2

DataM e rádio Capital são multados por pesquisa irregular…

http://gilbertoleda.com.br/wp-content/uploads/2014/05/data-m.jpgA insistente divulgação de pesquisas suspeitas – com forte divulgação antes do prazo legal – levou ontem a Justiça Eleitoral a condenar a rádio Capital e o Instituto DataM ao pagamento de multa de R$ 53.205,00 cada um.

Ao registrar a pesquisa, o DataM sonegou documentos essenciais ao Tribunal Regional Eleitoral, que levantaram suspeitas de manipulação no PMDB, autor da ação contra o Instituto.

E mesmo com a suspeita na documentação, a rádio Capital – de propriedade do vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB) – divulgou o levantamento, antes do prazo legal.

– Entendo configurado o registro irregular da pesquisa protocolada sob o n.º MA 00006/2014, visto que o questionário aplicado foi extemporaneamente apresentado, inclusive após a divulgação da pesquisa em referência em meios de comunicação – disse a juíza Maria José França, julgadora do feito.

A própria juíza já havia proibido, liminarmente, a divulgação da pesquisa DataM.

A decisão definitiva inviabiliza o instituto, que alcançou forte credibilidade nas eleições de 2012.

Mas começou a se perder em 2014.

E já nos primeiros levantamentos…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. A melhor forma de contrapor o DataM é apresentando pesquisas diversas das dele. Esse episódio refere-se ao vazamento de um formulário fora de contexto, e você sabe disso. Tentar, a todo custo, desmoralizar o instituto por ele apresentar números desagradáveis aos seus senhores é piegas. Até porque estes tem grana e cacife suficiente para comprar, perdão, contratar qualquer instituto do mundo.

    Resp.: A Justiça Eleitoral condenou o DataM por divulgar pesquisa irregular. É simples assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *