4

Ampem repudia ataques do deputado Raimundo Cutrim à procuradora Regina Rocha…

ampemA Associação do Ministério Público do Maranhão (Ampem) divulgou hoje Nota de Desagravo em favor da procuradora-geral de Justiça, Reginal Lúcia de Almeida Rocha, duramente atacada pelo deputado Raimundo Cutrim (PCdoB0 na Assembleia Legislativa.

– Da forma como usada pelo deputado, o exercício do direito de livre manifestação do pensamento constitui afronta à própria essência deste direito, principalmente quando feito com uso de afirmações que atingem a honra e a respeitabilidade da chefe do Ministério Público – diz a nota da Ampem, assinada pelo presidente José Augusto Cutrim Gomes.

Raimundo Cutrim demonstra diferenças com o Ministério Público desde a época das investigações da morte do jornalista Décio Sá, que acabaram por envolvê-lo com os envolvidos de terem mandado matar o profissional de imprensa.

Por conta das as acusações, o parlamentar rompeu com toda a cúpula da Polícia Civil e acabou por se afastar, também, da base do governo Roseana Sarney (PMDB).

E o MP tem sido um dos alvos de seus ataques, desde então.

– Todas as investigações conduzidas por qualquer membros do Ministério Público  ocorrem com lisura, escorreita juridicidade, com utilização de instrumentos legais à sua disposição, observância de resoluções e determinações do Conselho nacional do Ministério Publico, em estrita observância da ordem constitucional.  Confiamos no estado democrático brasileiro, em que todo e qualquer cidadão deve responder aos ditames legais, com a devida apuração e comprovação de sua responsabilidade – afirmou a nota.

Os ataques de Cutrim foram também criticados pelo deputado estadual Edilázio Júnior (PV), ainda na própria sessão em que o comunista proferiu seu discurso….

 

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Caro blogueiro Deça, vc parece que está trabalhando muito senão escreveria “envolvido com o crime” e não “envolvido com os envolvidos”. Bom final de semana.

    Resp.; Pelo menos vc entendeu que foi lapso de digitação,desatenção, e não uma inverdade, mentira, ou essas coisas, como um outro escreveu aí em comentário anterior em outro post.

  2. Contra fatos concretos não há argumento, nota-se claramente a subserviência dos órgãos ligados a justiça com a oligarquia.

  3. EM TEMPO:
    Lembram do leite contaminado no sul do País???
    Quem investigou e desbaratou a quadrilha???

    Por que, o MP não ingressa com ação em face a prefeitura de São Luís, pelo descaso que a cidade está passando???

    Por que, não ingressa com ação, para forçar a prefeitura a realizar licitação no sistema de transporte???

    Por que, não pediram a prisão de Castelo, pelo que ele fez, antes de deixar a gestão para o atual gestor???

    E por qual razão, tem promotor que prefere fiscalizar e recomendar que a prefeitura retire o Pirata e seu fusca da litorânea?

    Vai entender esse Maranhão!!!!!

  4. Uma coisa é certa! Aqui no Maranhão, eu não vejo atuação do Ministério Público, igual a outros estados da Federação.
    Creio que a maioria da população tem essa mesma visão minha, querem apenas um exemplo?
    A tragédia que ocorreu na cidade de Bacuri, no meu entendimento, foi por falta de fiscalização do promotor (a).
    ALGUÉM AINDA TEM DÚVIDA?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *