10

De como a Secretaria de Saúde do Maranhão ajuda a diminuir a lotação no Socorrão, em São Luís…

hernia

Imagens das equipes de cirurgia do Geral…

Na semana passada, o blog do Gilberto Léda publicou foto encaminhada or um leitor, mostrando os corredores do Hospital Djalma Marques completamente vazios, em pleno horário de rush.

Mas o leitor não explicou a Léda os motivos que levaram à diminuição da lotação no Socorrão I.

E um destes motivos é exatamente a ação que o Governo do Estado e a Secretaria de Saúde realizam no interior com o objetivo de evitar a vinda de pacientes para a capital maranhense.

Para atender aos moradores do interior em sua própria região, os hospitais do estado estão realizando mutirões periódicos em várias modalidades.

corredor

… e imagem publicada por Gilberto Léda

Uma delas ocorre hoje, em Matões do Norte.

Equipes do Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho realizam mutirão de cirurgia de hérnia, atendendo a 20 pacientes encaminhados por municípios próximos.

– Continuamos trabalhando para facilitar o acesso da população a serviços de saúde públicos de qualidade. Ao mesmo tempo em que investimos na ampliação da nossa estrutura física e de equipamentos, também possibilitamos o deslocamento das equipes médicas para atender as pessoas que necessitam de cirurgias – declarou o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad.

Além dos pacientes do próprio município, nesta etapa do mutirão de hérnia em Matões do Norte serão atendidos pacientes encaminhados pelos municípios de Anajatuba, Arari, Belágua, Cantanhede, Itapecuru-Mirim, Miranda do Norte, Nina Rodrigues, Pirapemas, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos, Vargem Grande e Vitória do Mearim.

Sem este atendimento no interior, os pacientes certamente procurariam 0o Hospital Universitário Presidente Dutra – que só atende quem a diretoria quer – ou acabariam nos corredores do Socorrão.

E fotos como a d e Gilberto Léda certamente não seriam possíveis…

Marco Aurélio D'Eça

10 Comments

  1. E o que dizer das cidades do interior que sequer tem posto de saúde o que faz com os moradores desses lugares tenham que se deslocar do interior pra cidade, lotando os corredores dos Socorrões? Vocês só podem estar de brincadeira.

  2. Não faz mais que a obrigação. Já estou cheia de ver essas propagadas do governo. É tanta coisa nesta agenda fantasma queme dá até nauseas. Sem falar dos ônibus encontrados jogados, e os meteriais ;;;… Cara.. Bigoduda comedora de lagosta e camarão é uma fanfarrona mesmo. Affs.

  3. Parabéns ao Governo do Estado por fazer sua obrigação, não é! Só falta entregar os 72 hospitais, os ônibus escolares, recuperar as estradas precárias, reformar e construir novas escolas no interior, diminuir a criminalidade, parar de prometer a instalação da Refinaria Premium…

  4. Os hospitais estão vazios, pois o povo do maranhão estão procurando atendimento no Piauí, venha conferir a situação do HUT em Teresina, pois a maioria das internações são de cidadãos do Maranhão. Aí ficam um povo adulando esse clã que manda nessa capitania 49 anos.

  5. Essa matéria só da razão para a reclamação histórica da prefeitura de São Luis, onde incansáveis vezes afirmou que a super lotação dos hospitais locais se deve ao atendimento de pacientes do interior. Ou seja, ausência do estado. Aproveitando que estamos falando da pasta de saúde, sugiro uma matéria com o secretário Ricardo Murad, que mais uma vez não cumpre sua promessa. Cadê a água secretário? Não temos água e nem a renuncia. Não dá pra confiar em homem nenhum que não honra sua palavra. Só acho!!!!!!!!!!

  6. Precisa o nobre jornalista fazer uma visita aos socorros.converse com o Diretor. Leve Índias para melhorar. Sou da equipe dele. Ele vai lhe mostrar o trabalho de Dra Helena em prol da Saúde de Sao Luís.

  7. Marcos, se o governo do estado cumprisse com as suas obrigações a situação da saúde e de tantas outras áreas não seriam esse caos.
    A população pobre do Maranhão tem as suas necessidades de tratamento de saúde atendidas é nos hospitais da Capital, os socorrões da vida, que são abarrotados de gente de todo o quanto é lugar dos rincões do Maranhão.
    A propósito, já viu a quantidade de casas alugadas por prefeituras do interior no centro e nas imediações do Socorrão II?
    Ainda bem que o jovem Prefeito teve o bom senso de colocar à frente da pasta da saúde uma pessoa com a experiência e a competência da Dr. Helena.

  8. Este é um exemplo de que quando, se tem vontade política e administrativa pra fazer as coisas acontecem. Por milhares de vezes vimos fotos jornalisticas evidenciando o drama de pessoas que procuravam o atendimento nos Socorrões. Acho que ambos poderes tem que fazer a sua parte. O município no minímo tem que colocar as unidades básicas de saúde pra funcionar, coisa que não acontece. Com isso ajuadaria bastante a diminuir os fluxos nos Socorrões.

  9. é assim que se administra cada poder assumindo sua responsabilidade, nao esperando algo dar errado para ficar criticando, isso deveria acontecer em outras áreas, como infra-estrutura por exemplo.

  10. Isso não é nenhum favor, e sim obrigação.
    O mesmo povo que elege o executivo municipal é o que elege o executivo estadual, de forma que, independentemente das questões partidárias, deveriam buscar atuar de forma integrada, o que, por certo, otimizaria a utilização dos recursos públicos.

    Ademais, é o imposto pago pela sociedade que financia as atividades tanto de um quanto de outro.

    Se todos os agentes públicos se convencessem que são empregados da sociedade e a ela devem prestar serviços de qualidade, muito da nossa realidade caótica seria diferente.

    Por fim, todos eles são pagos e financiados pra isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *