9

Dois anos sem Décio Sá; e o que há de Justiça???

deciosNa noite de 23 de abril de 2012, o jornalista Décio Sá foi brutalmente assassinado em um restaurante da Avenida Litorânea. Após forte comoção, dois anos se passaram. E toda a mobilização internacional em torno do caso chegou, a rigor, apenas a lugares-comuns:

1 – a polícia optou por uma linha de investigação que levou 12 suspeitos à cadeia, mas, até hoje, parece faltar a liga entre os mandantes e os supostos agenciadores do crime – além do chamado nexo causal para a execução do jornalista;

2 – a mesma polícia iniciou uma investigação paralela sobre o relacionamento de políticos, empresários e policiais com agiotas no Maranhão, mas nunca apresentou sequer um relatório parcial desta investigação;

3 – o Ministério Público abriu investigação sobre uma outra linha de suspeição, que envolvia empresários e apontava, inclusive, um promotor como suposto alvo da mesma quadrilha que  matara Décio. Mas a investigação corre em segredo de Justiça, sem nenhuma informação pública;

4 – a Polícia Federal começou a investigar o delegado Pedro Meireles, suspeito de envolvimento com o agiota Gláucio Alencar, apontado como mandante da morte de Décio Sá. Já se vão quase dois anos e a PF mantém absoluto silêncio sobre o assunto.

5 – o advogado Ronaldo Ribeiro,  apontado como elo entre o delegado federal Pedro Meireles, o agiota Gláucio Alencar e o jornalista Décio Sá, escapou da pronúncia a Júri Popular e seu processo parece ter emperrado nos corredores da Justiça maranhense;

6 – a Justiça pronunciou a Júri Popular os 12 acusados pela morte de Décio Sá, mas apenas o assassino Jonathan de Souza, e seu cúmplice na execução, Marcos Bruno de Oliveira, foram condenados. Não há nenhuma previsão de julgamento dos demais acusados;

7 – os acusados Fábio Aurélio Saraiva Silva, o Capita, e Fábio Aurélio do Lago e Silva, o Buchecha, foram soltos menos de um ano após o crime e nunca mais voltaram à cadeira, mesmo pronunciados a Júri, como todos os demais;

8 – a polícia nunca esclareceu as circunstâncias e os autores dos assassinatos de Valdêmio José da Silva e Ricardo Santos Silva, o “Carioca”, duas das testemunhas do caso;

9 – o acusado Shirliano Graciano de Oliveira, o Balão, é o único dos envolvidos que nunca foi localizado pela polícia.

E sobram mais dúvidas do que certezas no episódio…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. É meu caro hoje só você se lembrou do Décio. E os outros? Visitei cada Blog e nada li sobre o assunto. Quanto a memória dos “supostos amigos” é parecida com a da JUSTIÇA que tantos querem! Deus me falte sem esses! Veja quanto a vida é frágil e as lutas se vão…… Quem mesmo lembra é a família. Tenho certeza que a mãe, todos os dias, toda noite, toda 23:30h… O significado da perda não é mensurável, mas as atitudes, ações são. Valeu pela lembrança pelo menos a família agradece, eu penso.(não sou da família).

  2. Até hoje não vi nexo causal e a ligação entre mandantes e agenciadores.
    Só mesmo ignorante para acreditar nisso.

  3. Nesse Caso a muita coisa a SER descoberta ,muitas pessoas graudas foram citadas e abafaram ,Gentes innocente q foram envovidas ainda pagando nesse processo

  4. independente de ser quem era e fazer as maldades que fazia, seu assaassinato devia ser apurado com correção

  5. 10 – E a linha de investigação dos telefonemas do hoje vereador Fábio Câmara para Décio praticamente indicando, para os assassinos onde a futura vítima estava;
    11 – E os blogueiros que estavam em um restaurante praticamente acompanhando o desenrolar da execução;
    12 – E a linha de Barra do Corda que foi totalmente abandonada…
    E por aí vai caro blogueiro Marco Aurélio d’Eça. Vc parece ser um dos poucos jornalistas/companheiros de Albenício Décio Sá que ainda se incomoda com a impunidade do crime covarde e quer ver todos os envolvidos na cadeia. Tenho absoluta certeza de que se fosse com outro colega o Décio Sá estaria “escarafunchando” os porões dos poderosos para indicar os verdadeiros mandantes e as razões que o levaram a ordenar o assassinato. Parece que os colegas de Décio Sá estão satisfeitos com o que foi apresentado pela polícia. E os caras poderosos que o bajulavam e até o usavam, mesmo ele sabendo disso (vou publicar, mas será que esse cara pensa que sou besta – dizia o Décio) onde se encontram. Por certo saboreando o sucesso da empreitada (não confundir com empreiteiro/construtor). Hoje, se tivesse Sindicato de Jornalista em São Luís e se todos os blogueiros de fato tivessem ficado chocados com a covardia contra o companheiro Décio Sá, fariam uma manifestação na frente do bar onde aconteceu a execução e pediriam justiça plena. Mas… d’Ecio, continue fazendo perguntas sobre os pontos obscuros da investigação e cobrando punição de TODOS os envolvido. Por certo que o Detonador o agradecerá.

  6. mistérios, saudade de vc Décio mas a justiça divina não falha eles vão pagar .

  7. A certeza que temos é que esses laranjas continuam presos sem provas lamentável, fica até difícil julgar eles sem provas quem faz injustiça na terra paga lá em cima porque Deus está vendo tudo. ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *