26

Ricardo Murad propõe assumir Socorrão de forma emergencial…

Ricardo Murad e gestores estaduais de saúde com a procuradora federal

O caos se abateu sobre o sistema de Saúde de São Luís.

O Socorrão II está fechado. O Socorrão I caminha para o colapso, e já não atende pacientes com traumas.

O caos está sobrecarregando o sistema de saúde do Estado – UPas e hospitais de urgência.

Ontem, o secretário de Saúde, Ricardo Murad, mostrou a situação à procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Ana Karízia Teixeira Nogueira.

– Tivemos que suspender as cirurgias eletivas no Hospital Geral, para que pudéssemos instalar 10 leitos de enfermarias porque o município de São Luís não está cumprindo sua obrigação. Os hospitais Socorrões I e II não têm médicos, remédios e estrutura para atender. Os pacientes estão chegando e não podemos deixar que as pessoas morram nas portas das nossas unidades – disse o secretário.

Murad lançou à procuradora a proposta de assumir o Socorrão de forma emergencial – a mesma proposta que j´havia feito ao prefeito João Castelo (PSDB).

Segundo o secretário, 80% dos pacientes atendidos no Hospital Geral são oriundos das UPAs, que ~já estão trabalhando com sua capacidade máxima de atendimento.

– Quero deixar bem claro que não estamos aqui reclamando da superlotação nas UPAs. O que não temos mais condições de atender, são os pacientes vítimas de trauma (fraturas expostas causadas por acidentes de trânsito, ferimentos a bala e faca, etc) e que precisam de tomografias, ressonâncias e atendimento cirúrgico – ressaltou Murad.

A única informação passada pelos dirigentes do sistema de Saúde municipal é a de que os próximos salários dos médicos dos Socorrões só serão pagos pela próxima gestão.

É um colapso no sistema de saúde em São Luís.

Que Edivaldo Holanda Júnior terá que ter muita capacidade para resolver…

Marco Aurélio D'Eça

26 Comments

  1. aí tem coisa!, quando a esmola é grande o cego desconfia,MURAD E SUA TURMA não são lá de se importar com a saude pública mas sim com sua saúde bancária,aí do Maranhão se não fora as UPAS do governo federal

  2. O hospital do Servidor, deslocado do Hospital Carlos Maciera,a toque de caneta, para o Maiobão, pode até prestar, mas os acessos (ruas e avenidas) são de uma esculhambação sem tamanho! Ainda dizem, que o prefeito de Ribamar é o m elhor! Só no Maranhão!…

  3. Quem é contra essa atitude de Ricardo é pq nao precisa de saude publica tem plano de saude, Ricardo faz isso pensando nos mais humildes pq ele conhece como funciona a rede de saude do muncipio que é de fato uma precariedade só, esse Anderson realmente nao trabalha la sim nao estao recebendo pacientes ta um caos, vcs acima de mim com comentarios contrarios pq não dao uma volta nos dos socorroes ai depois venham debater aqui bando de burgues!!!

  4. ja disse para o maranhao inteiro,se voces nao querem o ricardo murad pode mandar ele aqui para raposa que agente recebe de bracos abertos. venha meu deputado super secretario,raposa te chama.

  5. Quanta iguinorancia, o secretario querendo melhorar a porcaria que e esses socorrões ainda vem gente falar mal.

    walquiria, espero que tenha um bom plano de saúde para nunca precisar do socorrão e fica num colchão no chão.IGUINORANTE

  6. caracas, Socorrão 2 fechado? eu indo trabalhar todo dia lá e ng me conta nada… e aquela ambulâncias descarregando gente todo dia? será miragem? aquele pessoal todo trabalhando? será minha imaginação?

  7. Manda quem pode, obedece quem tem juizo, a culpa é nossa dessa situação, se agíssemos como cidadãos de verdade, fiscalizando e cobrando esses nossos”políticos” teríamos outra realidade em nosso Estado. No meu ponto de vista, trata-se de mais uma estratégia para angariar fundos para a campanha de alguém a algum cargo eleitoreiro, assim como, lembram-se, das nossas praias poluídas que misteriosamente foram despoluídas, rs. Realmente somos dignos de nossos governantes e dignos de pena !

  8. ela é procuradora da república e não procuradora federal!!!

    Resp.:É o de menos. Dá no mesmo.

  9. Uma piada. Quem abandona a saúde do Estado não tem respaldo para pleitear mudar a saúde da capital. Claro que a má gestão do prefeito que se vai detonou de vez os socorrões. Mas o abandono da saúde estadual para com os municípios e os investimentos errados em hospitais regionais mal localizados e sem funcionamento sobrecarregaram os hospitais da capital. Quem viaja de São luís para qualquer lugar por via térrea cruza diversas vezes com caminhões do Armazém mateus e com ambulâncias do interior.

  10. Tenho minhas dúvidas sobre a honestidade do Ministério Público e do Poder Judiciário. Se fossem instituições incontestemente probas, Castelo estaria preso e, seus bens, apreendidos ou sequestrados; mesmo que se pudesse reputar sua administração apenas e tão-somente desastrosa, o descaso com a coisa pública justificaria uma ação mais intensa. Agora pior que o MP e o PJ juntos é, sem dúvida, a Câmara Municipal, que, além de fiscalizar tecnicamente as contas do prefeito, tem o poder de destituí-lo pela avaliação da qualidade de sua gestão, mas se resume a dar títulos de cidadão ludovicense e instituir leis toscas como “o dia do jovem evangélico”, e outras barbaridades de quejando jaez.

  11. Antonio Costa, vc desconhece o caso da saude publica municipal, Ricardo so esta preocupado com a saude publica, ja pensou se nao tivessem as UPAS e os Hospitais novos no interior? como seria hoje?? o caos seria maior, a conclusao que tiro é que Ricardo so quer destinar com seriedade os recursos que vem para a mantencao dos socorroes pois nunca foram aplicados de forma devida, quero saber se no governo de Ze Reinaldo e de Jackson os secretarios de saude deles fizeram algo? construiram algum hospital?? que melhorias fizeram a saude?? Ricardo entrou pra historia de saude publica de qualidade no Maranhao e isso vcs que nao precisam de atendimento medico publico vao ter que engolir, pq quem precisa das Unidade de saude estadual estao mto grato com gramde trabalho realizado ate aqui, Antonio Costa é melhor vc se aprimorar sobre saude publica pq creio que disso vc nao sabe nda!!!

  12. Se não existissem as UPAs em São Luís, muita gente já teria morrido. E essa Walquiria do comentário anterior só pode ser gente de Caostelo. Porque ela não questiona o que eles fizeram com o dinheiro do Socorrão? Será que não gastaram na campanha? Tem que cobrar sim o funcionamento dos Socorrões, porque qualquer um de nós pode ir parar lá, em caso de acidente. Pensem nisso, defensores de Caostelo…

  13. esse sujeito é engraçado mesmo,se um dos problemas de congestionamento nos socorrões é situação precária dos hospitais do interior do estado e vai tudo pra s.luis,em itapecuru se preocuparam tanto em embelezar o hospital regional que tiveram que despachar médicos especialista…segundo informações por falta de verba.ricardo murad me conta outra…ue hen pá lá…

  14. MARCOS DEÇA, O MARANHÃO ESTÁ SATISFEITO EM PERDER OS ROYALTIES DO PETRÓLIO. Veja essa notícia. A Maranhão não estava represenmtado na reunião com CID GOMES:

    Brasil 247 – Liderados pelo governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), representantes de 20 Estados se encontram em Brasília para articular pressões no Senado contra o veto parcial da presidente à nova lei de divisão de royalties do petróleo. Os governadores deixaram claro, contudo, que não querem se indispor com a presidente: “o movimento não é contra ela, nem contra o governo federal, mas por justiça na distribuição dos royalties”
    Para Cid Gomes, não é verdade que há problemas para fazer a distribuição dos royalties da forma que foi aprovada pelo Congresso, beneficiando estados não produtores, “pois o pagamento será feito pelas empresas exploradoras à ANP e, portanto, ao governo federal”. Garantiu ainda que os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo “nada perderão com a distribuição dos royalties também aos estados não produtores, pois isso só acontecerá com as descobertas futuras de petróleo” e assim, na verdade, eles também ganharão mais dinheiro.
    Participaram da reunião, além de Cid Gomes (PSB) e Tião Viana (PT), os governadores de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB); da Bahia, Jacques Wagner (PT); do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT); de Goiás, Marconi Perillo (PSDB); Mato Grosso, Sinval Barbosa (PMDB), Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB); do Piauí, Wilson Nunes Martins (PSB), de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB) e Roraima, José de Anchieta Júnior (PSDB). Os governadores de Minas Gerais, da Paraíba, do Paraná, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Tocantins e de Santa Catarina enviaram representantes.

  15. SE HÁ 30 ANOS ATRÁS TIVESSEM CONSTRUIDO HOSPITAIS REGIONAIS EM PONTOS IMPORTANTES DO ESTADO, SAO LUIS NAO ESTARIA SOBRECARREGADA.
    A INCOMPETENCIA DA FAMILIA SARNEY AO LONGO DAS DECADAS ESTA SENDO DEMONSTRADA!

  16. SÓ RICARDO PARA RESOLVER ESSA CRISE DE INCOMETENCIA NA SAÚDE DO MUNICIPIO.E PORQUE HOLANDETE NÃO CONVIDA RICARDO ARA ASSUMIR A SAÚDE CAENGA DO MUNICIPIO DE SAO LUIS. EIS A HORA DE HOLANDETE MOSTRAR HUMILDADE.
    RICARDO E CAPAZ DE ADMINITRAR A SAÚDE DO ESTADO E DO MUNICIPIO E AINDA TER TEMPO PARA DETONAR ESSES INCOMPETENTES PSEUDOCOMUNISTAS. COMO EU SEMPRE DIGO, RICARDO VALE POR TRÊS SECRETÁRIOS,NÃO SEI PORQUE ROSEANA NÃO EXPLORA ESSE SECRETARIO MÚLTITAREFAS. E AÍ HOLANDETE VAI ACEITAR A SUJESTAO?

  17. A oligarquia quer intervir no Municipio de São Luís através dos Socorrões. Te cuida Edvaldo. a Oligarquia vem ai com mais força do que os 04 anos do Castelo.

  18. Realmente, o sistema de saúde aqui em São Luís estar precário… É um absurdo como o cidadão é tratado nessas unidades… A saúde é um direito básico do ser humano, direito constitucional, e no entanto o Município não consegue oferecer nem o básico… Agora imagina o complexo. Ontem mesmo uma conhecida que estava enternada no socorrão I simplesmente pegou infecção hospitalar… Estar em estado grave em uma UPA, que por sinal já ouvir falar que são de ótima qualidade. Só peço e espero que o novo governo municipal faça parcerias com os governos estadual e federal, para que tenhamos uma boa saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *