6

Reunião para definir vice de Lobão Filho acontecerá em maio

10257816_265302150309299_8810093628543541326_nPlenárias entre o PT movimentaram o último fim de semana.

Em nome do projeto nacional pela reeleição da presidente Dilma Rousseff, a maioria decidiu pela reedição da aliança com o PMDB para o Governo do Estado.

A decisão ocorreu ao final de mais um encontro da CNB (Construindo um Novo Brasil), do PT, no último sábado, após a maioria votar contra uma candidatura própria do partido – 148 votos contra 61.

Definido o rumo do partido, petistas irão realizar reuniões, durante o período de 15 dias, a partir do mês de maio. A intenção é decidir quem será o vice do pré-candidato Lobão Filho.

É aguardar e conferir…

Com redação de Aline Alencar

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Deça, meu caro, não sei o que te leva à agir dessa maneira, sei lá, excesso de confiança?, deixas transbordar isolência, queres provar o que, a quem?, a mim não interessa, mas, tua arrogância excessiva, em certas ocasiões, demonstra um rompante de marchismo sem precedente, ninguém que brigar, mas sim discutir politica, mas uma politica séria, sem subterfúgio, sem querer denegrir imagem de pessoas ou qualquer que seja. Essa antipatia que sente por Flávio Dino, não sei dizer se tem raizes mais profunda, mas deixa transparecer de uma gratuidade desnecessária, o que que ele te fez?. O que faz agir desta maneira? Afinal tem medo de quê? Declaras guerra sem ter um inimigo…

    resp.: Mais um equívoco seu. Não declaro guerra a ninguém. Estou nesta vida há 20 anos, meu caro. Me considero um vencedor na profissão, por ter alcançado todos os postos que quis alcançar. E não quis mais por absoluto desprezo. Com esta, são 11 eleições seguidas, com coberturas intensas dos bastidores políticos – tanto no jornal quanto no blog. Já fui premiado algumas vezes pelas minhas reportagens e matérias. Este sempre foi meu estilo, não é arrogância, insolência e muito menos auto-confiança. É meu jeito de analisar os fatos. E é isso que tem que ser respeitado. Eu não sou obrigado a gostar de ninguém, meu caro. Há muita gente no grupo Sarney que eu também não suporto – e nunca me fizeram nada. Este é o meu jeito de ser. Faço questões de ter poucas relações de amizade no meio, não convivo com o poder, não vivo em festas de bacanas. Vivo para minha família e é disso que eu gosto. Troco qualquer festa ou viagem para qualquer lugar do mundo por uma boa tarde de bate-papo lá no barzinho que meu pai toma conta, o Coroado. È isso que me faz feliz, apesar de poder fazer o que quiser. Repito: não estou em guerra com ninguém, apesar de saber que muita gente me tem como inimigo. É indiferente para mim.

  2. deputados e vereadores nao elege senadores. arnaldo mello nao tem voto do povo maranhanse. ele traiu o PMDB e governadora roseana sarney. arnaldo mello comprou os deputado e vereadores o povo maranhense nao te merece arnaldo mello

  3. Deça, te juro que não é essa minha intenção, acontece que tem postagem que é preferível que ficassem isento. Ou então melhorassem o nível e deixasse de escrever para colegiais.
    Jamais em tempo algum quis ferir suscetibilidade. O que mais me impressiona é a tua tendência a ressentir-se das coisas mais insignificantes, não tenho motivo para assim proceder, pq te agredir?, não vejo por esse ângulo, o que penso é que, na ânsia de agradar os teus patrões, toma para se, as tais ofensa…

    resp.: Vou dizer uma coisa pela enésima vez: tenho posição política clara e definida. 1 – Não acredito em Flávio Dino. 2 – Considero ele uma farsa da política.
    É a partir dessas premissas que eu escrevo e não há nenhum crime nisso. Mas, garanto a você: não invento absolutamente nada. Trabalho com análises baseadas em fatos.
    Quer ver um exemplo: a foto de Timon! Aquela imagem publicada em meu blog foi feita exatamente às 20h47 minutos de sábado. Exatamente quando Flávio Dino discursava. Eu botei a fala dele no blog. E disse isso: botei o horário e disse o que acontecia no horário. Por que, ao invés de inventar outros ângulos – ou me ofender no twitter e no facebook – simplesmente não mostraram outra foto, do mesmo ângulo e do mesmo horário, para me contestar? Ora, se eu mesmo dei o horário em que a foto fora batida – e publiquei exatamente neste horário, e ainda avisei quem estava no local para que vissem a foto, era simples, no mesmo horário, botar outra foto para desmentir a minha, não acha? Por que não fizeram? Por que, ao invés disso, resolveram publicar outros ângulos, outras imagens?
    Uma forma de provar é pegar a gravação do evento e ver se, exatamente naquele momento, ele não falou aquilo que eu botei que ele falou. Mas ao invés de contestar, você faz como os comunistas das redes sociais: me agride, me ofende, me chama disso e daquilo.
    Não faço discurso, meu caro. Nunca fiz, muito menos para colegial. Analiso fatos. E vou continuar analisando, seja Lobão filho, Flávio Dino ou qualquer outro o governador. Gostem ou não os comunistas.
    Desafio aqui alguém que mostre que eu tratei mal quem apresentou argumentos para o debate de idéias, sem ofensa. Não há.
    Mas também não levo desaforo para casa. Aqui é bateu-levou. Sempre foi assim, de o início do blog – nos governos Jackson, castelo, Roseana e Holandinha. Mas duvido que trate mal alguém que se limite a contestar, com dados, o que escrevo.
    Tenho argumentos para defender minhas teses e minhas analise. E estou pronto para ir às últimas consequências por que não tenho temor de ninguém. Sou um batalhador e jamais me intimidei com qualquer situação.
    E posso garantir a você; não vão me intimidar me chamando disso ou daquilo. O máximo que vão conseguir é ficar sem comentar meus textos.
    Não dou a mínima para o que Flávio Dino, Márcio Jerry, seus comparsas e sua turma pensam de mim. E digo o que penso deles e mostro fatos e dados que corroboram meu pensamento.
    Se você tiver algum argumento para contestar o que escrevo, persuada-me.
    Outra bobagem é achar que escrevo para agradar “meus patrões”. Escrevo, meu caro, por que tenho antipatia a Flávio Dino e há muitos dos oposicionistas que fazem disso profissão. E isso basta.
    tanto não escrevo a mando dos “meus patrões”, que há tantos outros adversários dos “meus patrões”, que eu me relaciono bem – e têm tratamento diferenciado no blog.
    Quer exemplos? Weverton Rocha, Rubens Júnior, Rubens Pereira, Marcelo Tavares, Humberto Coutinho e Cleide Coutinho, Othelino Neto, Igor Lago, Luciano Leitoa, o próprio Domingos Dutra e vários outros.
    A questão é: não gosto de Flávio Dino. Acho que ele mente como político, acho que ele não é o que diz ser. Ele não me inspira confiança. Ele engana as pessoas, se fazendo de bom moço.
    Não tenho direito de achar isso? O que há de criminoso nisso?
    É só isso que espero dos meus leitores: que respeitem a minha opinião. E eu respeitarei a deles. Mas achar que eu escrevo por que “meus patrões” querem, ou por causa de dinheiro, é uma ofensa sem tamanho.
    A premissa que vocês devem ter, ao ler meu blog é: ele não acredita em Flávio Dino. Simples assim.

  4. Porque não botam o tal Chiquinho Escocio para vice? formam uma parelha e tanto.

  5. (…)
    Resp.: Meu caro, você acha mesmo que “alguém de cima” vai estar preocupado com comentários de um tal Macabeu? Seus comentários não são liberados por que me agride, simples assim. E enquanto me senti agredido por você, ficará de fora. O blog é meu, não vou deixar ser agredido na minha própria casa, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *