16

O factóide oposicionista sobre liberação de emendas para SL…

Reuniao_Deputados_Oposicao_090713_Foto_MauricioAlexandre (5)

Os deputados – sem Eliziane – convencendo Holandinha sobre emendas

Não passa de um blefe dos deputados da oposição a jogada midiática de designar para São Luís as emendas que apresentaram ao orçamento do Estado para 2013, já em plena execução.

Primeiro que o orçamento é uma lei, aprovada na assembleia desde o ano passado, e está em plena execução. Segundo que, eles poderiam ter feito esta indicação ainda em 2012 – como podem fazer agora, mas para o orçamento de 2014.

Curiosamente, Bira do Pindaré (PT) e Marcelo Tavares (PSB) são advogados. Devem ter perdido a cadeira de Direito Financeiro. Se não, saberiam que orçamento público não se altera de uma hora para outra.

O factóide dos oposicionistas tem um único objetivo: criar mais um empecilho para a consolidação da parceria entre Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e Roseana Sarney (PMDB).

Foi a forma que eles encontraram para criar dificuldades, já que a parte técnica da administração tinha ocupado todos os espaços.

Othelino Neto (PSB), por exemplo, aparece nas imagens dos textos sobre o assunto, mas sequer tem emendas para redirecionar. Em 2012, quando o orçamento foi aprovado, ele nem era deputado.

Dos demais deputados que ora criam este factóide, apenas Bira do Pindaré (PT) apresentou emenda direcionada à Mobilidade Urbana em São Luís – cerca de R$ 150 mil para recuperação de uma avenida no Anjo da Guarda.

Marcelo Tavares (PSB), Eliziane Gama (PPS) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB) não apresentaram nenhum tipo de emenda para a capital maranhense.

Tavares destinou R$ 500 mil para Bacurituba, município onde sua mãe é a vice-prefeita. Pereira Júnior também destinou a maior parte das emendas para Matões, onde sua mãe ocupa a prefeitura.

O blefe de destinar as emendas para São Luís é política, portanto.

Eles sabem que ação é inexequível, impossível sob quaisquer aspectos legais, mas forçam a barra para criar mídia sobre o assunto e “melar” o acordo de parceira.

O pior é que, manipulável, Holanidnha já caiu no golpe político.

E já exige este blefe como condição para a selar o acordo, mesmo conhecendo a impossibilidade de isso ocorrer, uma vez que foi deputado federal e vereador.

Pior para o povo de São Luís…

Marco Aurélio D'Eça

16 Comments

  1. Direito Financeiro? Você tá de brincadeira! Isso é matéria de Direito Administrativo puro.

  2. Meu caro decio, entre no site do Tribunal do Maranhão e veja quantosnprocessos o Rubens Pereira, pai de Rubens Júnior tem contra ele. É eecução Fiscal, é improbidade administrativa, e execução forcada, meu deus , o filhomdele era para botar um riri na boca e pronto, posso mas nao devo falar, meu pai ê pior do que eles todos juntos. Veja tambem processo contra obelisco neto por falsidade ideológica. Meu deus do céu, esse pessoal que quer ser a salvação do Maranhão, coruscado, deus nao vai deixar, é so gatuno profissional. Olhe o Marcelo Tavares, veja o tio dele, Zé prezo na operação navalho, por corrupção. Vão se limpar, bando de sujo. Quantos milhões Zé Reinaldo mandou para Caxias para o marido e Cleide gastar com a campanha de flaviomdino a deputado. Veja quando mandou para Tintim,para tema,miramos do corregedor da justiça gastar com flaviomdino, aquele tema, que foi preso e algemado por corrupção. Ora, respeitem o povo, ninguem é besta. Décio, to cobrando as emendas
    , os valores e para onde esses aves de rapina mandaram, viu?

  3. Meu caro Marco.
    O governo do Estado a quem vc defende com unhas e dentes, sempre tentou usar a Prefeitura de São Luis para tentar se aproximar do seu eleitorado.Qualquer cidadão minimamente lúcido sabe quais são as reais intenções desse grupo. É claro que se a governadora quiser, ela paga as emendas dos parlamentares, para que o prefeito coloque em prática muitos dos projetos que São Luis tanto deseja. Com relação aos parlamentares baicharéis em Direito, eles não tem nenhuma obrigação de saber de questões ligadas ao orçamento do Estado, mais vc tem a obrigação de saber que a mãe do deputado Marcelo Tavares é vice-prefeita de Cajapió e não de Bacurituba.

    Resp.; A governadora Roseana Sarney e o prefieto Edivaldo Júnior vão investir juntos em São Luís, meu caro Silvino, nada menos que R$ 6 bilhões. As emendas são insignificantes perto disso. E vão aplicar quer você ou seu chefe da hora, Flávio Dino, gostem ou não.

  4. ESSES DOIS IDIOTAS SÃO BACHARÉIS EM DIREITO, NUNCA FIZERAM UMA PETIÇÃO. NÃO SABEM ADVOGAR NEM ALGO DA VIDA DELES, IMAGINE DA VIDA DOS OUTROS.

  5. E a (des)governadora vem com blá blá de parceria sem liberar as emendas destinadas a capital .. sei….

  6. Qual o valor das emendas do Edvaldo para São Luís quando ele era Deputado Federal?

  7. Décio, querido, é assim que eles sempre agiram. A emenda vai para a prefeitura de Matos, da mãe de Rubem Júnior, ela nao faz nada e o dinheironfica todo em casa. O mesmo acontece e sempre aconteceu com Marcelo Tavares, desde que o tio dele, Zé Reinaldo, preso na operacao navalha por corrupção, era governador. Otelino nem era deputados quer emenda, isso prova o gatuno que ele é. Bira, esse coitado, o melhor que faria era renunciar, Em São Luís e no Maranhão o comentário é que ele nunca mais, porque se ele se Proveitou do dinheiroso pobre trabalhador, como seria daqui para frente. Ele nao tem nada para explicar. ele e Marcelo nao são advogados, talvez tenham uma carteira no bolso, advogado é quem advoga, como eu que sou advogada há anos ralando com dignidade. Apropositada de Io, publique para o povo do Maranhão e de são Luis saberem, para onde foram as emendas na totalidade dos seguintes deputados: Gardeninha, Cleide Coutinho, Eliziane Gama, Edilasio Júnior, MarcelonTavares, Neto Evangelista, Carlinhos Florencio, Rubem Júnior, Bira do Pindaré, mais sujo que pau de galinheiro, Otelino Neto, esse acho que nem era deputado, Jota Pinto, Manoel Ribeiro, Eduardo Braide, Raimundo Cutrim, Max Barros. Todos esses se dizem arautos da moralidade e defensores de São Luis, vamos v se são mesmo. Se nao mandaram emendas para as prefeituras dos parentes e amigos íntimos so para retirarem o dinheiro para campanha de 2014. Alguns deles, hoje na oposição nao tem um passado limpo, de jeito nenhum,, alguns descontentes de arvores ja apodrecida, de tanto horror. A propósito, investigue e publique verba por verba que esses deputados recebem e veja a prestação de contas deles sobre essas verbas, para saber o que eles fazem com quase duzentos mil reais por mês? Um belo desafio para o povo de sao luis e do Maranhão tomar conhecimento. O povo de são Luis vai v que nenhum desses tem a mínima preocupação com a cidade, so enganarão, roubalheira e nada mais. Vou aguardar e lhe cobrar esses resultados.

  8. MARCO! QUEM TE DISSE QUE MARCELO BUXUDO EH ADVOGADO? QUAIS CAUSAS ELE JA DEFENDEU? QUAL EXAME DE ORDEM ELE JA PASSOU? E BIRA DA PINDAIBA? DIGA QUE ELE NAO EH UM FANTOCHE NA MAO DE CHORAOZAO E BUXUDAO? Kkkk…..

  9. o desespero tá chegando, os alienados do governo estão com dias contados pq vão perder a boquinha.

  10. O Prefeito ficou louco. E quem vai pagar pela loucura dele é o povo que ficará sem obras. Ao invés de governar o Edivaldo prefere ficar em barganhas e com politicagem. O povo quer parceria (não é preciso aliança política ou ser cooptado pelo grupo adversário) para que sejam criadas soluções das demandas. Condicionar a parceria a liberação de emendas do orçamento de um outro Poder é um ato desvairado. Infelizmente o Edivaldo irá fazer durantes os 3,5 anos restantes um governo péssimo por não ter capacidade de administrar a cidade e o grupo político que lhe elegeu. Uma pena.

  11. INFORMAÇÃO SE INTERESSAR

    TJPI NEGA HC DE GLÁUCIO
    Tribunal de Justiça nega habeas corpus a envolvido em crime interestadual
    A 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí negou hoje, 10 de julho, habeas corpus em favor de Glaucio Alencar Pontes Carvalho, um dos acusados de envolvimento no homicídio do corretor Fábio Brasil e do Jornalista Décio Sá, preso em São Luís. A decisão foi do relator do processo, Desembargador Erivan Lopes da Silva.

    A defesa alega que o acusado estaria sofrendo constrangimento ilegal, controvérsia de depoimentos entre envolvidos, excesso de prazo na formação de culpa e prisão preventiva não fundamentada, peticionando ao processo, juntada do parecer do Ministério Público no pedido de revogação de prisão preventiva.
    Em decisão, o Desembargador Relator justifica que o prazo para encerramento da instrução não é aferido pela simples contagem objetiva dos prazos processuais, demandando análise ponderada frente ao princípio da razoabilidade, levando em conta a complexidade do feito (o processo possui seis acusados, presos em unidades prisionais diferentes), contribuição da defesa para caracterização da eventual demora injustificada, inexistência de fundamentação idônea e dos requisitos de prisão preventiva, e não requer juntada do Ministério Público por se tratar de mera repetição de pedidos.
    Em sessão presidida pelo Desembargador Erivan Lopes da Silva, ontem,09 de julho, a 2ª Câmara Criminal, por votação unânime, negou o habeas corpus em favor de José Raimundo Chaves Júnior, vulgo Júnior Bolinha, também acusado da mesma quadrilha no envolvimento do crime.

    Confira decisão do habeas corpus impetrado na íntegra, em anexo pdf
    Arquivos Anexos

    Decisão – HC
    Aline Brito

    Fonte: ASCOM/TJPI

  12. Pra esses caras, o legal é não deixar a coisa acontecer. tem que ficar ruim pra eles continuarem com o blá blá blá

Deixe uma resposta para RIBAMAR Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *