3

Imagem: dia histórico no futebol brasileiro…

futebol

Jogadores de Vasco e Grêmio cruzam os braços, em protesto contra CBF/Rede Globo (imagem: Lancenet)

Quem se escravizou à Rede Globo para assistir futebol não viu, mas os atletas que disputam o Campeonato Brasileiro protagonizam nesta noite um ato histórico contra o esquema que manipula o futebol brasileiro.

Em alguns jogos, como Vasco X Grêmio, mostrado acima, os jogadores decidiram cruzar os braços por alguns instantes assim que o juiz apitou o início da partida.

Outros clubes optaram por outros tipos de protesto.

http://contenti1.espn.com.br/image/wide/525_942c4cfe-ba5a-301a-af98-f84de1c9b2c5.jpg

Faixas usadas pelos jogadores na maioria dos estádios nesta quarta-feira (imagem: ESPN)

No jogo São Paulo X Flamengo, os jogadores decidiram, em alguns lances, tocar bola entre adversários, com  braços cruzados.

Já no jogo Coritiba X Corinthians, os jogadores entraram com a faixa do movimento “Bom Senso Futebol Clube”, que questiona a exploração de jogadores e do público. Em seguida, rolaram a bola de repente pararam.

O movimento questiona o calendário do futebol brasileiro e, sobretudo, o monopólio do esquema Rede Globo/CBF/Nike, que põe jogos às 22 horas de quarta-feira para não atrapalhar a novela.

Como este do Flamengo, que o torcedor assiste agora.

E só começou a transmissão 10 minutos depois de iniciado…

 

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Dentre os inúmeros problemas pelos quais passa o futebol brasileiro, a meu ver um merece destaque: o horário de transmissão dos jogos. Para atender a interesses da Rede Globo e dos patrocinadores os jogos entram pela madrugada. Aí reclamam da diminuição dos torcedores nos estádios. Pode?

  2. E o pior de tudo é que o teu Vasquinho voltou para a ZONA do rebaixamento para a série B e vai jogar contra a Bolívia Querida em nosso Castelão. É mole ou quer mais meu caro!

    Resp.; É só uma questão de tempo. O vasco se manterá na Série A.

Deixe uma resposta para Magno Cunha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *