4

VLT faz parte dos planos a médio prazo da SMTT

vltabandonadoA secretaria municipal de Trânsito e Transportes informou que a entrevista dada na rádio Capital na ultima semana não abordou temas como o VLT entre outros mais cobrados pela população devido à dinâmica do programa “alternada entre perguntas dos radialistas e  de participação de ouvintes por telefone”.

E divulgou seis planos a curto e médio prazo para melhoria do trânsito em São Luís. O VLT faz parte dos planos a médio prazo.

Curto Prazo:
ü  Concorrência Pública nº 021/13-CPL, abertura dia 10.04.2014
Ações emergenciais: Intervenções geométricas em trechos de avenidas com grande retenção de tráfego
1.       Intervenção geométrica na Av. Jerônimo de Albuquerque (trecho: COHAFUMA À ENTRADA DO RECANTO VINHAIS – AV. ANTARES);
2.       Interseção da Av. Colares Moreira com a rua das sucupiras, bairro Renascença;
3.       Interseção da Av Portugueses com Av. Vitorino Freire e Av. dos Africanos (AREINHA);
4.       Interseção da Av. dos Africanos com a Av. Vicente de Queiroga e Rua da Minerva (COROADO);
5.       Interseção da Av. dos Africanos com a Av. dos Franceses;
6.       Intervenções geométricas na Av. Principal da Cidade Operária.
7.       REQUALIFICAÇÃO DA AV. CARLOS CUNHA (Trecho do Viaduto da Via Expressa até a Ponta Bandeira Tribuzzi);
8.       Reordenamento do transito nas áreas lindeiras às Avenidas Colares Moreira (Renascença) e Av. Castelo Branco (São Francisco);
9.       Corredor Centro-Anil (binário no trecho do Litero até a Igreja do Anil (Av. Casemiro Junior e Rua Cônego Tavares com sentido único de tráfego formando binário e eliminando o congestionamento).

Médio Prazo:
10.   Implantação do NOVO CORREDOR DE TRANSPORTE DE SÃO LUIS (Recurso do PAC Mobilidade Urbana no valor de R$ 480 milhões de reais) – Avenida com corredor exclusivo para ônibus na modalidade BRT (Bus Rapid Transit) ligando o São Francisco à Cohab, numa extensão de 15,00 km, pela margem direita do Rio Anil (Início previsto: Outubro de 2014);

11.   Projeto VLT ligando o Terminal da Praia Grande ao Itaqui (APROVADO pelo Ministério das Cidades) com liberação de recursos condicionada a apresentação do estudo de viabilidade econômico-financeira, em andamento com recursos assegurados pelo Gov. Federal para sua elaboração;

12.   Propostas de estudos de concepção apresentadas ao Ministério das Cidades, consideradas importantes,  assegurando recursos financeiros para a elaboração dos projetos executivos e imediato pleito de recursos para a requalificação das avenidas abaixo relacionadas com implantação de faixa exclusiva para ônibus).

12.1            – Av. Jerônimo de Albuquerque/Gujajaras;

12.2            – Av. dos Africanos;

12.3            – Av. dos Franceses;

12.4            – Av. Daniel de La Touche;

12.5            – Av. São Luis Rei de França;

12.6            – Corredor Centro-Anil (Av. Getúlio Vargas, João Pessoa, São Marçal, Edson Brandão, Casemiro Jr e São Sebastião);

12.7            – Anel de contorno ao Centro Histórico.

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Seria muito educativo para membros da plebe rude e ignara como um pobre escriba como eu, que fosse explicado os significados de “intervenções geométricas”, “intersecções” e “áreas lindeiras”.

  2. Faltou você colocar o projeto inacabado da litorânea que não foi terminada e gastaram mais de 800 milhoes pra uma obra toda mal feita a começar da rua que liga a litorânea entre uma comunidade pobre que está la antes da obra acontecer

  3. Eu quero ver se após a eleição o vlt vai pro depósito, pra reaparecer só na próxima.

  4. Pode ser o recurso federal que for, a Prefeitura nao PAGA!
    Os empresarios sabem disso….
    A CGM é lenta, ineficiente e trava a Prefeitura!
    Srs Empresarios se vcs nao querem ficar sem receber, nao entrem em licitacao da Prefeitura!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *