16

Perseguição e injustiça…

Do blog de Sílvia Tereza

Duas vertentes de blogs discutem o tema “assessores que eram da administração tal e que permanecem ou não em uma gestão x, ou que eram do governo y e foram mantidos ou não na estrutura x”. Faço uso das incógnitas só para não politizar, mais ainda, o debate e puxar aqui um outro tipo de reflexão.

 No caso da Prefeitura de São Luís, por exemplo, é injusto que um ex-funcionário da gestão João Castelo, que hoje é acusado de uma série de desmandos administrativos, muitos deles antes desconhecidos por todos, seja punido apenas porque atuou como técnico durante um período da administração tucana. Quando isto acontece, só me vem à mente que  é pura perseguição, pura maldade e, por que não dizer, irresponsabilidade.

Chegaram a mim casos de funcionários, que já trabalhavam na máquina pública há mais de 30 anos e vinham atuando, desde o governo Jackson Lago, faltando pouco para se aposentar, e que agora perderam a função, deixaram de executar uma atividade técnica, simplesmente porque passaram pela gestão João Castelo.

E isso foi o suficiente para a punição, como o que vem acontecendo na Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz).

Ninguém, digo nenhum profissional, pode ser julgado agora ou punido severamente por ter trabalhado como técnico na gestão do ex-prefeito João Castelo.

Agir desta forma é rotular, é discriminar, é cometer um crime, sendo aqui mais radical.

Um profissional tem que valer o quanto pesa a sua qualificação, a sua competência e não ser julgado pelos erros de determinados administradores. Então, por exemplo, se a superintendente da Defesa Civil, que continuou  no posto, ou os secretários das pastas do Patrimônio Histórico e do Instituto das Cidades foram mantidos, ninguém pode julgá-los ou lhes sugerir castigo por terem atuado como profissionais na administração João Castelo.

Os casos acima são apenas ilustrativos.

Este post não foi feito em defesa deles, mas para levantar aqui um debate geral de que um profissional deve ser sempre respeitado e reconhecido por sua qualidade técnica e nunca julgado, rotulado ou responsabilizado por atos de terceiros, que comandavam a estrutura para a qual um dia prestaram apenas serviços operacionais e essenciais à máquina pública.

Marco Aurélio D'Eça

16 Comments

  1. eu,como detetive judiciario analiso da seguinte forma vivemos num pais onde existe lei no papel e na prática existe nada exemplo a igualdade social temos de acordo na constituição que direitos iguais mais funciona de modo de discordãncia da constituição como o brasileiro fala esse é o brasil.ass.detetive judiário valdeni martins

  2. José,vc deve ser concursado,pois sabemos que esses servidores não gostam de trabalhar,concordam ou não comigo,há uns anos quando tinham aqueles funcionarios nos terminais não se ouvia tanta reclamação como tem agora com os postos ocupados por concursados,que estes não gostam de ocupar os cargos,então os técnicos que estão sendo demitidos,eu acho que deveriam ter uma análise pra saber quem realmente trabalha direito ou não,tem gente saindo dos seus cargos que ja ocupa por 5 anos.É ou não é perseguição????

  3. Prezado José, os cargos a que me refiro são de pessoas efetivas e que tinham função de chefia, em trabalho técnico, há muitos anos, há mais de 30 anos desde o governo Jackson, portanto perto de chegarem à aposentadoria com um salário melhor.
    E eu situo a secretaria (semfaz), logo no início do texto, pena que vc não atentou para isso.
    Eu não me incluo nesse caso. O meu caso foi bem diferente. Estava há apenas quatro anos em um cargo de comissão, então entendo que a exoneração é normal. E faço esse diferencial bem no início do texto.
    Quando eu escrevi o post, já sabia que poderia ser questionada por alguns, mas cumpri o meu papel de jornalista. Os casos me chegaram por e-mail e julguei por bem fazer um relato, procurando chamar para a reflexão sem ofender ninguém. Abraços, Sílvia Tereza.

  4. Um prefeito eleito que foi para a televisão em campanha política dizer que não iria DEMITIR ninguém e agora está fazendo um verdadeiro caça as bruxas (Castelistas) e mandando todos embora… Pessoas competentes sendo exoneradas dos seus cargos… É muita hipocrisia mesmo. Aguenta meu povo, é só o começo da aberração que ainda está por vir dessa nova gestão disfarçada de cordeiro.

  5. Prezados,

    Discordo do artigo acima.

    Conheço diversas pessoas, diversas mesmo, que estão sendo mantidas na atual administração. Veja a SEMAD, por xemplo.

    Outro dia mesmo tinha um blog falando disso, que tinha muita gente que tinha até melhorado de posto.

    Devo concordar com outros comentários que o motivo deste artigo é meramente pessoal, deve estar chateada por ter perdido o posto.

    Por outro lado, mesmo que ele estivesse trocando pessoas por serem partidárias de JC, e pessoalmente acho que em geral isto não está acontecendo, é um direito dele. Senão, vejamos:

    1) Se a pessoa não tem vínculo com a Administração, ocupa apenas cargo em comissão, pode ser demitida a qualquer momento, sem maiores explicações. O cargo é de livre nomeação e exoneração.

    2) Se for Serviço Prestado, é uma aberração, uma irregularidade que deve acabar em breve. Neste caso, o correto seria extinguir de vez.

    3) Se for concursado o servidor não tem como ser exonerado, tem estabilidade, então não deve ser o caso.

  6. Essa tá chorando porque perdeu a boquinha do João Tatu, visto que deixou a cidade um queijo suiço, só buracos.

  7. Respondendo ao senhor Gojoba, quero dizer que nunca tive a missão de distribuir cargos de folha santa alguma em qualquer lugar, órgão ou secretaria de governo nenhum.
    Se isso aconteceu, com certeza não foi pelas minhas mãos. Por onde passei, eu sempre fiquei para o dever de casa, atividade técnica mesmo, a qual desenvolvi com muito profissionalismo,e nunca jamais iria sujar as minhas mãos com esse tipo de coisa.
    Agora, desafio essa pessoa, que se identifica como Gojoba, a provar isso que ele está dizendo e mostrar a cara para que eu possa processá-lo por calúnia e difamação. Isso se ele for homem o suficiente para se assumir!
    Marcos D’Eça, abraços. Sílvia Tereza

  8. Engraçado essa blogueira falar viva dando piti quando se criticava da administração quein é ela pra falar do atual prefeito

    distribuia cargos e mais cargos naquela famosa folha santa inclusive jornalistas que detonavam o sr João castelo

  9. É lamentável o que está acontecendo nas secretarias municipais. o ditado agora é esse: nós somos a bola da vez, o nome do ex-prefeito não pode ser mensionado em hipotese alguma . só que o prefeito atual esqueceu que fez parte dessa maquina , quando o mesmo tinha 300 acessores na prefeitura só para receber. enquanto que os que trabalham estão sendo demitidos por ser da gestão anterior. o que não podemos esquecer senhores secretarios e até sr. prefeito é que a maré vai e volta.

  10. Caro Marcos, Você que é da cozinha do Governo do Estado, deve lembrar desta palavra ¨Balaios ¨, pois bem vários técnicos e profissionais de diversas áreas foram demitidos por serem ou supostamente Balaios. Agora você vem questionar injustiças? Você mesmo em vários posts se referia a muitos como Balaios ou seja pondo claramente que os ditos eram pessoas não gratas pelo Governo atual.

  11. Isso está acontecendo em toda administração municipal de São luis,é uma verdadeira caça as bruxas !!!
    Nunca tinha visto isso,até mesmo quando o Castelo entrou não foi assim,o pessoal do Tadeu continou e até melhoraram pra alguns.
    Mas nessa administração a ordem é decepar cabeças castelistas sem nem saber quem são ou se são bons servidores .

  12. Não sei se a imprensa já informou, mas como não vi repasso a informação: A prefeitura fez um contrato com a Serveng para prolongamento da Litorânea, e utilizou este contrato para fazer aquele pedaço de trilho do VLT. Realmente o VLT não tinha nem contrato. Isto é escandalosamente ilegal. Espero que o Tribunal de Contas do Estado faça bem o seu trabalho e que o poder judiciário aja para dar uma punição adequada ao ex-prefeito e os membros de sua equipe que estavam envolvidos no desperdício de dinheiro dos impostos pagos pela população.

  13. Esse tipo de perseguição é comum em todas as esfera do poder, acham os “puxa-sacos” que o profissional tem que lado para trabalhar, Técnico é Técnico, ninguém se discuti isto, agora, querer que o profissional puxe saco de governantes para permanecer trabalhando é pura sacanagem de quem assim aceita. Tem uns cretinos em repartição que ficam dedurando as pessoas, apenas por ser apartidario, não demonstrar qualquer sutilezas para quem quer que seja, ou quem esteja de plantão. Simplesmente quer dar conta do recado e nada mais.

  14. Marcos, a gravidade maior é o loteamento político e o preenchimento dos cargos por gente que não passou pelo devido processo legal.
    Duvido muito se essas pessoas fossem servidoras efetivadas nos quadros da Prefeitura, através de concurso público, como manda a Lei, muitos desses descalabros não estariam acontecendo, inclusive a questão da responsabilização pelos danos praticados.
    Se o novo Gestor tiver realmente interessado em moralizar a gestão do Município, ele vai tomar as medidas que o caso requer, que é dotar os quadros da Prefeitura com pessoas devidamente qualificada para o execício da função pública, e isto só é possível com a abertura de concurso público como manda a Constituição Federal, em seu Art. 37, inciso II, que diz:
    ” (…) a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas o de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração;
    (…)”.
    É preocupante assistir a todos esses desmandos e o MP não tomar nenhuma providência para dar uma basta nessa prática criminosa que é a colocação de pessoas nos quadros de pessoal da Prefeitura sem a indevida observância dos ditames da lei.
    Lamentável!!!!

  15. CARA SILVIA TEREZA,ISSO SO MOSTRA QUE ESSE GOVERNO DE HOLANDETE EH SINONIMIA DE DISSONANCIA COGNITIVA DE UMA ADMINISTRACAO QUE IMPOE MEDO E DUVIDA,TANTO PARA OS SERVIDORES MUNICIPAIS, MASSACRADOS PELA FALTA DE PAGAMENTOS E NOSSA POPULACAO CARENTE. AFINAL QUEM ADMINISTRA ESSE BALAIO DE GATO QUE SE TORNOU A PREFEITURA DE SAO,QUE NAO EH CAPAZ DE SEPARAR O JOIO DO TRIGO,OU SEJA,IDENTIFICAR AS PEROLAS,BONS SERVIDORES DE ADMINISTRACOES ANTERIORES CAPAZES DE PRESTAREM RELEVANTES SERVICOS A NOVA ADMINISTRACAO. AFINAL,PURA IMPERICIA E NEGLIGENCIA DO INCIPIENTE GESTOR MUNICIPAL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *