústiça de DEUS com certeza não falhará.
    Na certeza de que não seja mais um crime impune neste país.
    Meus pesames a família, e que Deus os confortes, e que tenham discernimento para lutarem por jústiça.

  5. O ASSASSINATO DO JORNALISTA DÉCIO SÁ TEM COMO OBJETIVOS CALAR A SUA VOZ E TAMBÉM A VOZ DAQULES QUE CONTINUAM VIVOS.

  6. O ASSASSINATO DO GRANDE JORNALISTA DÉCIO NÃO TEM COMO OBJTIVO APENAS CALAR A VOZ DO MESMO MAS TAMBÉM DE SILENCIAR A VOZ DOS QUE CONTINUAM VIVOS.

  7. MEU AMIGO:

    ESSA SENSAÇÃO NÃO DEVE SER ATRIBUÍDA A APENAS VOCÊS DA IMPRENSA, JORNALISTAS OU OUTROS PROFISSIONAIS.

    E QUANTO ÀS FAMÍLIAS DE OUTRAS PESSOAS QUE TAMBÉM FORAM VÍTIMAS DE CRIMES DE ENCOMENDA??

    SERÁ QUE SOMENTE AGORA, COM A MORTE DE UMA “PERSONALIDADE” É QUE AS AUTORIDADES IRÃO INVESTIGAR E PRENDER OS CULPADOS?/

    E COM RELAÇÃO AOS FAMILIARES DE OUTROS BRUTALMENTE ASSASSINADOS?? NÃO IRÃO TOMAR PROVIDÊNCIAS PARA DESCOBIR OS CULPADOS??

    FICA AKI O MEU PROTESTO!

  8. A minha homenagem a Décio Sá eu vou buscar em George Orwell:  “jornalismo de verdade consiste no que alguém não quer ver publicado; o resto é relações públicas”.

    Do amigo

    Pedro Fernandes
    secretário de Cidades

  9. Caro jornalista,

    Como você diz, a quem pedir ajuda? No Brasil de hoje, estamos todos desamparados, sem ter a quem recorrer, apesar dos impostos cada dia mais achacantes. Não temos segurança, saúde e educação.O que essa gente precisa ver é que as consequências já não chegam só aos mais humildes, mas está se aproximando deles também. Tudo isso como resultado de impunidade, desgoverno e corrupção.
    É triste, é dasalentador. Ninguém aquenta mais tanto desmando. Infelizmente, Décio Sá foi vítima de tudo isso que aí está. É cruel. É desumano. Pobre de nós.

  10. Caro Marco, há 5 anos sou leitor assíduo dos blogs políticos do Maranhão, lendo diariamente blogs como o seu, o do saudoso Walter Rodrigues, o ainda não merecidamente reconhecido Blog do Kenard e tb o Blog do Décio.
    Controvertido, confesso que na maioria das vezes não concordava com os posts dele (assim como reservo-me ao direito de não concordar com muitas de suas opiniões), mas inegável que era um profissional com o compromisso com a informação, daí todo o sucesso de seu trabalho, fato este comprovado pelo altíssimo número de page views diários de seu blog.
    Pois bem.Um crime brutal como este é uma agressão horripilante à liberdade de imprensa, e todos nós, cidadãos súditos do Estado, ficamos perplexos diante da ousadia e do escárnio dos meliantes. Se tivesse ocorrido na chamada “grande imprensa” seria para parar o Brasil. Como é no Maranhão, cabe a vocês jornalistas, e nós como sociedade, não permitirmos ofensas tão odiosas à própria noção de democracia que não prescinde da ideia de liberdade.
    Estamos todos assustados e costernados, mas deixo aqui minhas condolências ao jornalismo maranhense…

  11. Meu caro Marco,
    O medo é um excelente alidado do homem, ele nos faz ter cautela e segurança em nossos atos. Segundo os especialistas, o medo foi um dos fatores determinantes para a evolução humana. Entretanto, o medo não pode ser confundido com o acovardamento.
    A sociedade (e nela incluída a imprensa) maranhense não pode se acovardar diante de um crime brutal como o ocorrido, pois é isso que os autores da tragédia pretendem.
    Pelo contrário, devemos todos cobrar o rápido elucidamento do bárbaro crime e a punição severa dos autores, doa a quem doer. Não deve ficar pedra sobre pedra, se for preciso.
    Devemos confiar no trabalho que está sendo realizado pela Polícia Civil do nosso Estado, que tem melhorado muito nos ultimos tempos, e tenho ceteza que os culpados serão capturados em breve.
    O sentimento de revolta está ecoando na sociedade maranhese e não podemos nos calar neste momento. Não só a família do jornalista está de luto, todos estamos.
    Tenha força para continuar o seu trabalho, Marco.
    Você será um dos pilares na busca incessante por Justiça para o caso ocorrido. E, conte com as pessoas de bem, seus leitores ou não, que não toleram violência e barbarie, com as ocorridas.

  12. Décio Sá – Muito mais que: “APENAS UM RAPAZ LATINO-AMERICANO SEM DINHEIRO NO BANCO, SEM PARENTES IMPORTANTES E VINDO DO INTERIOR”.

    Esses versos cantados por Belchior foram usados pelo meu amigo, irmão e compadre, DÉCIO SÁ, para descreverem de modo bastante resumido o seu próprio perfil no blog mais acessado do maranhão.
    O nosso Estado e a nossa Cidade se habituou a ver as BOMBÁSTICAS NOTÍCIAS e as contundentes revelações que, diariamente eram apresentadas com profissionalismo, fundamentação e coragem por ele que foi, seguramente, o melhor e o maior repórter investigativo maranhense – DÉCIO SÁ.
    O nosso Maranhão e a nossa São Luís amanheceram hoje, um pouco mais desprovidos de visão e de voz. Na noite de ontem – 23 de abril, PISTOLEIROS FRIOS E CRUÉIS, calaram uma voz que sempre bradou em nome da verdade e da justiça; EXCUTORES E MANDANTES COVARDES fizeram fechar os olhos de quem enxergava, como ninguém, o que alguém de conduta escusa se esforçava para manter longe das vistas de quase todos.
    MATARAM DÉCIO SÁ! PORÉM, JAMAIS FINALIZARÃO A SUA LUTA!
    Escrever essas palavras nessa manhã está sendo extremamente difícil para mim. Décio era muito mais que um amigo. Décio foi um irmão que eu perdi e a dor da perda é muito grande. Eram 22:22h. quando o meu telefone tocou. Era meu compadre Décio me convidando para comermos juntos uma caranguejada na Litorânea. Prontamente aceitei e fui vestir-me para, em seguida, ir ao seu encontro. Poucos minutos após, um amigo comum me liga dizendo que algo estranho havia acontecido. Enquanto esse amigo comum falava com Décio ao celular, alguns estampidos foram ouvidos e a ligação cessou. A retomada do contato não se restabeleceu e, daí em diante, um temor do pior e uma tristeza motivada pelo medo do pior se apossou de mim. E foi com profundo pesar que rumei o mais rápido possível para a Litorânea para ali encontrar o meu irmão morto.
    ASSASSINADO num crime de encomenda, Décio foi vítima de uma realidade que ele mesmo combatia no exercício corajoso da profissão abraçada com paixão.
    Uma esposa grávida e uma filha pequena constituem a 1ª família diretamente afetada. Uma 2ª família, porém, foi diretamente ferida de morte. Toda a livre imprensa maranhense e ludovicense estão hoje de luto e sob ameaça. A segurança institucional do nosso Estado precisa dar uma resposta imediata e contundente a essa prática tão retrógrada quanto execrável. A coragem de Décio precisa encontrar eco na nossa sociedade e se multiplicar. Toda a nossa população; toda a imprensa maranhense e todas as autoridades constituídas precisam se irmanar somando esforços para chegarmos aos mandantes e aos executores desse crime bárbaro. VAMOS USAR O PRÓPRIO BLOG DO DÉCIO E TODOS OS BLOGS DO ESTADO PARA COBRARMOS OS RESULTADOS NECESSÁRIOS.
    VÁ EM PAZ, DÉCIO SÁ, MEU IRMÃO! NÓS, POR AQUI, CONTINUAREMOS A SUA GUERRA.

  13. MARCOS,
    A SENSAÇÃO DE MEDO E INSEGURANÇA DA POPULAÇÃO ALCANÇOU O INIMAGINÁVEL, A IMPRENSA, ATITUDES COVARDES COMO ESSA NOS DÃO A EXTENSÃO DO PROBLEMA DA VIOLÊNCIA QUE GRASSA NAS CIDADES BRASILEIRAS, ESPECIALMENTE AQUI NO MARANHÃO.
    ESTAMOS DE LUTO, GOSTO MUITO DE VISITAR OS BLOGS, INCLUSIVE O SEU E O DO DÉCIO, E PODE TER CERTEZA HOJE SINTO COMO SE TIVESSE PERDIDO ALGUÉM MUITO PRÓXIMO.
    LAMENTO DEMAIS A PERDA E FICO PASMA COM A OUSADIA DESSES BANDIDOS.
    ESPERO E ACREDITO QUE AS AUTORIDADES DA SEGURANÇA PÚBLICA MARANHENSE RESOLVERÁ IMEDIATAMENTE ESSE CRIME HEDIONDO E PONHA NA CADEIA ESSES MELIANTES JOGANDO A CHAVE FORA.
    NÓS NÃO PODEMOS NOS CALAR DIANTE DO MEDO E DA IMPUNIDADE DESSES BANDIDOS.

  14. Caro Marco, apesar de não concordar com muitas postagens do jornalista Décio Sá, nada justifica a brutalidade do seu assassinato.
    O Maranhão perdeu uma referência no jornalismo. Lamento muito pelo ocorrido, torço para que a polícia prenda os matadores e os mandantes.

  15. Ético, ou não, falível, muitas vezes até manipulado pro seus patrões, Décio Sá não merecia tal morte. São Luís-MA perde um grande informador de muitas das malandragens (políticas ou não), corrupção e bandalheiras (menos de seus financiadores lógico). Mostra que ninguém está seguro (nem os supostos protegidos dos Sarney). Espero que os atuantes blogueiros resistam, não se intimidem, e revelem as últimas investigações do finado Décio, pois certamente indicará os interessados na morte desse atuante profissional.

  16. É uma grande perda para o Maranhão a morte do jovem Decio, jornalista impetuoso, corajoso, inquieto, contestador, e um ser humano acima do normal, que não se contentava com o comum.
    Quem tira e dá a vida , não são os homens e sim Deus. E ele não nos deu a vida para sermos covardes, nem para nos calarmos diante de pistoleiros frios e covardes.
    Deus não nos deu a vida para deixarmos parada no tempo, como se tivéssemos que ficar assistindo a procissão da natureza que passa.
    A vida é um caminho, e não foi aberta para os covardes e preguiçosos, mas para o caminho da eternidade.
    Estes incautos predadores, que tentaram calar a voz de um homem que não se acovardou com ameças covardes prestaram contas de seus atos, e também do que nunca
    tiveram coragem de fazer: serem homens de verdade.
    Meu caro Marco. Agora é que é a hora de não se calar, e colocar na cadeia aqueles que tentam de toda maneira calar a verdade.

  17. Um exemplo de como o agora saudoso Décio Sá incomodava… Minha lista de blogs favoritos acabou de diminuir…

    “…
    afonso
    26 janeiro, 2012 as 19:51

    Vai morrer blogueiro de araque. É muita idiotice
    …”

    http://www.blogdodecio.com.br/2012/01/26/hitler-tambem-agia-assim/

    OBS.: É claro que eu não acho que o autor desse comentário infeliz tenha envolvimento no assassinato.

    Agora eu te pergunto Marco, vale o esforço? Vcs denunciam várias mazelas, porém quase nada acontece.
    A quem recorrer?
    Espero que não percam essa habilidade para o jornalismo investigativo.
    Bom trabalho a vc e seu colegas!!!

  18. Sou crítico ranzinzo quando discordo de um post seu e você sabe disso, mas não posso deixar de deixar minha solidariedade a você nesse momento de tristeza e dor, não só para você, mas para todos que, assim como eu, era leitor assíduo do blog do décio… Mesmo sendo crítico de vocês, é hábito meu, sempre que entrar na internet olhar primeiro o blog do décio e o seu blog… isso diariamente… meus pêsames caro marco…

    Resp.: Acho que momentos como este são importantes para reflexão dos nossos papeis na sociedade. Do seu, do Décio e do meu. Às vezes, não vale a pena tanta agressão mútua. Agradeço de coração sua solidariedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *