12

Ângela Salazar é denunciada ao CNJ por “arbitrariedade no processo” que devolveu Atemir Botelho ao cargo…

Ãngela Salazar: acusação ao CNJ

Advogados e lideranças políticas de Alto Alegre do Pindaré estão desde a última terça-feira em Brasília.

Eles representaram contra a desembargadora Ângela Salazar, que acusam de cometer arbitrariedades para reintegrar o prefeito Atemir Botelho ao cargo.

Os advogados pedem ao Conselho Nacional de Justiça a anulação do processo.

De acordo com o blog de Marcelo Vieira, a desembargadora negou informações, ignorou pedidos dos advogados do vice-prefeito Edésio, que exercia o mandato desde a cassação de Botelho, e negou análise de questões de ordens levantadas pela defesa. (Leia aqui)

Os advogados  de Edésio alegam também ao CNJ que a desembargadora não poderia ter dado direito a Atemir de reassumir o cargo – “por meio de meros Embargo de Declaração” – sem que o Ministério Público tenha sido ouvido.

http://3.bp.blogspot.com/-hao5VOHBxGA/T4TSSUerT2I/AAAAAAAACaQ/EbXaiE-jDV0/s1600/Prefeiro+Atemir+Botelho.JPG

Após seis meses, Atemir reassumiu o cargo

– A desembargadora Ângela Salazar, mesmo alertada pelo advogado de que os Embargos de Declaração não poderiam ser julgados, pois o Ministério Público, como parte contraria, não teve oportunidade de se manifestar sobre o pedido de efeitos modificativos, como é pacífica a jurisprudência, em claro desprezo ao órgão ministerial, sequer conheceu do pedido, como se não existisse Ministério Público neste Estado. Será? – disseram os advogados, segundo o blog de Marcelo Vieira.

Com menos de um ano no Tribunal de Justiça, Ângela Salazar já enfrenta problemas no CNJ.

O juiz João Santana, da 7ª Vara da Fazenda Pública, pede a anulação da votação que a elegeu desembargadora, alegando vícios e suspeições no processo.

O juiz quer a vaga da magistrada na Alta Corte de Justiça do Maranhão.

A denúncia relativa ao processo de Atemir Botelho pode piorar as coisas para a desembargadora…

Marco Aurélio D'Eça

12 Comments

  1. ela foi eleita desembargadora graças a nelma sarney ela nomeou dois funcionario para a nelma , troca de favores, que SÉRIA que nada E CORRUPTA E INCOMPETENTE

  2. OLHA, CNJ É PARA JULGAR PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES E ADMINISTRATIVOS!
    NÃO SE QUESTIONA O MÉRITO DE AÇÕES, SE A DECISÃO DO DESEMBARGADOR FOI CORRETA OU NÃO.

  3. AQUI EM SANTA LUZIA TEM UM ASSESSOR DA DESEMBARCADORA ANGELA SALAZAR POR NOME DE HIDELBRANDO QUE FALA PRA TODOS QUE O PREFEITO VERA NÃO SAIU DO CARGO PORQUE PAGOU R$ 80.000,00 PRA O MARIDO DESSA DESEMBARGADORA EMROLADA!!!

  4. E pior Marco Deca, eh que a familia dela ta toda empregada por pedido dela. Por pedido nao, por pressao dela. Que o diga a filha que trabalha por pedido dela, adivinha pra quem???
    Essa mulher eh muito eh corajosa, bota coragem nisso. Mais nesse caso ela foi muito longe e vai se sair mal, por que por esses motivos que o Tribunal de Justica do Maranhão eh tido pelo Conselho Nacional de Justica como o mais corrupto do Brasil. Espero sinceramente que o CNJ tome as devidas providencias.

  5. A filha dela eh empregada de pessoas com interesse no processo, nao poderia ter se comportado de maneira diversa. Vcs tem que entender… Larguem ela de mão. Na próxima façam tb a parte politica com ela.

  6. Angela Salazar, seguramente é uma das poucas, repito, POUCAS pessoas neste estado que podemos AFIRMAR serem INTEIRAMENTE ÍNTEGRAS

  7. A NOSSA JUSTIÇA TÁ CADA VEZ MAIS DESACREDITADA. REALMENTE ESSA POUCA VERGONHA DE O JUIZ TIRA UM PREFEITO AI ELE APELA PARA A INSTANCIA MAIOR, LOGICAMENTE COM SEUS ADVOGADOS COM CONTATOS COM A CÚPULA DO JUDICIÁRIO AI ELE VOLTA PARA A PREFEITURA E CONSEQUENTEMENTE NÃO VAI FAZER UMA ESCOLA, UMA ESTRADA, NADA PORQUE TEM QUE PAGAR QUEM COLOCOU ELE DE VOLTA NO PODER. ISSO É UMA VERGONHA. SÓ TEM UM JEITO É VOLTAR AOS IDOS DE 1964.

  8. Deça, o Conselho Nacional de Justiça tem que tomar uma providência com essa indústria de “tira e bota prefeito”,no Maranhão, essa palhaçada, faz correr rio de dinheiro entre advogado e desembargador(a) nunca visto antes, tem que parar com essa pouca vergonha desta justiça capenga e viciada, esse pessoal já não tem mais vergonha na cara, hoje a sociedade dar pouca credibilidade a justiça do Maranhão e do Brasil, por causa desta patifaria dessas autoridades, na ânsia do enriquecimento ilícito e crente na impunidade faz isso abertamente…

  9. Coitados desses rábulas que se dizem advogados. Estão perdendo tempo questionando decisões judiciais junto ao CNJ, posto que naquela instância administrativa, não se anula processo judicial.
    Como se observa, trata-se de um bando de “atulemados”, assim como os que neles acreditam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *