2

As conquistas políticas da mulher maranhense

Roseana, ao lado de Dilma, no encontro com Obama

Roseana, ao lado de Dilma, no encontro com Obama

O dia 08 de março representa uma homenagem internacional às mulheres e teve origem em alguns países no século XX e reconhecida pela ONU em 1975 como um dia para marcar as conquistas sociais, econômicas e políticas da mulher.

E quando se fala em conquistas, a política é uma das mais notáveis.

A participação da mulher na política brasileira começou na década de 30 com a conquista do voto. No Maranhão, a partir dos anos setenta, as mulheres maranhenses passaram a ter maior participação na política e lançaram-se candidatas aos cargos eletivos majoritários e proporcionais.

elizianepps

Presidente do PPS no Maranhão, Eliziane Gama discursa em encontro do partido

Na Assembleia Legislativa, ao longo desse tempo, marcaram presença as deputadas Conceição Mota, Maura Jorge, Marly Abdala, Conceição Andrade, Helena Heluy, Janice Braid, Maria Aparecida Furtado, Malrinete Gralhada, Teresa Murad, Ivete Botelho, Telma Pinheiro, Sandra de Deus, Cristina Archer, Graça Paz, Socorro Waquim, Cleide Coutinho, Eliziane Gama, Graciete Lisboa, Maria de Fátima Vieira Lins, Maria Vianey Bringel, Gardênia Castelo e Valéria Macedo.

No Congresso Nacional, Nice Lobão e Roseana Sarney, esta, a primeira mulher a ser eleita governadora do Maranhão e a segunda a assumir o cargo no país (leia mais aqui). Algumas já citadas permanecem se destacando no cenário político local. Além destas, também são lembradas a atual secretária municipal de saúde, Helena Duailibe e a vereadora Rose Sales.

Helena fala aos jovens

Helena Duailibe fala aos jovens

Cada uma, ao seu tempo e modo, conquistando seus espaços na política maranhense.

Com mais força e atuações que merecem os parabéns não só hoje, mas todos os 364 dias restantes do ano.

Com redação de Aline Alencar

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Eu não sei de onde vem toda essa fé que vocês botam em Helena Duailibe. O único mérito dela foi eleger-se vereadora, assim como Bárbara, Luciana ou Rose. Quanto à excelente gestora de saúde da época do Tavares, não a vi fazer nada além de convênios eleitoreiros a fim de eleger seu marido na Assembléia. Mas se ela tirar a saúde de São Luis deste caos, dou o braço a torcer e tiro o chapéu. Coisa que duvido muito acontecer.

  2. entre as mulheres na politica maranhense pouquíssimas são as que não vieram pelos braços do pai ou do marido!!! parabéns a dep Eliziane …

    Resp.; Mas Eliziane tem que ter isto em mente e pagar o preço. Ou ela constrói um grupo sólido e com posição definida, ou vai se perder no meio do caminho. Aposto muito nesta parlamentar, mas ela se mostra sem definição de rumo o tempo inteiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *