6

Governadora Roseana e ministro Eduardo Cardozo definem série de medidas para o sistema carcerário

(Foto: Paulo Soares/O Estado)

(Foto: Paulo Soares/O Estado)

A governadora Roseana Sarney se reuniu com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no Palácio dos Leões. No encontro, com presença de representantes do Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e Legislativo, foram definidas medidas a serem executadas, em parceria, pelos Governos Federal e do Estado para a solução dos problemas no sistema carcerário do estado.

Entre elas, estão a criação do Comitê de Ações Integradas – que será presidido pela governadora Roseana -, a remoção de presos para presídios federais de segurança máxima, a realização de mutirão das defensorias públicas e do plano de ação integrada de inteligência e segurança nacional.

A parceria com o Governo Federal vai contribuir para solucionarmos a crise do sistema penitenciário. O governo já está investindo recursos na ordem de R$ 131 milhões para reforçar o sistema, com a construção e reaparelhamento das unidades já existentes. Além disso, estamos atentos à segurança nos nossos presídios e, para isso, estabelecemos algumas medidas, como a criação do Comitê Gestor Integrado, comandado por mim, para, prontamente, dar respostas ao povo do Maranhão – ressaltou a governadora.

O ministro Eduardo Cardozo lembrou que o problema é nacional. Ele ressaltou que o Governo Federal segue uma linha de atuação de ajuda aos estados que passem por situações problemáticas no setor da segurança e citou exemplos.

Em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Alagoas, o Ministério da Justiça atuou em parceira com os governos obtendo resultados satisfatórios e, aqui no Maranhão, teremos 10 procedimentos de atuação, formando um plano concreto para enfrentar os problemas – contou o ministro, que detalhou as medidas durante entrevista coletiva.

Roseana Sarney ressaltou que o Governo do Estado já tem realizado ações efetivas de ressocialização para a melhoria do sistema.

Criamos o núcleo de atendimento a mulher e às famílias, a recolocação dos presos de Pedrinhas, assistência em saúde, inclusive odontológica, capacitação dos presos. Todas essas são ações firmes para que não volte a acontecer atos de violência dentro dos presídios – completou.

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. É COMO DIRIA GENIVAL LACERDA. ” AQUI TUDO PIROU…TÁ TUDO AMERICANIZADO ” PISOU FEIO NO TOMATE GUNVERNADORA.

  2. MARCOS DEÇA
    TUA GOVERNADORA COMO FALOU MACABEU ENDOIDOU DE VEZ TEM QUE SER FEITO UM LOGOFF,DELETAR TUDO DA MENTE DESTA SENHORA.SERÁ QUE O TAL CRESCIMENTO QUE TRAZ INVESTIDORES DE FORA PARA O ESTADO É A TAL REFINARIA PREMIO OU A FABRICA DE ROSARIO OUTRA MERDA QUE ELA FALOU,QUE TUDO ESTAVA SOBRE CONTROLE ATÉ O MES DE SETEMBRO DE 2013 SOMENTE COM 38 MORTOS,FALANDO ASSIM COMO 38 MORTOS FOSSE UM NUMERO PEQUENO DE HOMICÍDIOS OU COISA PEQUENA, CARO MARCOS DEPOIS DESTA ENTREVISTA ANTES DE ELA IR PARA OS ESTADOS UNIDOS É BOM DAR UM PULINHO NA CLINICA DO DR RUI PALHANO DIZEM QUE A CLINICA É MUITA BOA,TALVEZ PODEMOS ENCONTRAR UMA SOLUÇÃO PARA A DOIDICE DA GOVERNADORA CASEIRA SEM TER QUE IR PARA OUTRO LUGAR.

  3. Deça, rapaz, Roseana endoidou de vez!, pode internar, Veja o q ela disse diante de um Ministro perplexo – Maranhão está atraindo empresas e investimentos. Um dos problemas que está piorando a segurança é que o Estado está mais rico, o que aumenta o número de habitantes.

  4. Para os criminosos e seus familiares, tudo!
    Para os familiares das vítimas, absolutamente nada!
    Não é por menos que a criançada olha com admiração para as facções criminosas e muitos se orgulham de dizer que pertence ao “bonde dos 40” ou mesmo do “PCM”.
    As autoridades precisam se lembrar daqueles que trabalham honestamente, cumprem com as suas obrigações, contribuem com a sustentação e o desenvolvimento da nação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *