2

PPS e PCdoB querem “lotear” Secom da Assembleia…

Aliados do prefeito eleito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) no PCdoB e no PPS têm feito gestões na Assembleia Legislativa para garantir uma espécie de reserva de mercado na Diretoria-adjunta de Comunicação da Casa.

O atual ocupante do cargo é o competente jornalista Robson Paz, convidado para ser o secretário-adjunto da Prefeitura de São Luís.

Como Paz é filiado ao PPS, o grupo ligado ao partido, com apoio dos comunistas, quer que o cargo seja ocupado por outro indicado do próprio PPS, como se o posto fosse de propriedade do partido. 

Este blog conversou quinta-feira, por telefone, com o presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Melo (PMDB. O parlamentar, primeiro, garantiu não ter sido comunicado da saída de Robson Paz; depois, disse que o cargo não pertence ao PPS, portanto, não há como reservá-lo a outro indicado do partido

– A nomeação do Robson Paz se deu por escolha pessoal do presidente, por ele já ter demonstrado extrema competência no posto. Não há essa de indicação do PPS. O cargo não passou por indicação partidária – afirmou o presidente da Assembleia.

Parlamentares do PPS e do PCdoB, no entanto, tentam intermediar uma conversa com Arnaldo Melo para convencê-lo a aceitar outra indicação do grupo do prefeito – sendo ou não o indicado filiado ao PPS.

E tentam usar o próprio prefeito Edivaldo Holanda Júnior para influenciar na decisão.

Parlamentares de outros partidos, no entanto, entendem que a partidarização da Secretaria de Comunicação da Assembleia pode levar a favorecimentos e boicotes na cobertura da Casa.

E era exatamente disto que vivia reclamando Edivaldo Holanda, pai, quando era deputado na Assembleia…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *