1

O jogo que suplantou o recorde…

http://ndonline.com.br/uploads/global/materias/2014/06/16-06-2014-08-06-03-perto-de-virar-lenda-klose-pode-superar-ronaldo-e-matthaus.jpg

Klose fez um, empatou com Ronalado, e pode superá-lo

Por Thiago Bastos, de O EstadoMaranhão

Miroslav Klose. 15 gols em Copa do Mundo. Iguala – para tristeza dos pachecos brasileiros de plantão – Ronaldo Fenômeno (que foi muito mais jogador do que Klose, o que só dá destaque para a marca do jogador alemão). Um feito desse merecia ter ocorrido num jogo menos intenso, bem jogado, até para se dar o destaque devido ao recorde. Pois Klose, por incrível que pareça, escolheu o jogo errado para isso. O destaque mesmo foi o grande jogo, especialmente no segundo tempo, disputado agora há pouco entre alemães e ganeses no forte calor – e óbvio – de Fortaleza.

Joachim Low montou sua equipe com a surpreendente escalação de Hummels, que era dúvida para a partida. Sabia-se, desde o começo, que a Alemanha, que teria as rédeas da partida, teria que alargar…esticar o campo ao máximo, para achar espaços na forte defesa ganesa. A meu ver, Low comete um erro – e aí talvez pague pela geração de jogadores – por não escalar laterais mais agudos, ofensivos. Muito provavelmente o faz também para proteger seus zagueiros e dar liberdade para seus meias.

E nesse setor do campo que, para mim, ocorreu a falha da Alemanha hoje. Lahm – que joga a terceira Copa do Mundo na terceira posição do campo diferente – e que deveria ser o Xavi dos tempos áureos do Barça, era o jogador com a incumbência de começar as jogadas. Não o fez. Tentou passar o bastão para Toni Kroos, que pelo jeito não entendeu o recado. Sobrou para Ozil, muito bem marcado e que parou na defesa de Gana.

No segundo tempo – e isso vem ocorrendo com frequência nesta Copa do Mundo – Gana avançou as linhas (e correu riscos, por causa disso). E incomodou mais o gol de Neuer. André Awew e Gyan (que marcou em três copas do mundo diferentes) viraram o jogo de forma merecida naquele momento. Low foi obrigado a mexer. Tirou Khedira e Gotze (não tiraria este último), para colocar Schweinsteiger (que jogador!) e Klose. Um toque bastou para o atacante alemão igualar Ronaldo em copas.

http://s2.glbimg.com/HbiHUEDWhu7eL5yJAFEWHcc7BYcemWt9TiMj4kUe8B3JLVNhj-DLd4P5NYUUnz1_/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2012/06/09/messi_argentina_afp_95.jpg

Messi resolve para a Argentina

No fim, e com os times exaustos em campo (a Espn Brasil fez uma analogia ótima, já que jogo Alemanha e Gana parecia o Rocky lutando no fim com Apolo Creed no segundo filme da série) os alemães por pouco não viraram o jogo. Muller e seuangue no rosto no fim demonstraram o que foi a partida.

Lições ficam para os alemães. Definir as peças e as funções no meio-campo, principal setor da equipe, deve ser a primeira providência. Olhar Klose com mais carinho para os próximos jogos também pode ser uma medida. Afinal, com a estrela – e competência – que ele tem, deixá-lo no banco, parece um pouco de desperdício a meu ver.

Em tempo – Ontem, me referi aos costarriquenhos como Los Chicos. Na verdade, a grafia estava errada. O termo correto é Los Ticos.

Messi – Os iranianos fizeram mais um jogo desta Copa do Mundo em que os 11 jogadores atuaram nos seus limites. A Argentina tem defeitos, especialmente nos espaços entre os dois volantes – Mascherano e Gago – e os meias Di Maria e Messi. Alias, Messi é o que nesse time da Argentina. É ponta de lança, ponta direita, meia (interrogação…). Sabella precisa definir isso também. O craque argentino está longe do desempenho de melhor do mundo. Mas é capaz de lances geniais, de aparecer quando o time precisa. E Messi apareceu. Porém, se Argentina não corrigir defeitos, Messi terá apenas adiado o sofrimento dos hermanos.

E teve um pênalti não marcado para os iranianos que poderia ter mudado o jogo….

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Não me incluo no rol dos pachecos, e mais do que isso, torço para que Klose ultrapasse o mau-caráter do Ronaldo Fofômeno. Quando descobri que Ronaldo em 2006, após o jogo na derrota para a França, gargalhava, juntamente com o cretino do Roberto Carlos ( aquele que amarrava a chuteira no momento do cruzamento para Henry fazer o gol ) e Zidane nos vestiários, passei a olhar esse jogador brasileiro com nojo. Quem também não se lembra da troca de time que o referido fez , quando saiu da Inter de Milão que custeou toda a sua recuperação antes do mundial de 2002 e foi para o Real Madri? Quem também não se lembra das juras de amor pelo Flamengo até recentemente e agora se diz Curintiano? Por essas e outras que digo : é um mau-caráter! Que Klose marque mais uns 03 gols nessa copa, antes que Thomas Mulle o alcance, este, já tem 08 e ainda joga mais duas copas ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *