5

ABI quer Polícia Federal no caso Décio Sá…

Maurício Azedo teme por impunidade no caso Décio

O presidente da Associação Brasileira de Imprensa, jornalista Maurício Azedo,  quer que a Polícia Federal acompanhe as investigações da morte do jornalsita Décio Sá.

Para Azedo, é a única forma de assegurar que o crime não ficará impune.

– Dirigimos uma nota à presidente Dilma Rousseff (PT) e ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pedindo que a PF acompanhe a investigação, para assegurar que o crime não ficará impune – afirmou o representante de classe.

Oito dias depois do assassinato, a polícia maranhense não tem respostas para a morte de Décio Sá.

E optou pelo silêncio, diante da pressão da opinião pública.

Na última sexta-feira, o secretário de Segurança, Aluísio Mendes, determinou o sigilo das investigações, diante das dúvidas da imprensa e da falta de dados concretos sobre as linhas de investigação.

Em uma semana, a polícia prendeu apenas dois suspeitos de participação secundária no assassinato – e que negam veementemente.

Nenhuma pista do executor ou dos mandantes.

Este blog já havia opinado que a presença da Polícia Federal daria mais agilidade às investigações. (Releia aqui)

Uam forma de evitar que Décio Sá vire apenas estatística da criminalidade… 

 

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. E O CASO DOS SERVIDORES DO TJ -MA QUE FORAM PRESOS, NINGUÉM NUNCA MAIS FALOU NADA, POR QUE?
    GOSTARIA QUE AQUELE CRIME TAMBÉM NÃO CAÍSSE NO ESQUECIMENTO,POIS MOSTRA UMA GRANDE INFILTRAÇÃO DE BANDIDOS DO COLARINHO BRANCO NO PODER JUDICIÁRIO, TALVEZ COM A PARTICIPAÇÃO DE DESEMBARGADORES…

  2. Em minha opinião, a PF daria ao caso maior transparência, evitando um possível indiciamento de alguém que não fosse o real culpado(s). Mas com relação à competência, talvez seria melhor um auxilio da Polícia Civil de outro estado, como de São Paulo, porque são muito mais acostumados a esse tipo de crime que a PF. Isso seria possível, mas feriria o orgulho da PC do MA. Agora, você Marco está nos colocando uma coisa que não é apenas grave, é trágica. A falta de todas essas perícias apontam em dois nortes: ou incompetência pura e irresponsável, ou os suspeitos presos já confessaram e estão chegando nos mandantes. Mas gostei das tuas revelações Marco D’eça, continue vigilante. Todos agradecem.

  3. Ei cara, o que aconteceu com o viva nota? O sorteio não era ontem? No site não tem nada ainda, eles devem ta escolhendo o parente pra contemplar com os 100 mil né? Eita estadozinho de merda, onde tudo é no (trazparente), ops…..transparente!!!!

  4. Caro Marco,

    Se não tomarem providências urgente vão deixar o assassinato do Décio ser mais um caso de IMPUNIDADE no Maranhão.

  5. Deça, como a sociedade maranhense dá crédito a essa Policia? Ou alguém vai acreditar numa policia que não consegue dar uma solução para o caso de pistolagem de Junior Mojó que tem rosto e o mundo todo conhece. Como acreditar num “sistema de segurança” que dar juizo de valor para crimes. Não consigo entender que o caso do Mojó seja incopetência da polícia. Como procurar pistoleiros se a própria policia os protege!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *