8

As contradições de Flávio Dino no trato do trabalho escravo…

O Flávio Dino que elaborou, em 2003, o estudo “O Combate ao Trabalho Forçado no Brasil: Aspectos Jurídicos”, é o mesmo que, em 2010, teve praticamente toda a sua campanha a governador paga por uma empresa denunciada por trabalho escravo. Mesmo assim, o PCdoB prefere atacar a explicar por que as contas de campanha do seu chefão foi paga por esta empresa

 

http://blogdoronaldorocha.com.br/wp-content/uploads/2013/06/flavio-carrancudo.jpg

Flávio Dino: silêncio sobre a empresa escravagista que pagou sua campanha

O Flávio Dino das lides eleitorais e políticas; o Flávio Dino que disputa eleições e se desdobra para chegar ao poder, não é o mesmo Flávio Dino da atuação jurídica.

Mas o Flávio Dino que elaborou o estudo “O Combate ao Trabalho Escravo no Brasil: Aspectos Jurídicos”, é o mesmo que recebeu em 2010 doação de uma empresa denunciada justamente por trabalho escravo.

No estudo de 2003, Flávio Dino compila matérias jornalísticas e alerta:

– Em pleno século XXI, com uma freqüência espantosa em um país que ostenta um dos maiores Produtos Internos Brutos do mundo, lêem-se notícias como as abaixo reproduzidas – diz o texto do comunista, destacando matérias sobre o assunto.

Detalhe: Flávio Dino integrou a Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo. Mesmo assim, aceitou que uma empresa denunciada como escravagista tenha pago quase a totalidade de suas contas de campanha.

Mas a nota do PCdoB rebatendo matéria deste blog sobre o envolvimento do comunista com escravagistas se limita a falar da “legalidade” de suas contas.

– É de conhecimento público a TOTAL LEGALIDADE nas contas apresentadas por Flávio Dino à Justiça Eleitoral, que foram devidamente aprovadas. Tudo foi absolutamente declarado como manda a lei  – diz, lacônica, a nota comunista.

Em nenhum momento, foi questionada a legalidade das contas de Dino.

O que foi revelado, e ele não explicou, é por que uma empresa pré-falimentar, e denunciada por trabalho escravo, doou meio milhão de reais, de uma só vez, em uma só transferência eletrônica, para sua campanha ao governo.

Ele e o seu PCdoB silenciaram sobre isto.

Nenhuma linha sobre a Alcana Destilaria. Nada sobre o fato de ela doar praticamente todo o dinheiro de sua campanha.

Nenhuma linha sobre o fato de a empresa ter estado em recuperação judicial.

E muito menos da denúncia de trabalho escravo protagonizada por ela.

Este é o Flávio Dino que se torna cada vez mais conhecido do povo maranhense.

Um poço de contradições…

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

8 Comments

  1. É incrível como os advogados de defesa de Dino não possuem a mesma retidão ao julgar qualquer falha dos adversários. São tão complacentes com ele! Agem com uma misericórdia! Ah, mas se fosse qualquer problema com Luis Fernando ou Eliziane cairiam matando. DINO FOI CONIVENTE SIM! Até pela postura de moralista e consertador do mundo, não poderia ter recebido dinheiro de uma empresa que age contra seus supostos princípios.

  2. Por que não divulgaste que a empresa doou também à campanha da então candidata Dilma Rousseff? Seria está uma informação irrelevante?
    Tiveste o mesmo investigativo com as empresas doadoras da campanha de Roseana?

    Resp.: É irrelevante a doação para Dilma por que, no caso, a empresa não bancou quase a totalidade da campanha, como no caso de Dino. Além disso, Dilma não foi membro da Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo, como Dino foi – e por isso mesmo tinha obrigação de saber quem era a Infinty Bio-Energy. As doações de Roseana, já foram motivos de textos deste blog. É só pesquisar nos arquivos e verá.
    Um detalhe adicional: Dilma não decidiu cancelar todas as outras doações após a doação da Bio-Energy, como fez Dino. E está bem aí outro problema desta relação.São fatos, meu caro. E contra fatos, não há argumentos.

  3. Acabei de ver no site do tribunal, ele teve mais de 2.800.000 reais, recebidos, portanto muito mais do que os tais 500.000 que representaram uns 18% e não a campanha toda como você insinuou desde a primeira postagem. Sobre a empresa estar em recuperação,não cabe a um candidato saber se ela pode ou não doar, isso é de alçada da empresa, aliás, quem doa em dissonância com sua contabilidade é punido por isso. O candidato só não pode receber de concessionários e outros casos preconizados em leis e resoluções e esta empresa não se enquadra no tais casos. Se um candidato tivesse que sair pesquisando cada empresa, não faria outra coisa, além de quebrar sigilos indevidamente. Sobre a CPT meu caro, ela tb denunciou Sarney desde os tempos da fazenda Maguary, portanto é uma observação caolha, só vê para um lado.

    Resp.: Estes R$ 2,8 milhões é a estimativa no início da campanha. Na prestação de contas final, quando a Infinity depositou os R$ 500 mil diretamente na conta, ele havia arrecadado – também estimados – R$ pouco ais de R$ 500 mil. E decidiu cancelar todas as demais, ficando apenas com a da Alcana. Pesquise direito no TSE que você encontrará os dados corretos. Mas apre4nda a ler os relatórios.

  4. PÔXA MARCO, ISSO É A MESMA COISA DO TRABALHO DO FLAVIO DINO NA UFMA, ATÉ OS TERMOS TU USAS OS MESMOS, FAZ UMA GALINHADA DANADA DEPOIS SAI DE FININHO COMO SE NADA TIVESSE ACONTECIDO, TIPO ASSIM, ERREI DENOVO, TU ANDA ERRANDO DEMAIS, JORNALISTA QUE SE PREZA NÃO DÁ TANTA BARRIGADA, TUAS PUBLICAÇÕES ESTÃO SEM CREDIBILIDADE, TU PUBLICA SÓ POR PUBLICAR, NADA TEM COMPROVAÇÃO, TU PUXA COISA LÁ DO TEMPO DO ARCO DA VELHA E TENTA PASSAR COM VERÍDICAS, TU ESTÁ MENTINDO DE CARA LAVADA.

  5. Uai, Deça, a tua matéria nunca questionou se a prestação de contas tinha ou não sido aprovada. O que ele tem que explicar é como essa empresa de procedimentos tortos foi acertar o cheque justo na conta dele em meio a pelo menos 200 candidatos a governador Brasil afora.

    Resp.: É esta a questão que os comunistas não conseguem explicar.

  6. Ninguém em campanha vai averiguar se uma grande empresa como essa tem problemas já que não havia nada oficial contra a mesma.
    Outra coisa, o gasto total dessa campanha foi pelo menos 5 vezes maior que isso, portanto esse dado é incorreto no intuito de manipular a informação.

    Resp.: vc está enganado. Havia pelo menos uma coisa oficial contra a mesma: o pedido de recuperação judicial meses antes da doação. E este parece ser o xis da questão. Além disso, havia uma denúncia da Comissão Pastoral da Terra contra a empresa. E a CPT flavio Dino comhece bem. E é exatamente a CPT o próximo capítulo desta história. Aguarde…
    Outra desinformação sua: a previsao de gasto de Flavio foi de RS 2,5 milhões. Até o dia da doaçãp desta empresa, ele havia estimado pouco mais de 500 mil em gastos. Quando a Alcana doou, em espécie – e de uma vez – ele mandou cancelar todas as outras doações estimadas. Tudo está lá no Tre, meu caro. Só a boa vontade de aliados pode justificar o Dino nesta.

  7. Eu fico me perguntando o que pensa uma pessoa comunista nos dias de hoje. Tenho medo q Flávio seja igual a Jackson, cercado por idiotas e corruptos como o colega Werweton Rocha….. eita nós.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *