45

A verdade sobre o atendimento de emergência em SL…

Holandinha: política, nada mais que política

Desde a criação do Sistema Único de Saúde (SUS), os prefeitos de São Luís sempre se elegeram e construíram carreiras políticas em cima de meia-verdades sobre o atendimento de emergência na capital maranhense.

O pedetista Jackson Lago criou o bordão “procissão de ambulâncias”, para reclamar do atendimento a pacientes vindos do interior nos Socorrões. O agora prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) também recorre ao mesmo discurso, mas prefere falar de “caos na saúde”.

O que nenhum prefeito nunca disse – nem Jackson, nem Edivaldo, passando por Conceição Andrade (PMDB), Tadeu Palácio (PP) e João Castelo (PSDB) – é que este atendimento a pacientes do interior gera uma receita extra milionária para São Luís.

Agora na gestão de Holandinha, por exemplo, este valor é de R$ 110 milhões.

Isso mesmo. A Prefeitura de São Luís recebe R$ 110 milhões apenas como compensação financeira por atender pacientes de outros municípios. Este valor entra na conta do município indepentemente do valor que lhe é devido regularmente pelo SUS – outros tantos de milhões de reais.

O chororô da “procissão de ambulância” ou a cantilena do “caos na saúde” não passam de uso político da retórica. Eles reclamam, mas não querem abrir mão de atender pacientes de outros municípios – simplesmente por que isso rende uma montanha de dinheiro.

E o que fez o governo Roseana Sarney (PMDB)?

Diante da choradeira de Edivaldo Júnior, de que não tinha dinheiro para gerir o Socorrão II – e diante da suposta má-vontade da prefeitura de atender os pacientes oriundos do interior, a Secretaria Estadual de Saúde propôs assumir este serviço.

O governo iria mostrar para a prefeitura que com “apenas” R$ 77 milhões dos R$ 110 milhões, faria o mesmo serviço de atendimento no Socorrão II. E ainda dispensaria a prefeitura deste serviço.

Funcionaria assim: Com os R$ 77 milhões do SUS, o governo daria atendimento a todos os pacientes de todos os municípios maranhenses, no Socorrão, nas UPAs e nos hospitais estaduais.

Com isso, a prefeitura não precisaria mais prestar este tipo de serviço – nem no Socorrão I, nem em unidade alguma de saúde sob sua responsabilidade. E ainda ficaria com R$ 33 milhões destes recursos para investir em seu sistema de saúde.

Mas Holandinha preferiu recusar a oferta, por que seus aliados gostam mesmo é de fazer política.

Depois de dizer que não tinha condições de tocar o sistema, resolveu assumi-lo, pedindo ao estado, cinicamente, que banque a estrutura.

E aidna quer mais dinheiro do Ministério da Saúde, como se São Luís fosse prioridade da pasta, em detrimento dos demais 216 municípios, que sofrem os mesmos problemas.

Ou seja, quer o bônus sem se submeter ao ônus.

E quem sofre é a população de São Luís…

Marco Aurélio D'Eça

45 Comments

  1. A família Sarney é um câncer no maranhão! Não entendo como ainda existem pessoas para defender essa corja!

  2. QUANDO O SOCORRÃO DE PRESIDENTE DUTRA ESTAVA NAS MÃOS DR JAKSON LAGO O SEU FUCIONAMENTO ERA DE PRIMEIRA, FOI SÓ ESSA CORJA QUE ATUALMENTE GOVERNA O ESTADO ASSUMIR QUE O SOCORRÃO DE PRESIDENTE DUTRA VIROU UM CÁOS E UM VERDADEIRO CABIDE DE EMPREGO DE INCOMPETENTES COM RARAS EXCESSÕES. E A CLASSE POLITICA DE PRESIDENTE DUTRA NÃO PODE FALAR NADA SE SOFRE RETALHAÇÃO.

  3. Caro Antonio Lima somente hoje relendo os diversos comentarios deste tema senti a necessidade de lhe sugerir e neste caso aos demais leitores tanto situacionista como oposicionistas, uma ampla leitura na Legislaçao Sanitaria Sanitaria Brasileira ,tendo como expressao basilar a Constituicao de 1988 que criou o SUS e a Lei 8080/90, 9142/90, Emenda Constitucional 29 e a lei Complementar 141/2012. Esses instrumentos sao o arcabouço do nosso direito à vida e estabelece o papel dos nossos gestores, para conseguirmos essa garantia. Basta ler isso e vc como os defensores incultos da administraçao atual de Sao Luis terao maiores discernimentos nas suas opinioes. Bom Dia

  4. Infelizmente com esse nivel de argumentaçao dos oposicionistas no Maranhao, nós nunca iremos um estado diferente do que temos. Todos vendo os fatos e continuam a enxergar somente a sua conveniencia, pobre maranhao a oposiçao entra com o pau e governo com o cuzao.

  5. Que se lasquem Roseana, papi, Ricardão e corja.
    Quem não pode se lascar é o povo!

  6. “Não adianta São Luís dizer que o Socorrão está cheio de gente do interior, porque o Socorrão tem que estar cheio de gente do interior mesmo. Claro! Porque São Luís assinou um pacto, um termo de responsabilidade. São Luís pactuou para receber o recurso de outros, para atender outros, e não está conseguindo. A quantidade de recursos do interior na capital é algo em torno de R$ 110 milhões. Nós estamos reivindicando R$ 77 milhões e desobrigando o Município de São Luís de fazer o atendimento das pessoas do interior”.
    Essa declaração de Ricardo Murad, secretário de saúde do estado, surge num contexto em que a cidade de São Luís está passando por um momento conturbado nessa área. Porém o que acontece é que aliados do prefeito estão tentando jogar o povo de São Luís contra o Governo do Estado. Sim, aqueles mesmos que só sabem falar mal da família Sarney e não veem que o interesse político deles comprometem diretamente a vida de milhares e milhares de pessoas nesse estado que não possuem plano de saúde e em caso de emergência precisam de atendimento nos Socorrões. E é isso, meus amigos. É lamentável ver que a politicagem e os interesses pessoais podem fazer com que uma mãe ou um pai de família que vem do interior pra cá em busca de um atendimento médico não consigam alcançar esse objetivo. O desejo de meia-dúzia de pessoas que querem tomar o Governo do Estado não pode ser maior que o direito de atendimento das pessoas que vem do interior praticamente apenas com o dinheiro da passagem. E como o povo de São Luís aceita isso? É simples. Basta um deles falar mal da família Sarney para reunir um bom número de seguidores. Isso tem acontecido. Mas a culpa de tudo é de quem? Quando não atribuem ao diabo, culpam a família Sarney. Acorda, São Luís! Acorda, Edivaldo Holanda Junior! São Luís é muito grande para que a sua vitória e essa administração sirvam apenas de trampolim para aqueles que querem chegar ao Governo do Estado! O povo da nossa cidade está cansado de sofrer e não merece isso!

  7. ESSA GOVERNADORA E ESSE SECRETARIO DO JHABO NÃO TENHO E VERGONHA NA CARA ANO PASSADO O GOVERNO DO PIAUI MANDOU VARIOS PACIENTES MARANHENSE PRA MORER EM CASA” MAS ELES SE SENTIREM UMA DOR DE CABAÇA COREM PRO RIO, OU PRA SÃO PAULO, E OS IDIOTAS QUE A ELEGEM MORREM AS MINGUAS NO CORREDOR DO SOCORÃO,

  8. Holandino não quer fazer parceria ele quer que o estado banque integral as despesas de seus hospitais e limpe o corredor do socorrões sem que eles entrem com um tostao sequer, assim é muito fácil ser prefeito de São luís, somente um aprendiz de prefeito sendo marionete de um PalaDINO nao aceitaria tal proposta, acho que o pai de Holandinha deveria por limites nas decisoes tomadas por DINO na prefeitura.

  9. Porque Ricardo murad ,não coloca o ex- hospital do servidor que ele tomou dos funcionários públicos, para hospital de urgência e emergência do estado do maranhão excelente estrutura e localização privilegiada

  10. MEU CARO CARA-PÁLIDA, COMO ASSIM A SAUDE NO INTERIOR VAI MAL?? CADÊ OS 72 HOSPITAIS QUE TU VIVIA FALANDO E MOSTRANDO MAQUETE? O QUE ACONTECE É O SEGUINTE, O GOVERNO ESTÁ SE APROVEITANDO QUE O PREFEITO É NOVATO E QUER TOMAR COM A DESCULPA DE GERIR A SAUDE, OS TAIS 77 MI, FOI O PROPRIO GOVERNO QUE ESPALHOU ESTADO A FORA QUE CONSTRUIRIA 72 HOSPITAIS, ENTÃO, CADÊ ESSES HOSPITAIS?? ONDE ENFIARAM OS HOSPITAIS, FORAM GASTO 1,5 BI EM HOSPITAIS, CADÊ O MPE E MPF QUE NÃO FAZEM NADA? CADÊ A JUSTIÇA DO MA QUE É SURDA CEGA E MUDA QUANDO É PARA O LADO DA OLIGARQUIA, O RICARDÃO PINTA E BORDA, ONDE TEM DINHEIRO ÊLE QUER TOMAR DE CONTA, SUMIU COM 1,5 BI E NÃO TEM SAUDE, ISSO É CRIME EDIONDO SÓ FALTA A JUSTIÇA TER CORAGEM.

  11. GENTE O GOVERNO E MUNICÍPIO TEM QUE ESTÁ UNIDO PARA O BEM DA POPULAÇÃO.
    SE ESTADO ESTÁ QUERENDO UNIR E COMO FALAM MAL DA GOVERNADORA SE ELA ESTA A FAVOR FALAM MAL SE ESTÁ COBTRA FALAM MAL.PELO AMOR DE DEUS. QUEM SOFRE É O PIVO. NEM JESUS AGRADOU A TODOS.
    GOVERNADORA A SENHIRA ESTÁ MOSTRANDO QUE QUER UNIÃO, OPOSIÇÃO QUE NÃO QUER O PIVO TA VENDO ESSA PICUINHA BARATA RECALCADA….ISSO É RESQUÍCIOS DE INVEJA, MÁGOA.O PIVO NAO QUER SABER DISSO MAIS SR PREFEITO EDVADO HOLANDA A GENTE QUER SAÚDE NA ILHA, CULTURA, EDUCAÇÃO ASFALTO….TRABALHE EM PROL DA POPULAÇÃO EM PARCERIA, PARA O BEM DA GENTE SEM BRIGAS PARTIDÁRIAS…O PIVO QUER AJUDA E O SENHOR SOZINHO NÃO PODE,PRECIS AZ DO ESTADO E DA UNIÃO..

  12. PQP Marco! O governo não se propôs a atender pacientes do interior, senão já havia construído hospitais! Você acha justo o governo tomar os principais hospitais de São Luís com a pseudo ideia de que está cuidando dos pacientes do interior?? Absurdo isso…

  13. “Se a prefeitura reclama de atender os pacientes do interior, o governo se propôs a isso.”

    “Mas o governo não está propondo exatamente isso? fazer a sua parte e deixar a prefietura apenas com sua própria população?…”

    PQP Marco! O governo não se propôs a atender pacientes do interior, senão já havia construído hospitais! Você acha justo o governo tomar os principais hospitais de São Luís com a pseudo ideia de que está cuidando dos pacientes do interior?? Absurdo isso…

  14. 2014 tá chegando!, Ricardo Murard e a Governadora estão loucos por verba, não se satisfizeram com os empréstimos Bilionários querem até a boquinha da prefeitura, o mau do esperto é achar que todo mundo é besta.

  15. Se holandinha aceitasse a proposta, o atendimento d saude na capital seria menos péssimo do q é hoje (pelo menos até 2014). Mas também Rosinha não quer outro tipo de parceiria. Os dois só se preocupam c os joguinhos políticos e estão se lixando p saude do povo.

  16. Infelizmente o “novo” prefeito está fazendo política com um assunto sério. Se não consegue gerir o sistema é melhor tirar o encargo das costas. Se o Estado não conseguir também pelo menos o prefeito teria espaço para concentrar recursos no Socorrão 1 e demais unidades do município.

  17. muito engraçado o prefeito vai pedir ajuda e recebe como proposta do governo do estado ficar com parte da verba da prefeitura, 77 milhões, para atender toda a comunidade do estado. já que o estado é tão bem administrado no setor saúde, por que a população se desloca para a capital? onde estão os 72 elefantes brancos, denominados hospitais que o governo disse que faria e colocaria em funcionamento? porque os prefeitos do interior recusam-se assumir os famigerados hospitais que o governo tenta empurrar para os municípios onde foram construídos? na verdade o governo tem que abrir essa caixa preta da saúde, que só serve para pagar diárias e fazer contratos com empresa sem realizar concurso. o governo roseana tem esse péssimo hábito de parceria que só eles se dão bem, a governadora inaugura um posto de saúde com o dinheiro do funcionário e faz propaganda. ei psiu, funcionário vai nesse posto sem o contra cheque e vê se será atendido? só é atendido se pagar, ou seja nada de graça.

  18. É complicado meu caro blogueiro, se a preifeitura nao aceitar em atender o povo de outros municipios pior sera para população pois o Sao Luis estara se omitindo em prestar socorro……..isso é comum e todos as cidades fazem esse papel comum, prestação de servico gratuito para outros municipios é que nao podemos aceitar. Na cidade de Ribamar falaram tanto que o sistema é o melhor um mulher passou tres dias com feto morto dentro da barriga…..se ela tivesse em Sao Luis poderia ocorrer diferente

  19. Holandino não quer fazer parceria ele quer que o estado banque integral as despesas de seus hospitais e limpe o corredor do socorrões sem que eles entrem com R$ 1,00 (um real) sequer assim é muito fácil ser prefeito de São luís.

  20. “Funcionaria assim: Com os R$ 77 milhões do SUS, o governo daria atendimento a todos os pacientes de todos os municípios maranhenses, …”
    Marcos, por favor, desculpe a minha ignorância sobre esse tema, corrija-me seu eu estiver equivocado: mais não é exatamente o que o Estado tem que fazer – assistir a população onde os municípios não podem ou não faz adequadamente a prestação de serviços de saúde para a população?
    Se as coisa estão neste nível, então o Estado precisa fazer a sua parte, cumprir com as suas obrigações e atender a população, no que couber, afinal de contas ele dispõe de recursos para isto, não é?
    Onde o Estado estar aplicando os recursos da saúde, que é da sua obrigação?
    As UPAS, pelo que se sabe são bancadas com recursos do governo federal, e o Estado, faz o que com o dinheiro que deveria ser aplicado nessa área, inclusive o “hospital dos servidores do estado”, que é bancado com a contribuição de todos os servidores foi praticamente desativado, e muitos servidores tem que recorrer aos socorrões, por não terem mais o “seu” hospital funcionando adequadamente.
    Agora o Governo que se apropriar dos parcos recursos destinados pelo governos federal para Prefeitura, que coisa mais esquisita, não achas?
    Ou nada disse corresponde com a realidade dos fatos?
    Tem alguma coisa em meio a esse imbróglio que precisa ser melhor explicado para população, não achas?
    Por favor, ajude-nos a compreender melhor essa questão, faça um texto sobre a forma como o sistema funciona.

  21. A única coisa que Holanda pediu foi a manutenção por 90 dias do que já estava sendo feito. Uma situação momentânea.
    Agora, Ricardão já querer apoderar-se da gestão é outra coisa. Em São Luís a gestão de saúde é plena do município. É a LEI.
    Outra: Seria bom se Ricardo Murad mostrasse que o percentual de 12,8% considera outras questões, como por exemplo saneamento, que não faz parte do mínimo constitucional.

  22. Macabeu vc falou tudo. Ricardao pega os 77 milhoes e bota nas maos da BEM VIVER , ICN e outros e o povo continua lascado e eles com os bolsos cheios

  23. A coisa é complexa, estampar números é muito fácil. Por que Rosengana não fala a verdade sobre a verdadeira proposta para administrar o hospital? Depois vou postar toda a verdade. Aguarde!!!!

  24. O MELHOR NESSE TIPO DE PARCERIA, É TOMAR PÉ DA SITUAÇÃO COM CAUTELA,PRA DEPOIS TOMAR UMA DECISÃO CONSCIENTE E CORRETA.

  25. porque o gonverno nao constroi um hospital de urgencia e emergencia .

  26. Cara, publica pelo menos o ofício da prefeitura pra gente entender tua revolta. Tu mesmo te entrega como funcionário de RM. O cara só se preocupa em defender o secretario de saude do estado que ate esqueceu de mostrar o documento que o prefeito encaminhou ao gov. Do estado.

  27. Tudo farsa. Governo Estadual não quer ajudar de outra forma, pois assim entregaria o bônus político da melhora no atendimento de graça para Edivaldo, que, por sua vez, errou em não ter apresentado desde o início qual parceria queria e acabou levando um “check-mate”. Não faz nenhum sentido entregar o controle do uso de recurso federal para outro ente público e depois ter que prestar contas destes mesmos gastos. Só se Edivaldo fosse louco para fazer isso. Resumindo: o governo estadual arruma essa desculpa para não ajudar e o povo que se lasque. Cabe agora reforçar a ideia através da rádio peão moderna(leia-se blogs pagos) de que foi Jr. que não aceitou as condições da parceria. Bom para você que se valoriza com isso, né?

  28. E o tal Conselho Municipal de Saúde, por onde anda que não se pronuncia a respeito??? A respeito de absolutamente nada, diga-se de passagem.

  29. Você não sabe que o valor pago por um procedimento pelo SUS só é suficiente acrescido da contrapartida que no caso do estado vem do percentual constitucional obrigatório a ser transferido para o FES?
    Estaria o secretário Ricardo Murad disposto a tranferir a contrapartida também, para que não tenha déficit?
    Ou irá continuar com meias verdades!

  30. Finalmente a verdade sobre os pacientes do interior, pq o que se tem visto o tempo tempo todo é esse lenga- lenga de que a culpa pelo fracasso da saúde em São Luís é dos cidadãos que vem do interior. ( se duvidar estes estão sendo é lesados, com tanto dinheiro assim e um atendimento péssimo.

  31. Texto patetico… Não há previsão legal pra tal parceria…Roseana quer fazer midia

  32. O que chama atenção é que só agora a familia Sarney despertou pra essas ações na area da saúde, a meio século governando um Estado considerado na esfera federal de miseravel os famigerados pelo dinheiro público querem resolver aluguma coisa.
    E a verdade é só uma estão comedo de perder as eleições em 2014.

  33. Custo acreditar ao ver na mídia sarneísta que alcança todos os eleitores desse estado, o Secretário de Saúde que dispondo de 77 mIlhões prestará serviço adequado aos pacientes do interior. Quando uma da promessas de campanhas da governadora era construção e aparelhamento dos hospitais do interior para desonerar os Socorrões. Pronto, taí uma boa solução: construção de hospitais no interior menos repasse pros Socorrões. EU TENHO MEMÓRIA!

  34. APENAS A VERDADE…NADA ALÉM DA VERDADE.
    No final de 2012 com as contas ainda para fechar e Ricardo sem ter como fazer o balanço teve uma grande ideia. Invadir os Socorrões onde não encontrou a “incompetente” Josélia e o “Jumento batizado” Ademar (Ademar é baba-ovo de Ricardo) e mandou fazer a maior encenação já vista na história do Maranhão.
    – Levou Comida mais não consertou os fogões e a cozinha é um inferno.
    – Levou roupas de cama já estocadas no almoxariado da SES mais não deu condição da Lavanderia do Hospital funcionar.
    – Colocou Lâmpada, mais não reparou a parte elétrica e ficou no mesmo.
    – De que adianta tudo isso se os funcionários estão sem receber?
    – De que adianta tudo isso se uma semana estava lotado do mesmo jeito?
    Tudo conversa fiada, foi tudo encenado para parecer perfeito e foi apenas uma armação desde o início, apenas para desgastar a imagem de Edivaldo e aparecer como o salvador da pátria. E quando a SEMUS mais precisou de uma parceria de apenas 60 dias para colocar a casa em ordem já que teriam que começar tudo do zero, o Salvador veio com a proposta indecente de assumir o Socorrão II “Ademar adorou a ideia” sabendo que Edivaldo ficaria desgastado de qualquer forma agora dizendo sim ou não para a proposta criminosa. Agora vamos tomar um banho no Mar de fezes de São Luis que já não precisa dos 30 Milhões de Gastãndo Dinheiro digo Gastão Vieira.

  35. Esses comentários estão com a cara do Ricardão. Pra começar, cadê a Saúde do Estado, que vive com índices deprimentes? Cadê os hospitais que nunca ficaram prontos? Será que é por isso que o Ricardão prefere fazer papel de bom gestor (não estou falando de apresentar obras com o dinheiro federal!) sem contudo fazer seu papel? Porque será que o Maranhão recebe a menor parcela proporcional de recursos do SUS do país? Por que será que o SUS não paga nada por grande parte dos Hospitais que estão sendo entregues pelo Estado (será que é por isso que o Ricardão quer o dinheiro do Holandinha?)?

    Pois é, Deça, o prefeito pede uma mão e o Ricardão quer o braço. Isso é uma vergonha! Aliás, seria mesmo bom que o Ricardão fisesse aquilo que prometeu e que a governadora agora, 2 anos depois, diz que vai fazer: entregar os 72 Hospitais (quem quiser acreditar que acredite).

  36. Pelo jeito a parceria que Holandinha quer com o Governo é do tipo ele entra com o p… e o governo com o c…! Essa turma não quer saber de soluções, quer mesmo é fazer zuada e ficar com o discurso de que não faz uma saúde bem feita porque tem que cuidar dos pacientes do interior. Só que agora tem um detalhe, nós sabemos que eles recebem, e recebem muito para cuidar dos pacientes do interior.

  37. Apenas jogo de interesses para os tercerizados,de Ricardo Murad, querem gerir o Socorrão II, para esbanjar com os R$ 77mi., do Municípo. Se o governo desse assintência aos seus hospitais no interior sobre sua responsabilidade, não teríamos o caos na saúde de São Luis, essa tal de parceria é retórica para mostrar ao hum milhão de habitantes de São Luis quê quer ajudar, só mentira para tirar dividendo eleitorais, nas próxiamas eleições

    Resp.: Bom, meu caro, as máscaras caíram. Se a prefeitura reclama de atender os pacientes do interior, o governo se propôs a isso. E com menos dinheiro do que a prefeitura recebe. E ainda estaria São Luís livre para cuidar apenas dos seus pacientes. mas Holandinha não quer soluções, meu caro. O que ele quer, junto com sua turma, é fazer política.

  38. Não fala Ferreira. O secretário acabou de publicar os percentuais de 2008 e 2009 onde tentaram mostrar que o Estado não aplicou o mínimo exigido pela Constituição.
    Anotai aí:
    2008 governo Jackson 10,71%
    2009 governo Roseana 12,61%
    O mínimo é 12 %.

  39. Uma discussao que precisa ser feita consiste no fato de questionar o porquê as pessoas se deslocarem do interior do Estado para esta Capital. Creio que se o governo do estado fizesse sua parte no que se refere ao atendimento de urgência e emergência no restante do Estado nao haveria esse estrangulamento da saúde em São Luìs.

    Resp.: Mas o governo não está propondo exatamente isso? fazer a sua parte e deixar a prefietura apenas com sua própria população? Por que o prefeiuto não aceita? Simples: por que é muito cômodo ele receber milhões e fingir que não gosta dos pacientes do interior.

  40. Vc é um cara muito babão mesmo, fica parece até com medo de se expressar com a verdade ou é totalmente tapado e cego para as coisas contra os seus patroes…
    Aonde a pergunta que deve se fazer é: “como o Estado pode falar em parceria com Município se o Governo não aplica na Saúde o mínimo previsto em lei?

  41. quem perde é Holandinha, sera que ele nao percebe que ele apesar de nao ter nenhum gestor capacitado na area de saude, vai poder poder trabalhar tranquilamente so com o socorrao 1 e as unidades mistas e nao vai atender um paciente do interior, so um DINOssauo pra por na cabeça dele que tem capaciadade pra isso, os 77 milhoes sao dinheiros do SUS que foi feito um pacto com os municios do Maranhao e a prefeitura de Sao Luis para o atendimento dos pacientes do interior, é so isso que o Governo quer tirar a reponsabilidade do municipio, pense bem holandinha isso seria mto bom pra vc, RM é tem capacidade e provou isso, com as 10 UPAS em funcionamento em tdo Estado, os Hospitais regionais no interior a fora, com o CEMESP, depois que o Estado fez tdo isso a prefeitura simplesmente fechou as unidades mistas que faziam o atendimento primario.

  42. Todo mundo sabe disso.
    Cada paciente vindo do interior trás consigo uma GUIA de INTERNAÇÃO.
    Mas na época de João Castelo o blogueiro não sabia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *