6

Cinco motivos para a CPI da Pistolagem…

Em 1999, CPI da Assembleia movimentou todo o Maranhão em busca de segurança

Nenhum momento da história maranhense foi tão propício para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito quanto o atual.

A CPI da Pistolagem, discutida na Assembleia Legislativa, pode até não ter a mesma repercussão que outra, parecida – a do Crime Organizado, em 1999 – mas terá tanta importância quanto. Eis os motivos:

1 – Uma investigação da Assembleia põe mais pressão na polícia maranhense pela elucidação, não só do assassinato do jornalista Décio Sá, mas também de todos os outros ainda sem solução;

A CPI maranhense atraiu também atenção nacional

2 – Só nos últimos meses foram quase dez assassinatos em que a polícia não conseguiu elucidar os assassinos ou prender os mandantes. Exemplos: caso Décio, caso Irmãos Queiroz; caso Biné, Caso Raimundo Cabeça e caso Marggion Laniere;

3 – Uma CPI na Assembleia  garante a presença de mídia contínua repercutindo casos de pistolagem, o que acua mandantes, assassinos e gera o sentimento de denúncia na sociedade;

4 – Pela primeira vez, deputados governistas e oposicionistas concordam em uma investigação sem ranços políticos ou sem direcionamento contra A ou B, mas com foco na liberdade e na paz maranhense;

5 – O funcionamento da CPI leva o governo a acionar mais intensamente seu aparelho de segurança, evitando má-vontade e corpo mole, sob risco de desmoralização diante das investigações parlamentares.

Portanto, a CPI da Pistolagem é uma emergência no Maranhão.

Doa em quem doer…

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Parabéns pela sua posição.Vc tem sido coerente nas suas análises.Vejo que a questão deve ser tirado do campo partidário.Estou Gostando muito de ler o que vc tem escrito nos últimos dias.Parabéns.

  2. Engracado é que a nossa governadora porque apesar de nao ter votado como foi eleita acaba infelizmente sendo a de todos, enfim, ela esta dando total apoior a esta CPI?

  3. Quem teria coragem de ser o Presidente desta CPI aqui no Maranhão? Creio que esse problema de pistolagem no Maranhão deveria ser levado à Organização dos Estados Americanos.

  4. ISSO PORQUE ROSEANA IRIA FAZER O MELHOR GOVERNO DA VIDA DELA.E POR FALAR NELA EM QUAL CASSINO ELA SE ENCONTRA? É, PORQUE NO VELORIO NÃO ESTAVA,NA MISSA DE SÉTIMO DIA TB NÃO,NA PASSEATA NEM SOBRA.
    ATENÇÃO JORNALISTAS QUE VIVEM EM FUNÇÃO DO GRUPO SARNEY ,PRINCIPALMENTEOS QUE RECEBEM DINHEIRO DE SECRETÁRIOS E POLÍTICOS.SE O DESTINO DE VCS FOREM O MESMO DE DÉCIO O GRUPO DARÁ A VCS O MESMO TRATAMENTO,OU SEJA,MORREU ACABOU VAMOS ATRÁS DE OUTRO QUE NOS SIRVA.

  5. Meu caro, Marcos, ao citar “apenas” estes casos, devemos lembrar que aqui em nossa região(Imperatriz), até hoje se espera que o Sistema de Segurança prenda os responsáveis pelos assassinatos do ex-prefeito Ita Alves(Ribamar Fiquene), do pecuarista e político Valtinho Transboi(Edison Lobão), do advogado Valdeci Rocha e outros menos conhecidos como Roberto Veículos. Todos vitimas de execução e cometidos por pistoleiros.

  6. Caro Marco, acredito que não seja necessária uma CPI na Assembléia Legislativa por inúmeros motivos, dentre eles a ineficácia de nossos parlamentares quanto a uma investigação criminal, até porque não são qualificados para a função.
    O caminho é reclamar junto ao Ministério Público Federal e Ministério da Justiça para que ambos auxiliem nas investigações, que me parecem complexas devido ao grau de planejamento do crime. A investigação da Polícia Federal com todo seu amparato tecnológico para perícia é essencial para elucidação de qualquer crime no País.
    Logo, não é tão simples assim.

Deixe um comentário para CARLOS Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *