3

Pedido de urgência para derrubada do veto é aprovado

Por Aline Alencar

Com um placar de 348 contra 84, venceu hoje (12) a urgência para derrubar veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto dos royalties. Na próxima semana, o veto será posto novamente em votação.

Isto significa que, caso o veto seja derrubado, estados produtores, Rio de Janeiro e Espírito Santo perderão a receita sobre a divisão dos royalties.

Para os estados não produtores como Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás, significa a vitória, a custo de muita pressão, sobre a presidente.

Mas vai além disso, é uma vitória para aqueles que acreditam que o que se é produzido pertence à União e deve ser distribuído igualmente. É uma vitória regional e não partidária.

Contudo, até a semana que vem, os estados produtores, apesar de poucos, podem pressionar substancialmente para que o veto permaneça como está, já que, até a aprovação da urgência muitos obstáculos foram colocados diante do Congresso.

Se Rose de Freitas, vice-presidente da Câmara, preferia esperar os ânimos se acalmarem (reveja aqui), é melhor ela esquecer isso, pois a tendência é esquentar mais ainda até o dia da votação.

*Com informações da Agência Congresso.

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Como são produtores, se o petroleo é produzidos no mar da União, fora de seus territorios?

  2. Justo? Justo para quem? Para a canalhada corrupta que quer enfiar a mão no bolso e roubar novamente!!!!

  3. Marco, parabéns ao Congresso Nacional pela decisão para derrubar o veto da “presidente”. É justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *