0

Todos os dias…

http://4.bp.blogspot.com/_UJrzLsS_0EU/St5xlOq7W6I/AAAAAAAAABM/wjihb7R7MtY/s400/O%20Fim%20de%20Todos%20os%20Dias.jpgTodos os dias quando o sol se põe vem a verdade ao escurecer. Eu sinto que existo, mas falta alguém para me resolver – em tudo o que eu vivo, pra realmente eu me entender.

Todos os dias quando eu vejo o mar me dá vontade de tentar viver, tudo que acredito, mas falta alguém para me entender. Eu sinto que existo, mas falta alguém para chegar e dizer.

Se a loucura atingiu o meu senso de ter, um espaço fechado de um tempo guardado pra mim.

Não quero a dor como amiga.

Sei que posso prosseguir e sem querer fim; não há o que temer procurando um alguém – quero encontrar você.

Poetiza o amor, tudo vai renascer. Leva os sonhos no peito, relembra o que se perdeu.

Terás a maior das moradas – e a vida voltará !

Não há mais frio, o sol já raiou.

A verdade escreveu um poema de amor…

Letra e música: Banda Catedral

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *