11

José Sarney deixará a presidência do Senado dia 1º

Após dois mandatos consecutivos, o senador José Sarney deixará a presidência do Senado no dia 1º de fevereiro. Eleito pela primeira vez em 2009, para um mandato de dois anos, ele foi reeleito em 2011 para mais um biênio. A secretária-geral da mesa do Senado, Cláudia Lyra, informou que a reunião para eleger o novo presidente do Senado está marcada para começar ás 10 horas do próximo dia 1º.

Na pauta, há previsão ainda de o novo presidente do Senado convocar, no mesmo dia da eleição, uma outra reunião destinada à eleição dos demais membros da Mesa Diretora: dois vice-presidentes, quatro secretários e seus suplentes. “A expectativa é essa, mas apenas o presidente eleito poderá confirmar essa segunda convocação”, disse.

Na segunda-feira seguinte à eleição, será a vez de a Câmara dos Deputados fazer a eleição de seu presidente, também às 10 horas. Para as 16h já está marcada a sessão conjunta na qual o Congresso Nacional oficialmente abrirá os trabalhos legislativos do ano de 2013.

Depois do ano legislativo aberto, o presidente do Senado (e do Congresso) poderá convocar uma sessão específica para a análise do Orçamento de 2013, que acabou não sendo votado no ano passado por causa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal, que, em tese, impedia a realização de votações antes da apreciação dos mais de 3 mil vetos da Presidência da República a leis produzidas pelo Congresso.

O ministro Luiz Fux esclareceu depois que o Orçamento poderia ser votado, mas já não havia tempo hábil para mobilizar os parlamentares.

*Com informações da Agência Senado

Marco Aurélio D'Eça

11 Comments

  1. DUDU O QUE O SARNEY FEZ MESMO PARA O MARANHÃO, SUGAR E DEIXAR SUA FAMÍLIA MANDAR , DEIXAR NOSSO ESTADO EM ULTIMO EM TUDO. MANDA NO NOSSO JUDICIÁRIO FAZ O QUE QUER EM NOSSO ESTADO EM PROL DO MAL. FORA COISA RUIM.

  2. RESPEITEM O FILHO MAIS ILUSTRE DO MARANHÃO. DEVEMOS MUITO A ESSE HOMEM DE VERDADE.
    VEJAM OS QUE SE APROVEITARAM DA SOMBRA DO SARNEY:
    O HAROLDO SABOIA DESDE JOVEM COMBATIA O SARNEY, ELE PASSOU A VIDA TODA SE ELEGENDO VEREADOS, DEPUTADO ESTADUAL DEPOIS FEDERAL. NUNCA FEZ NADA PELO MARANHÃO, SEMPRE USOU A INOCÊNÇIA DOS MAIS HUMILDES PARA SE ELEGER. HOJE VIVE EM UMA MANSÃO NO CALHAU, PROXIMO A CASA DO SARNEY, RECEBE COMO ASSESSOR LA EM BRASILIA DO PT OU PDT, E NEM AI PARA QUEM VOTAVA NELE, E ASSIM O MESMO ACONTECE COM O DUTRA. EU TAMBEM QUERIA UM EMPREGO DE DEPUTADO SÓ PRA FALAR MAL DA VIDA DO SARNEY.
    É ASSIM QUE SÃO AS OPOSIÇÕES NO MARANHÃO. ELES NÃO QUEREM MELHORAR A VIDA DOS MARANHENSES E SIM A VIDA DELES.

  3. Ja estava na hora, tirar esse velho gaga de lá, so tomando vaga de quem realmente gosta de trabalhar,,..

  4. São Luís vive corrida armamentista e regresso a autotutela

    Com o aumento vertical da violência, a qual esta mergulhada a capital maranhense, a população deixou de acreditar nas ações de combate a criminalidade por parte Estado e, esta partindo para o enfrentamento dos meliantes. Populares estão adotando a autotutela para que a ordem social seja mantida. Infelizmente é isso que acontece quando o povo fica renegado à própria sorte…

    Em menos de sete dias, cinco eventos chamaram a atenção a essa “nova” e “velha” prática, de “usar as próprias razões” nas soluções de conflitos e na manutenção da ordem.

    Na porta do banco, a advogada protagonizou um dos casos. Para proteger sua genitora, recuperar o dinheiro roubado e retirar mais um elemento de circulação, efetuou dois disparos certeiros na caixa craniana do assaltante Auclines Costa, o “Piauí”, e esse jaz…

    Antes, porém, tivemos os casos de Rodrigo Tavares Tito, de 19 anos, e Pedro de Oliveira, conhecido como “Loucinha”, que foram linchados por populares na Raposa, mortos a facão e tiro respectivamente. Isso, depois de terem matado o feirante Valdick Carvalho da Silva.

    O latrocida Eval Camilo, 26 anos, conhecido como “Miau”, também foi morto por um grupo de homens, que de uma caminhonete branca, efetuaram vários disparos contra o “Miau”, que foi atingido na mão, nas nádegas, no abdômen, na virilha e um no pescoço.

    Em outro caso, o cliente de um posto de gasolina também efetuou disparos no abdomem do assaltante Joadson Lima Sousa, que fizera um raspa no dinheiro e nos pertences dos frentistas e de outros clientes, e esse jaz…

    Neste inicio de ano estamos assombrados com estes e outros casos, os quais servem de amostra para concluirmos que a população não acredita no aparato estatal, especificamente, na policia, no governo e principalmente na “justiça”.
    Percebemos claramente que as pessoas estão se armando e vale tudo para escapar da criminalidade vertical. Quem não tem condição de comprar um 38 ou uma .40, inventa uma cartucheira, espingarda ou até a antiga garrucha.

    Só que via secretário, o governo esta tentando “tapar o sol com a peneira”, proibindo aos jornalistas acesso a atuação criminal na Grande Ilha. As informações normalmente fornecidas pelo IML à imprensa agora são proibidas. É uma forma “louca” de combater criminalidade. Ou pelo menos a negativa opinião pública do governo…

    O secretário até admitiu e tentou se justifica, veja, “nós não estamos justificando o que está acontecendo no Maranhão, por esses dados nacionais; mas, mostrando que diminuir estas estatísticas é um trabalho difícil no país inteiro e que nós precisamos dar uma resposta e rápida para essas mortes violentas”, disse Mendes.

    O pior de tudo é que o governo Roseana Sarney ainda acredita que aumentando o efetivo policial e seu aparato logrará estancar a aumento assombroso da criminalidade. Ao mesmo tempo em que matem a Biblioteca Benedito Leite em eterna reforma, abandona os faróis da educação, e ostenta as piores escolas públicas da federação.

    O Estado do Maranhão ainda é o ultimo vagão no trem do desenvolvimento, pelo qual passa o país nos dez últimos anos.

    Melhor dizendo, sem educação e sem emprego, infelizmente ainda teremos mais confrontos populares, mais convulsões sociais, autotutela e pessoas morrendo em plena juventude.

    http://evandeandrade7.blogspot.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *