6

É proibido fumar…

 http://images3.minhavida.com.br/imgHandler.ashx?id=11209&go=5&w=628&h=370

A partir de agora, com a sanção da Lei que proíbe o fumo em locais públicos fechados, os viciados em cigarro terão ainda mais dificuldades para atender ao seu vício. O uso deste tipo de droga fica proibido em: interior de bares, boates, restaurantes, lanchonetes, escolas, universidades, museus, bibliotecas, espaços de exposições, áreas comuns de condomínios, casas de espetáculo, teatros, cinemas, hotéis, pousadas, casas de shows, açougues, padarias, farmácias e drogarias, supermercados, shoppings, praças de alimentação, centros comerciais, bancos e similares, em ambientes de trabalho, estudo, de cultura, de culto religioso, de lazer, de esporte ou entretenimento, repartições públicas, instituições de saúde, hospitais, veículos públicos ou privados de transporte coletivo, viaturas oficiais e táxis. Está claro?!? E viva o Dia mundial de combate ao tabaismo…

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Correta a medida. Entretanto, é necessário que seja ressaltada a necessidade de coibir a maconha; e ao liberá-la, como é o desejo dos políticos usuários.

  2. E viva o autoritarismo, a imposição do bem na marra, na força. Isso é totalitário, rapaz! E o pior que a imprensa comemora essa patifaria. Somente eles, os iluminados, sabem o que é bom ou não para gente. Olha, não sou fumante e sei que isso é prejudicial, assim como os próprios fumantes sabem. Mas sou contra imposições dessa forma! Começou com algumas ações do MPF tentando proibir a venda de brinquedos junto comida do Bob, McDonalds, alegando que isso influencia no gosto das crianças. Depois veio a lei da palmada, pois somente o Estado sabe como se deve criar nosso filhos. Agora isso, a lei anti-tabaco. Qual será próxima investida dos iluminados da esquerda? O ovo? A gordura? O refrigerante? E a imprensa, altamente imbecilizada e esquerdista até a medúla, apoia. Não vê que o Governo tira mais uma fonte de receita que seriam as verbas de publicidade das propagandas de cigarro, que agora são proibidas. Depois serão proibidas as propagandas de cerveja e refrigerantes. E a imprensa vai ter que se contentar com verbas de publicidade dos governo federal, estaduais e municipais, além das empresas públicas, ficando com rabo preso e a liberdade de imprensa indo para o espaço, como já vem acontecendo. Só para finalizar. Hoje, o fumante o fumante de cigarro é tratado como um monstro, mas o “usuário” de maconha é tratado como “cult” e moderninho. Contradição chegou ao limite. Macha da maconha é vista como movimento pela liberdade de expressão e seus fumantes são tratados como “usuários”. Já quem fuma cigarro, é tratado como “viciado”, como o próprio post de Marco D’eça chama os fumantes de cigarro. O legal, pois cigarro não contém susbtância proibida por lei, nem nunca se viu algum de seus “viciados” atacando ou mantando por conta do vício, torna-se ilegal, e o ILEGAL, a maconha, tornar legal. Esse é o Brasil dominado pelo pensamento de esquerda. Viva o autoritarismo!

  3. Acho ótimo a luta contra o cigarro. Porém eu gostaria que a mesma campanha fosse feita contra as bebida alcoolícas. Não que eu esteja fazendo apologia ao tabagismo, mais a bebida mata muito mais pessoas em todo mundo do que o cigarro. Por exemplo: Alguém já ouviu falar que uma pessoa passou a noite fumando em uma festa depois pegou um carro e atropelou e matou varias pessoas? Alguém já ouviu falar que pessoas depois de consumirem vários cigarros brigaram e um matou o outro? Alguém já ouviu falar que um homem depois fumar vários cigarros na rua chegou em casa espancou a esposa e quebrou tudo em casa? e outras coisas mais? Não né? E em se tratando da bebida será que alguém já ouviu falar sobre todas essas coisas citadas? Porém o que se ver são propagandas com cantores e atores famosos sobre bebida. Ah mais todo mundo acha isso muito bonito. Tem até uma lei chamada SECA que nunca funcionou, alias nem vai funcionar. 90% de toda a violência existente no mundo esta relacionada a bebida alcoolica que é também a porta de entrada para todas as outras drogas existentes. Agora eu pergunto porque não proíbem esses comerciais de cerveja? Tem mais, se tiver varias pessoas em uma mesa de bar fumando e chega algum amigo dessas pessoas elas não oferecem cigarro a essa pessoa, mais se estiverem bebendo a primeira coisa que eles dizem é: traz um copo aqui pro meu amigo. Não é verdade? E todo fumante sempre aconselha as outras pessoas a não fumar.

  4. Eu sou da geração em que fumar era chique e cinema ainda era a melhor diversão. Ah! quantas lembranças, a gente era feliz e não sabia.

  5. Tudo para o bem da saúde pública não é? E os ônibus, caminhões e veículos menores que injetam fumaça cancerígena em nossas cidades sem que ninguém faça nada? E os rios, riachos que recebem milhares de toneladas de dejetos extramente nocivos à saúde humana e animal por falta de rede de esgoto e tratamento adequados? E a falta de controle ou o descontrole com o uso de agrotóxicos e seus recipientes que contaminam os alimentos, o solo e até nossos rios e riachos? Poderia colocar tantas aberrações bem mais prejudicial a saúde publica que um simples fumante. O fato é que no Brasil é mais os governos gostam é de uma boa maquiagem.

    Resp.: Nada disso, meu caro, justificaria a leniência com o cigarro. Tudo isso pode estar acontecendo, mas a proibição do cigarro deve ser comemorada. Não justifique um erro com outro. Isso não mudará a realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *