0

Aliados de Dino rechaçam imposição do PSDB…

Lideranças do PCdoB e do PSB dizem não haver mais espaços para troca de candidato a senador; e o PDT até admite rediscutir a vice, mas apenas com legendas que já aderiram

 

A exigência do bloco formado por PSDB e PPS – de rediscutir a chapa do candidato comunista Flávio Dino para poder aderir à aliança – enfrentou ontem forte reação das lideranças de PSB, PDT e PCdoB.

Candidato ao Senado pelo grupo, o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), teve a reação mais dura: “Não há mais discussão sobre governo e Senado. Isso já foi definido por consenso”, afirmou Rocha.

Os demais líderes da campanha de Dino tentaram contemporizar a imposição de tucanos e pepessistas, mas mandaram recado: os dois partidos precisam, primeiro, aderir, para, só depois, exigir a rediscussão.

(…)

Segundo presidente estadual do PCdoB, jornalista Márcio Jerry, as conversas com essas duas legendas estão sendo feitas há um tempo. Mas ele também concorda com a opinião de Roberto Rocha, quanto a vaga de senador.

 – Não há mais discussões sobre governo e senado. O colegiado de sete partidos sentou a mesa e já definiu que o pré-candidato ao governo é Flávio Dino e o pré-candidato ao Senado é Roberto Rocha. Não colocamos mais isso para ser debatido – declarou Jerry.

(…)

E é o próprio secretário-geral do PDT, deputado federal Weverton Rocha, quem comenta o assunto. Segundo ele, o fato do PDT ter escolhido o nome de Honaiser para essa vaga, não significa já ter sido acatado pelos demais oposicionistas.

– A escolha foi interna. Ainda vamos colocar para o diálogo dentro do colegiado dos sete partidos do campo da oposição – disse o deputado.

Mas Weverton garante que o PDT não vai desistir da vaga. O partido, segundo ele, pode até rediscutir a indicação do vice de Flávio Dino, mas apenas com legendas que já aderiram ao projeto do comunista.

– O Flávio não tem nada a oferecer se não esperança. Como é que outros partidos querem entrar nesse projeto negociando espaço? Não pode. Se o PSDB e PPS aderirem ao projeto aí eles podem buscar espaços sentando a mesa para discutir a composição na chapa majoritária – disse Weverton Rocha.

Mais timidamente estão sendo debatidas as vagas de suplentes a senador. Por enquanto, somente o PDT já indicou informalmente alguns nomes para fazer a composição na chapa majoritária.

Com informações de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *