15

Difícil explicar…

http://blogdoronaldorocha.com.br/wp-content/uploads/2013/05/flaviodino.jpg

Flávio Dino: difícil explicar relações com escravagistas

Da coluna Estado Maior*

Tem sido grande o esforço feito pelos aliados do pré-candidato comunista ao Governo do Estado, Flávio Dino, para livrá-lo da relação com um grupo empresarial acusado de explorar mão de obra em regime de escravidão e que bancou parte expressiva dos custos da sua campanha ao Governo do Estado em 2010.

Mas nada do que eles vêm dizendo, verbalmente ou em nota do PCdoB, muda o fato de que as coincidências são impressionantes neste caso.

Quando Flávio Dino integrou a Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo, a empresa Infinity Bio-Energy Brasil Participações foi acusada de explorar trabalhadores impondo-lhes um regime escravista, segundo a ótica do Ministério do Trabalho e da Justiça.

Até aí, nenhum problema.

Quando se candidatou ao Governo do Estado, em 2010, Flávio Dino recebeu doação no valor de R$ 500 mil da Alcana Destilaria de Álcool, uma indústria de Nanuque, no interior de Minas Gerais. Foi a maior doação por ele recebida.

Mas aí vem a revelação bombástica: a Alcana Destilaria de Álcool pertence à Infinity Bio-Energy Brasil Participações, acusada de explorar trabalho escravo quando Dino integrava a Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo.

A primeira indagação que vem à tona é a seguinte: o que levou uma destilaria de álcool do interior de Minas Gerais tirar R$ 500 mil das suas contas para financiar a campanha de um candidato ao Governo do Maranhão?

Outra: por que Flávio Dino aceitou a polpuda doação sabendo que a Alcana Destilaria de Álcool pertence a um grupo acusado de explorar trabalho escravo, logo ele, que participou da comissão?

Como se vê, o comunista Flávio Dino tem motivos de sobra para não responder, ele mesmo, a tais indagações, e usa o PCdoB como ponta de lança.

Só que as notas do partido nada esclarecem.

A consequência é que as dúvidas aumentam…

Publicada no jornal O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

15 Comments

  1. Como diz John Cutrim: “Marco Deça é o blogueiro oficial da oligarquia Sarney”. Ou seja, credibilidade ZERO!!!!!

    Resp.: Quem é John Cutrim?!?

  2. ESSE CHEFÃO DO COMUNISMO COMETEU E VEM COMETENDO CRIMES POR ONDE PASSA. QUER DIZER QUE RECEBER DINHEIRO PRA CAMPANHA DE UMA EMPRESA QUE MANTEM PESSOAS TRABALHANDO COMO ESCRAVOS E QUE O FAVORECIDO EXERCIA CARGO NA COMISSÃO NACIONAL DA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO. ISTO É UMA PEQUENA AMOSTRA DO CARÁCTER DESSE QUE PREGA O NOVO E UMA NOVA MANEIRA DE GOVERNAR.

  3. O Sistema Mirante e o Grupo dominante estão procurando chifre em cabeça de jumento Êta turma danada.

  4. Se fala por aqui tanto em Flávio Dino e esquecemos da treta pra colocar o Luis Fernando como Governador do Estado. E a campanha que ele tá fazendo com entrega de obras e equipamentos do PAC@.

  5. Cuidado, se o Dino for eleito vai voltar a escravidão no Brasil!! rsrsrsrs
    Chora oligarquia….

  6. Tem que ser muito tolo pra dar ouvidos a Marco D’Éça.
    Do modo como ele fala, parece até que FD cometeu um crime… aff…

  7. Meu amigo o PCdoB é um partido corrupto,quem não lembra do ex ministro do PCdoB que caiu por corrupção?
    O PAPADA mesmo quando foi eleito deputado federal , foi eleito através da corrupção com convênios firmados com prefeituras corruptas e o ex governador corrupto Zé Reinaldo.
    Essa turma do PAPADA está doida depois das pesquisas que mostram que o comunista está em queda livre,na proxima já vai aparecer atrás da Deputada Eliziane.

  8. Tenho uma BOMBA pra vcs! Um amigo de um vizinho de uma colega de um amigo de um jardineiro amigo meu disse que foi Flávio Dino quem atirou em Décio Sá!

  9. E VEM COM ESSE DISCURSO BESTA, QUERENDO ENGANAR O POVO.E O SUJO FALANDO DO MAL LAVADO……

  10. ISSO É MUTRETA PURA DESSE COMUNISTA. NÃO TEM MORAL PRA APONTAR ERRO DE NINGUEM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *