5

2012 foi a troco de nada

As alianças firmadas em 2012 para as eleições de 2014 foram praticamente a troco de nada.

Se, à época das eleições para prefeito de São Luís, Flávio Dino já deixou clara uma coisa: nem tudo é 100% certeza.Foi quando escolheu apoiar Edivaldo Holanda Júnior, deixando Eliziane Gama de lado.

E assim tudo foi acontecendo igual a peças de dominó caindo numa reação em cadeia. Para quem achou que ia ter muitos espaços na prefeitura, como o PDT, também ficou de lado.

Agora, em 2014, novamente o PDT se vê ameaçado com a candidatura a vice-governador na chapa de Flávio Dino. Além do PDT, Roberto Rocha, que anteriormente já dava como encerrada a questão, também vê sua vaga ao senado ameaçada.

Tudo pela nova e inusitada aliança entre PCdoB e PSDB.

Ou seja, nada sai como o combinado. Pelo menos quando se trata do comunista.

 

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. 2012 rendeu ao Weverton um mandato federa e a você uma boa assessoria.

  2. Vocês trocam de candidato todos os dias e problemas … só do lado da oposição. Muito engraçado.

  3. A politica não toca uma só nota. há todo tempo fatos que precisam ser avaliados. Como por exemplo a Candidatura de Luís Fernando para governador, varias vezes enaltecidas neste espaço. Agora acho que o PSDB tem melhores quadros que o PDT tem. A Eliziane fica mil vezes na frente do arrogante Roberto, que se for candidato perde pra qualquer do PMDB.

  4. A troco de nada! Edivaldo Holanda foi eleito prefeito graças ao acordo com o CHEFÃO COMUNISTA, e por sua vez o prefeito manterá o acordo e dará aquela força para eleger o CHEFÃO DOS COMUNISTAS. O mesmo não se pode dizer do governo que fechou acordo para eleger Luís Fernando e não honrou o compromisso.

  5. rapaz… se essa aliança do PC do B com o PSDB acontecer vai ser engraçado… pra não dizer outras coisas… vai ser engraçado, marco!!! que loucura, cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *