14

Delegada de Rosário é acusada de descumprir mandados judiciais

Promotora de justiça, Elisabeth Albuquerque de Sousa Mendonça

A delegada regional de polícia de Rosário, Maria de Jesus de Sousa Melo, é acusada de descumprir decisões judiciais sem justificativa.

A acusação vem do Ministério Público Estadual que ajuizou uma Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa, com pedido de liminar, em que requer o afastamento do cargo da delegada.

Na Ação Civil, a promotora de justiça, autora da ação, Elisabeth Albuquerque de Sousa Mendonça, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Rosário, elenca um grande número de mandados judiciais descumpridos pela delegada de polícia.

Exemplificou com uma Ação Penal movida pelo MPE que foi extinta porque a autoridade policial não tomou as providências devidas. No caso, José Marcelino Rates era acusado por crime de homicídio qualificado praticado contra seu filho Magno Silva Martins.

O Ministério Público acrescenta ainda que o município de Rosário é um dos focos do crime de tráfico no estado, sendo centro de recrutamento, planejamento e execução de crimes graves, como roubos, homicídios, ameaças de morte às autoridades do próprio MP, do Judiciário e da Polícia Militar.

“A atuação desidiosa e ilegal da autoridade policial tem servido para um incentivo ao incremento das atividades criminosas, o que vem ocorrendo há algum tempo no município”, complementou.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública deverá nomear, num prazo de 24 horas, um substituto temporário para o cargo.

* Com informações do MPMA

Marco Aurélio D'Eça

14 Comments

  1. Humm, caro Marconi, creio que voce deva se referir a qualquer Delegado como Bel. ou entao DPC, no caso Dra. nao cabe…Ainda mais se tratando dessa mulher, que valha-me Deus, é tudo isso sim que foi postado!!! Com certeza voce nao a conhece, e se fores colega de trabalho dela, devia muito menos opinar, até porque sou profissional tambem e quando meu colega erra eu nao vou defende-lo so por COORPORATIVISMO, O CERTO É QUE DELEGADO NAO TRABALHA, PELO MENOS A MAIORIA, DEIXAM TUDO NAS COSTAS DOS ESCRIVAES E INVESTIGADORES, ESSA DELEGADA SEMPRE GOSTOU DE PERSEGUIR OS OUTROS….TEMM O QUE MERECE!!!!!!!!!!!

  2. Humm, caro Marconi, creio que voce deva se referir a qualquer Delegado como Bel. ou entao DPC, no caso Dra. nao cabe…Ainda mais se tratando dessa mulher, que valha-me Deus, é tudo isso sim que foi postado!!! Com certeza voce nao a conhece, e se fores colega de trabalho dela, devia muito menos opinar, até porque sou profissional tambem e quando meu colega erra eu nao vou defende-lo so por COORPORATIVISMO, O CERTO É QUE DELEGADO NAO TRABALHA, PELO MENOS A MAIORIA, DEIXAM TUDO NAS COSTAS DOS ESCRIVAES E INVESTIGADORES, ESSA DELEGADA SEMPRE GOSTOU DE PERSEGUIR OS OUTROS….TEMM O

  3. Mas que promotora diligente!
    Esqueceu que ela está no Maranhão, e que a Polícia está falida no interior, e como bode expiatório, coloca a delegada.
    Este é o grande problema de quem só vê o seu umbigo, se for ver direitinho, ela também merece uma representação por improbidade administrativa, visto que deveria trabalhar de segunda a sexta, e só trabalha na terça a tarde, quarta e quinta pela manhã. Detalhe o juiz também. Este é o grande problema de quem fiscaliza, mas não quer ser fiscalizado.

  4. Cuidado!!! vcs ai que ficam interpelando promotores…eles são semi-deuses, cuidado, eles não gostam de se falar deles…

  5. Pergunta para Promotora se ela atende a população na segunda ou sexta feira, improbidade nela

  6. Deveria a nobre promotora também ingressar com a devida ação de improbidade em relação aos responsáveis pela construção do famoso ” espeto de pau” o prédio do ministério público que está em ruínas e foram gastos milhões do suado dinheiro público com o silêncio vergonhoso de quem se diz fiscal da lei. è mais fácil atacar quem labuta diariamente, digo novamente diariamente, e não alguns dias na semana como muitos por aí. sem falar que não cumprir os prazos da lei é rotina em todos os setores do estado inclusive no judiciário e no próprio ministério público ou a nobre promotora não sabe disso?

  7. Vou ficar torcendo agora para os promotores do MA exercitarem com o mesmo zeloaos seus “deveres funcionais” de promoverem ações civis para investigar uma turma de “prefeitos milagreiros” que ficam ricaços de uma hora para outra no MA, enquanto seus municípios são miseráveis, tudo aos bons olhos dos fiscais da lei…

  8. Parabéns, Promotora Elisabeth, pelo cumprimento do seu dever funcional.

  9. PARA TER UM CARGO DE CONFIANÇA E RECEBER UM GORDO SALÁRIO DO ESTADO, MUITOS GESTORES(AI CABE O CASO DA DELEGADA) SE FAZ DE CEGO, SURDO E MUDO, DESENTENDIDO DOS PROBLEMAS QUE SUAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS TÊM, ACHO A MEDIDA DA PROMOTORA JUSTA,MAS RETIRO TUDO QUE DISSE, SE ESSA DELEGADA COMPROVAR ATRAVÉS DE OFICIOS ENVIADOS AO GOVERNO(SECRETARIO DE SEGURANÇA)COMUNICANDO DAS DIFICULDADES ADMINISTRATIVAS EM SUA REGIONAL.

  10. marco nas cidades do interior de menor envergadura como é o caso de rosario, dificilmente os delegados exercem como deveria exercer as suas funcoes, geralmente tem um bom relacionamento com o comandante do destacamento policial militar local , assim sendo nao costumam permanecerem na cidade e por isso nao podem cumprir com as suas responsabilidades.

  11. CARO MARCO DEÇA, ASSEVERO QUE A DELEGADA DE POLÍCIA DRA. MARIA DE JESUS DE SOUSA MELO É UMA PROFISSIONAL SÉRIA, ATUANTE E COMPROMETIDA COM A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE POLICIA JUDIICIÁRIA. AFIRMO QUE SE ALGUEM TEM SIDO DESIDIOSA E ATUADO ILEGALMENTE , ESSA PESSOA NÃO É A DRA, MARIA DE JESUS DE SOUSA MELO. BASTA VER QUE A DELEGACIA REGIONAL FOI TRANSFORMADA EM PRESÍDIO, CUSTODIANDO INDEVIDAMENTE PRESOS DE JUSTIIÇA, APESAR DE TER SIDO INTERDITADA E NÃO TENHO CONHECIMENTO DE QUE O MPE TENHA AJUIZADO AÇÃO PARA CORRIGIR ESSE CRIME QUE ATENTA CONTRA A DIGNIDADE HUMANA DOS PRESOS E POLICIAIS CIVIS. INFORMO QUE A REMOÇÃO DA DRA. MARIA DE JESUS FOI APROVADA PELO CONSELHO DE POLÍCIA NA REUNIÃO DO DIA 17/01/2013, NÃO TENDO RELAÇÃO DIRETA COM OS FATIOS NARRADOS PELA REPRESENTANTE DO MPE, QUE NÃO TEM COMPETENCIA NEM AUTORIDADE PARA DETERMINAR REMOÇÃO DE NENHUM DELEGADO DE POLÍCIA.

  12. Precisa o MPE analisar até onde vai a responsabilidade da delegada e a responsabilidade dos gestores. Será q essa promotora não ver que n existe mais PC no interior do MA e que o que existe são apenas farrapos?? E pq será q ela, eles, os promotores não entram com ações contra o estado do Maranhão? Qual será a conveniência??
    pq será q o MPE não entra cm ação para coibir a ilegalidade de não delegados responderem como delegados, fazendo autuações inquéritos e flagrantes e outras peças, que são todas bem recebidas pelos promotores, juízes, etc?? Pq esses promotores “abnegados fiscal da lei, da ética e da moralidade” nunca combatem isso??

  13. É grave a situação, a polícia está falida, não tem estrutura e quem tem que pagar o pato são os funcionários??

    Pq o MPE não entra com ação contra quem tem poder de gestão, que é a governadora e os secretários???

    Pq o MPE aceita convenientemente que algumas Delegacia sejam representadas ou “respondidas” (termo cínimo usado para demarcar tal situação e que os promotores ignoram) por pessoas que não são delegados de polícia, em flagrante ofensa ao at. 144 da CF/88. Porque eles não cobram isso do governo??

    Sabe pq, pqe eles só sabem atacar os mais fracos e são coniventes com o governo….

  14. Se for afastar autoridade que não cumpre prazos teremoa que afastar tambem muitos juízes e promototes principalmente os que trabalham apenas terças quartas e quintas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *