7

Flávio Dino com a língua de fora…

[charge%255B4%255D.jpg]Se a disputa pelo Governo do Maranhão fosse uma corrida de longa distância, poderia-se dizer que o candidato comunista está a alguns quilômetros da linha de chegada, mas já não parece ter o mesmo fôlego para suportar a competição.

E atrás dele vem o corredor que largou muito atrás e muito atrasado na disputa – Lobão Filho (PMDB) – mas que mostra um fôlego surpreendente na reta de chegada.

A analogia serve para mostrar que Flávio Dino cansou.

O candidato passou quatro anos pregando a mesma coisa; e intensificou o discurso nos últimos dois anos, se aproveitando, inclusive, da campanha do afilhado Edivaldo Júnior (PTC) em São Luís.

A ideia que se tem, hoje, é que Flávio Dino já falou tudo o que tinha que falar ao povo maranhense.

E tudo o que ele diz agora são apenas variações do mesmos tema. De seus projetos às promessas de mudanças; de sua honra às denúncias contra os adversários, nada é mais novidade no discurso do comunista.

Lobão Filho, por outro lado, é o fato novo desta eleição.

O Maranhão inteiro quer saber o que pensa, como vive, o que faz o filho do ministro Edison Lobão.

A movimentação em torno do candidato aumenta a cada dia exatamente por causa da novidade que ele representa na disputa. Até um mês atrás, ninguém imaginaria que Lobão Filho pudesse disputar as eleições.

E, principalmente, que tivesse capacidade de ter toda essa repercussão em torno de si.

A disputa pelo governo do Maranhão é hoje, portanto, uma corrida de chegada, que Flávio Dino achou que poderia vencer ainda na largada.

O comunista está bem à frente, é verdade, e pode até cruzar a linha de chegada. Mas chegará esbaforido, pesadão, quase se arrastando, com a língua de fora.

Lobão Filho, por sua vez, vem lá atrás, mas se aproxima com vigor e gás admirados por todos.

E com uma torcida cada vez maior pela ultrapassagem…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. “O comunista está bem à frente, é verdade, e pode até cruzar a linha de chegada. Mas chegará esbaforido, pesadão, quase se arrastando, com a língua de fora”. E daí se o candidato ganhar e chegar esbaforido …. Comentário mais bobo.

  2. LOBÃO PARA FAZER UM DO MARANHÃO UM ESTADO DIFERENTE.

  3. Humberto, posso te afirmar que vc está faltando com a verdade, ou quer barganhar, porque, a posição sabe que declaradamente que uma partida só termina quando o juiz apita, esta sistemática serve para política. Agora se vc está convencido que o nosso estado tem que continuar nas mãos do atraso, jovens tendo sua vida interrompida pelo descaso das autoridades que atualmente comandam este estado, é problema seu. Digo vc veja o exemplo de Collor de Melo e faça um comparativo. è por esta e outras razões que Pelé falou que nós não estávamos preparados para para exercer a Democracia, porque, muitos acham que que Democracia é ficar refém do Feudo.

  4. mesmo tu contando todas as estórias da carochinha, Lobinho não ganha essa eleição.

  5. Caro Marco, você lembra do que escreveu em 2012 a 03 dias da votação do segundo turno ? Deixou muito claro que estava em curso uma nova forma de fazer campanha. Que a campanha do candidato que estava na frente não parava nunca, não cansava nem descansava nunca, como se estivesse atrás nas intenções de voto. Pois é amigo … eu nem lhe conto quem era esse pessoal. Aguarde o mês de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *