4

Documentos apreendidos são entregues à prefeita de Coroatá

juiz francisco ferreira de lima

Juiz Francisco Ferreira de Lima determinou mandado de busca e apreensão de documentos

Por ordem judicial, foram entregues à nova gestão, documentos da prefeitura que estavam desaparecidos e foram apreendidos esta manhã em uma casa (24).

A decisão foi assinada pelo titular da 2ª Vara de Coroatá e responsável pela 1ª Vara da comarca, juiz Francisco Ferreira de Lima.

Segundo o juiz, a casa onde os documentos foram localizados é de um colaborador da gestão anterior do município, Tiago Henrique, que trabalhava na contabilidade da prefeitura, e fica localizada no bairro Residencial Dom Reinaldo Punder.

O propetário da casa alegou ao juiz que os documentos subsidiaram a prestação de contas a ser feita pela antifa gestão. “Foram cerca de 100 pastas do tipo A-Z que foram apreendidas”, informou Francisco Ferreira.

No último dia 8 deste mês, o juiz Fracisco Ferreira havia determinado que os referidos documentos fossem entregues à atual gestão (reveja aqui) Em face do não cumprimento da decisão, foi determinado o Mandado de Busca e Apreensão determinado pelo nmagistrado.

Entre os documentos encontrados, cadastro dos servidores municipais, folhas de pagamento e outros. Segundo o juiz, os papéis estão em bom estado de conservação.

 

*Com informações da CCJ-MA.

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Este cidadão deveria estar preso. Isso não se configura um crime???

  2. Será que tem documentos da campanha dela o dinheiro da saúde do ricardo raposa velha.

  3. Rapaz Roseana vai se salvar mesmo, assumiu hoje em Rosário o novo gestor da AGERP, Válter Costa, que em 2006 cuspiu na cara do pai dela Sarney e jogou vinho nele, ela deve ter o perdoado ou não se lembra mais disso, se bem que foi João alberto que entregou o cargo, é não foi o pai dele(de João alberto) que foi cuspido na cara!

  4. Ese juiz deu moleza, para o cara que estava de posse destes documentos,além domandato de busca, ele deveria é ter a sua prisão,pois não cumpriu ordem judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *