34

A ameaça de um estado judicial…

O presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), comemorou por dois motivos a vitória de Mário Macieira na OAB-MA: primeiro, por Macieira ser seu amigo e “ex-sócio em sua banca de advogados. Segundo, porque a vitória do amigo é mais um passo no projeto de poder de Dino.

Mas o projeto de Dino parece trazer em seu bojo também a ameaça de um estado judicial.

Ex-juiz federal – e como tal propenso aos arroubos autoritários dos que se acham acima do bem e do mal, Dino tem forte influência também em todas as instituições e órgãos que compõem o que se conhece na esfera pública por setor jurídico.

Da Justiça Federal, de onde é oriundo, à OAB, passando pela Polícia Federal e Procuradoria da República, órgãos de controle e de fiscalização, Dino é tido como um deus, alguém quase adorado como salvador, apesar dos muitos desafetos que já construiu.

Num estado judicial, com arroubos autoritários, estas instituições, se mal conduzidas, podem servir de instrumento para perseguições, intimidações e ameaças a eventuais desafetos e discordantes.

Estados judiciais prosperam em ambientes de puro autoritarismo, como Cuba, Venezuela e Coréia do Norte. Esta última, aliás, teve o ditador kim Jong-il, morto no ano passado, elogiado em nota oficial pelo PCdoB, segundo revelou o saudoso jornalista Décio Sá. (Relembre aqui)

São ambientes em que os governantes necessitam adoração popular e subordinação de exércitos.

Os arroubos autoritários de Dino são cada vez mais frequentes.

Quem não lembra da invasão do TRE, durante o 2º turno da eleição, para tomar satisfações com o juiz eleitoral Sérgio Muniz, após este ter dado uma decisão desfavorável ao seu candidato? (Releia aqui)

No mesmo período eleitoral, houve várias suspeitas de que ações do candidato de Dino recebiam melhor tratamento que  as do adversário, embora nunca se tenha provado esta hipótese.

Voltando à eleição da OAB, há dois casos envolvendo Mário Macieira e aliados que caraterizam aspectos de um estado judicial.

O primeiro é a censura ao Instituto de Pesquisa Escutec, que sentiu-se intimidada de divulgar seu levantamento sobre a eleição da Ordem apenas por que Macieira achou que os números não lhe seriam favorável. Mas eram (Releia aqui).

Outro  caso, ainda mais grave, é a censura judicial a este blog, que foi obrigado a retirar de sua página texto que reproduzia informações de uma ação contra advogados ligados a Macieira apenas por que estes advogados não quiseram dar explicações sobre as acusações. (Releia aqui)

Somente no período pós-eleições de Edivaldo Holanda Júnior (PTC) – comemorada  por Dino como um dos passos para a tomada do poder central em 2014 – há vários aspectos do uso de instituições em benefício pessoal – ou para incomodar adversários – envolvendo aliados do comunista.

O blog de Gilberto Léda traz hoje um destes exemplos:

Dino tem usado aliados na Controladoria da União, no TCU e em outros órgãos – inclusive membros da própria Comissão de Transição – para escaranfunchar, extra-oficialmente, informações sobre a gestão do prefeito João Castelo (PSDB), enquanto a comissão oficial faz de conta que troca informações com a do prefeito.

Todos estes são aspectos de um estado judicial, no qual os que detêm o poder se acham acima do bem e do mal e todos o contrários – oposição, imprensa, cidadãos – são sufocados até o ponto de aniquilação.

E tudo isso disfarçado de democracia, como nos regimes comunistas espalhados mundo a fora.

Este é só o primeiro alerta…

Marco Aurélio D'Eça

34 Comments

  1. Como vocês podem esperar parcialidade de blogueiros que vivem de bajular esse governo?

  2. Quanta besteira vc escreve!! E mais besta sou eu que fico lendo seu blog…

  3. Marco, voce enloqueceu de vez. atacar o judiciario a polixia federal e outros orgãos com calunias, o TRE é um orgão publico e estava aberto para qualquer cidadão entrar qye estava envolvido com a eleição, vc sabe a fama daquele juiz em relação ao processo de cassação e sua patroa. Será que é DONO que se favorece destes orgãos, te recorda, foi DINO que usou o pretigio para cassar Jacson Lago? Mas isto é bom quanto mais vc fala de Flavio, vc coloca o nome dele na midia, se fala mau teus leitores te reprovam, assim vc vai fazendo a campanha em favor de FLAVIO e o coloca no coração do povo. Agora pare te escrever besteiram escreve textos sem pé sem cabeça. tu deves ter reprovados muitas vezes na escola, quando o assunto redigir textos, porque mostras que não raciocina quando escreves.

  4. Edivaldo incomoda muita gente… Flávio DINO incomoda, incomoda muito mais. 2014 em 5, 4, 3, 2, 1…

  5. A eleição para a OAB-MA já acabou. Venceu, com larga diferença, a chapa de Mário Macieira. Será que a a trajetória profissional de MC, passando ao largo da parentada, não lhe dá o respeito de seus pares? É necessário aparelhá-lo?

  6. Nao me recordo de alguma censura imposta por Flávio Dino; mas o “Estadão” está, sim, pelo Sr. Fernando Sarney, filho de quem?

  7. NO TJ DO MA,ROSEANA,NÃO TEM VEZ AO Q SE COMENTA TODA A CORTE VAI APOIAR FLÁVIO DINO,COM EXCEÇÃO DA DESEMBRAGADORA DO GRUPO SARNEY.

  8. Juntos e unidos para uma nova ordem no Estado.
    O Estado tem que ser Democratico e não um sistema ditatorio Sarneyista que cala o proprio judiciario.

  9. Agradeço pela não publicação do meu comentário, salutar meu caro, ver comentários que comungo com eles e reflete muito bem a respeito dos teus pensamento, vale mais pelo que está na entrelinha do que pelo que é dito diretamente.
    Eu não, vou direto e rebato o assunto, é porisso que em alguns caso, meus comentário machuca e não é publicado.
    Porém, essas pessoas que comentam alguns post teus, são raras, isto pq já sabem dos teus compromissos e caráter.
    Agora, de que mesmo tu tens medo?.

  10. “Da Justiça Federal, de onde é oriundo, à OAB, passando pela Polícia Federal e Procuradoria da República, órgãos de controle e de fiscalização, Dino é tido como um deus, alguém quase adorado como salvador”… A única salvação para esse estado que tanto carece de gestores competentes! Pula pro outro lado blogueiro, daqui a dois anos vais perder muito dessa tua mamata…

  11. Caro Marco, apesar de considerar muito de seus pensamentos, tenho de discordar plenamente de muitas de suas convicções, sejam elas políticas, sejam ideológicas do ponto de vista jornalístico, explico: primeiramente, seus escritos sempre trazem o mesmo fundo de ideia, qual seja, aquela de destruir e nunca de construir, queres sempre passar um ar intelectual ao seu leitor, contudo se esquece de manter uma linha de coerência, vez que se julga, e realmente, és um formador de opinião, como tal deveria se abster ou mesmo moderar sua forma virulenta de tecer alguns comentários; segundo, tens um ponto de vista bastante equivocado quanto ao futuro de nossa cidade, por mais que muitos eleitores tenham acreditado na segunda via como possibilidade de mudança e terem votado no Edvaldo Junior como sendo este “novo” modo de fazer política, não cabe a você ter esta posição, mesmo sabendo e crendo que tens tuas crenças e tuas posições políticas, porém isso não te faz o ser entendedor das coisas, muito menos te habilita a ser o maior vetor desse pessimismos político, já que, também, tens somente tido esta postura e nunca ter demonstrado que podes dar este voto de confiança, o que também Edvaldo não contou com o teu voto… mas ele será seu prefeito também. Por fim, tenha consciência de suas palavras, elas podem influenciar muito, talvez seja este o real motivo da perda de crença de seus leitores na sua posição jornalística e política, que por sua vez apenas deixa cristalino o teu lado defensor das obras dos teus chefes e daqueles que te apoiam e te sustentam sob o manto do temor e da opressão. Não te chamo filho da ditadura porque vejo que possui largos traços de capitalista, e o capitalismo não se entremeia com a ditadura nem em letras, nem em nome, portanto seja um homem de posição e aceite derrotas, mesmo que estas sejam a pior parte de sua vida!!

  12. Nunca li tanta baboseira na minha vida. Conheci seu blog hoje e foi um grande desprazer. Você é despreparado e mal informado, além de tendencioso e maldoso.
    Notei tambem uma subserviencia nojenta ao grupo Sarney e um odio imotivado do grupo da opisição.
    Cresça e apareca, seu sarara mequetrefe!

  13. O instituto da “Judicialização” virou agora o prato da temporada. Quem sempre viveu às expensas do poder e na penumbra da legalidade, tem mesmo do que reclamar. Nunca se questionou com veemência o caráter da Justiça Brasileira, enquanto taxada de: à serviço das elites. Bastou esta apresentar postura independente, de feição cidadã, pronto… São queixumes aqui, chiadeira ali. A propósito perguntaria: na conta de quem será debitado o déficit de justiça social, que permeou o Estado, nessas cinco décadas de absolutismo politico? Esse Sistema anacrônico e tantos outros que nunca conheceu limites em suas demandas, precisa se enquadrar na Nova Ordem. Os tempos são outros e não só as velhas práticas precisam mudar, mas também os praticantes.

  14. Olha o DESEPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEROOO…kkkkkk…calma..q 2014 ainda nao chegou…kkkkkk

  15. O melhor desse teu post é o quanto ele mostra a paixão que tens quando o assunto é Flávio Dino. Nesse aspecto tu vais escrevendo as loucuras que bem entende e algum tempo depois vai usando estes teus próprios escritos como links para referendar teus outros ataques, histéricos como esse. Quanto ao finado, não pq partiu, que vai se achar que escrevia de forma imparcial. Igualmente a vc, tinha o hábito de plantar argumentos e ilações, posteriormente usava essa estratégia “genial” de referendar nos próprios escritos novas “pérolas”, como a que escreveste acima. Simples assim.

  16. Ditadura do Judiciário nunca vai acontecer, até pq ao Judiciário foi conferida pela Assembléia Nacional Constituinte a guarda da Constituição Federal, mas precisamente pelo STF. O fortalecimento das Instituições está mostrando que o sistema de governo avança para fazer dos político uma peça na gerência do poder, mas controlados pelas leis que devem ser observadas para garatir a estabilização democrática e que garantam que crises como o golpe militar que José Sarney apoiou com grande força nao aconteçam mais.

  17. Tú é hilário Marco Deça…..ótimo criador de estórias…..Marco Gump Deça…..hahahahah

  18. Deça, quando vc fala em arroubos autoritários tido pelo Dr. flávio dino vc sempre procura utilizá-lo da maneira mais sarcástica, deveria sim ter bom senso e profissionalismo, outro ponto diz respeito a forma como está sendo a transição paralela, tudo é legal qualquer pessoa tem direito de saber como está a cidade o que a cidade tem o que a administraçãofaz e que ela recebe, atrave´z de convenios eoutros. Neste caso tudo que está sendo feito por DR. Flávio Ou pelo Edivaldo está em perefita consonância com o legalidade humana.

  19. Pelo menos o Sarney sabe apanhar da imprensa, ele se cala enquanto Dino e sua turma ameaçam, censuram e processam, ele outro dia disse que a verdade era relativa, segundo Hegel, pelo visto mal interpretado por Flávio, porque o relativismo e dinamismo da verdade é dual, ou seja, o que é verdade pra Dino nao é pra Sarney, mas uma coisa é certa, o contraditório se não for feito à tese, não possibilita a antítese e não conduz à síntese. Suas e minhas razões só tem razão de existir de se possíveis de serem expostas, debatidas. Vejam o Egito agora, Mohamed Mussi calou o judiciário, e já enfrenta protesto. Nos regimes totalitários o Poder Judiciário é sempre servil, se Dino manda no Judiciário é melhor se afastar dele, porque a intromissão do executivo noutro poder (lembrem do mensalão e do Supremo pronunciamento) viola severamente a democracia.
    Mas isto Deça é porque o eleito é burro, só um louco pode acreditar que o Dino quer chegar ao poder pra ser diferente do Sarney, os atos do Flávio demonstram claramente sua pretensão um “reich de mil anos” disse Hitler. Este moço é muito perigoso, convida ele pra debater o comunismo pra ver se ele sabe ao menos o que é isto, um experimento econômico que faliu em todo o mundo, só durou pela tirania na Coreia do Norte, vai é muito dar certo no MA, no Brasil. kkkkkkkk… Piada.

  20. Belo artigo. Você disse tudo. Enquanto na China há uma preferência por políticos engenheiros, no Brasil há uma preferência por políticos “juristas”. Esses políticos “juristas” usam o direito e os órgãos públicos para dominar e criar um ambiente favorável aos seus desejos de poder. A consequência disso é um país cheio de normas, cheio de burocracia, cheio de populismo e contaminado por ideologias acadêmicas de esquerda. Enquanto isso, a China resolveu seus problemas com obras, trabalho e pragmatismo. A “republiqueta dos juristas” que irão criar no Maranhão será um fracasso total. Hoje o Maranhão que é governado por empreendedores tem crescimento econômico de 8% (igual a China). Na futura “republiqueta dos juristas” irá chegar ao fundo do poço, como chegou a OABFolia II.

  21. Marcos acho que vc pegou pesado nessa sua opinião de “Oráculo”. Porém, não tiro a sua razão em se preocupar com a justiça. O grupo que vc defende deve tá morrendo de medo se Flávio Dino ser o nosso futuro Governador, a população maranhense quer sim saber toda a verdade durante esses quase 50 anos de oligarquia, seja qual for a via.

  22. É isso ai, Macieira é apenas mais um caudatário de Flávio Dino

  23. Deça, Deça, o que vc tem a temer, fala por ti ou pelo teus patrões?, quer dizer que o bom é do jeito que está?, se melhorá piora, explica isso ai cara!.
    Quem teme as lei são os ladrões, corruptos, ladrões de colarinho branco, os que trafica influências, burlam o fisco, desvia e faz malversação do erário público. Estes sim tem que temer o estado judicial, até onde eu sei, tú és limpo, ou não?

  24. MAIS autoritario que a nossa oligarquia ??? quando foi que roseana perdeu uma na justiça????

  25. Em partes seu comentário é verdadeiro, mas creio que esse pessoal do TCU, PF… São na verdade aquelas que querem melhorar o país, aprovados em concurso, todos capacitados que não devem favor a ninguém. Agora ridículo é o poder público ser usado de forma descara como temos no Maranhão, no TCE o presidente nem se comenta, no TJ o presidente quis ganhar por WO a prefeitura. Sem falar de genros, sobrinhos, filhos… Que só possuem cargos via indicação. Como será a próxima vaga de desembargador para outro cunhado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *