9

Jr. Bolinha ligou para Pedro Teles no dia do crime contra Décio Sá

O blog do jornalista Gilberto Léda revelou um hoje um dado curioso: Júnior Bolinha, envolvido no caso do assassinato do jornalista Décio Sá, ligou para Pedro Teles no dia do crime.

Acusado pela polícia de ser o homem que contratou o pistoleiro Johnatan de Souza Silva para assassinar Décio, falou com o empresário Pedro Teles, irmão do deputado estadual Rigo Teles (PV), no dia do crime.

Parte do relatório de inquérito policial a que o blog do jornalista teve acesso revela que a Delegacia Geral de Polícia Civil sabia disso, como comprova o documento acima.

Nele, cita-se, inclusive, que o telefone usado pelo empresário de Barra do Corda não era registrado em nome dele, mas no de uma funcionária da Prefeitura de Barra do Corda. Além disso, Teles portava, ainda, um segundo aparelho, registrado em nome de um motorista.

“Foi verificado na quebra de dados que o telefone citado anteriormente e correspondente ao ramal  (99) 9989-1324 citado no parágrafo anterior e que é utilizado pelo senhor Pedro Teles, entra em contato com o ramal de Júnior Bolinha, inclusive na data do crime”, informa o relato.

Pelo detalhamento da conta do celular de Bolinha (última foto), verifica-se que as chamadas foram efetuadas duas vezes no dia 23 de abril, data do assassinato: uma às 11h22 e outras às 13h43.

Já no dia seguinte, 24 de abril, uma ligação, às 09h22.

Como nessas datas não haviam sido decretadas, ainda, as quebras dos sigilos telefônicos dos suspeitos, não há áudios dessas ligações.

Fontes do blog de Gilberto na Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) garantem que essa linha de investigação foi esmiuçada e que, ao final da apuração, constatou-se que os dois não trataram  da morte do jornalista. Por isso, os dados apresentados aqui sequer entraram no chamado relatório conclusivo da comissão investigativa do crime, que acabou por indiciar o agiota Gláucio Alencar e mais 11 pessoas.

De qualquer forma, não deixa de ser uma carta na manga da defesa do agiota Gláucio Alencar. As oitivas das testemunhas começaram hoje (28), na 1ª Vara do Tribunal de Júri.

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Muito se fala sobre essa outra ,ilha de investigação e nada se fez….
    Absolutamente nada….
    Provas, depoimentos, escutas telefônicas….
    Tudo esta estampado na nossa cara e nao fazem nada!!!!
    Porque???????

  2. Isso o Maranhão todo já sabia, a corda só quebra pro lado mais fraco!!!! jogo de cartas marcadas

  3. O famoso júri das cartas marcadas deu muita dor de cabeça!!!
    Alias, este cidadão estava indo a júri por qual motivo mesmo ?

  4. A polícia está com medo ou tem fontes superiores impedindo? Como um delegado pode afirmar que não existe ligação numa situação como esta?!? No mínimo seria mais uma linha de investigação do crime. E olha que o finado postou algo sobre uma das pessoas citadas no dia de sua morte. Eh Maranhão!!!!!1

  5. e mais: se não tem audio e investigação nem tinha começado como podem afirmar que já sabiam que eles não trataram da morte? kkkkk consultaram a mãe Diná?

  6. penso que a lisura da investigação passaria justamente em se expor o q foi dito nessas ligações. isso é muito suspeito…

  7. Marco, acredito que deveria ser por aí a linha de investigação, pois tem gente graúda escondida neste crime. É simples assim.

  8. ui…
    Glaucio tem alguma coisa haver com Pedro Teles?
    será se esa seria a linha de investigação abandonada pela policia?
    a pergunta que não quer calar…
    quem tem esse perfil ?
    a linha que levava a glaucio relamente era a mais contudente?
    será mesmo?
    sei nao…

  9. Caro blogueiro, quero registrar que o termo esmiucar usado pela fonte do leda e incompativel com o sentido de investigar, posot que pedro teles nao foi interrogado, o q houve foi presuncao. Glaucio foi citado pelo atirador e acabou preso. Pedro teles e citado pelo agenciador e sequer e interrogado. Pergunta-se o motivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *