8

Pacto de mediocridade entre Felipão e imprensa levou o Brasil à derrota na Copa…

Para agradar aos setoristas que ele havia conquistado na fatídica reunião pós-jogo do Chile, técnico da seleção trocou o esquema de três volantes por Bernard – contrariando a lógica – e levando o time a uma humilhação histórica

 

http://copa2014.meionorte.com/wp-content/uploads/2014/07/622_4389aba3-be44-3596-9a93-ce4eb157206b-622x259.jpg

Toda história se faz nos bastidores.

E quem acompanha os bastidores da Copa do Mundo sabe muito como a Seleção Brasileira caminhou para perder o título, assumindo um pacto de mediocridade com a mídia amestrada pela CBF.

Tudo começou pós-jogo entre Brasil X Chile, quando o time entrou num declínio emocional sem precedentes. Sem entender o que acontecia, o técnico Luiz Felipe Scollari resolveu escolher, a dedo, jornalistas para uma conversa particular.

Surgiu aí o pacto da mediocridade.

A partir de então, até jornalistas renomados pela coerência e isenção críticas – como Paulo Vinícius Coelho, o PVC, da ESPN, e Juca Kfouri, da mesma ESPN e da Folha de S. Paulo,  mudaram o discurso e passaram a defender o time de Felipão.

http://i1.ytimg.com/vi/CVJyQ31OtnI/0.jpgPVC chegou a definir como “de alta qualidade” o futebol apresentado diante da apenas esforçada Colômbia.

Para o jogo com a Alemanha, o Brasil praticamente não treinou – diante da comoção pela perda de Neymar – e a imprensa não cobrou.

Passou sábado, domingo e segunda, e todos apontavam dois esquemas para o jogo diante da Alemanha: um, com Willian fazendo as vezes de Neymar e outro, mais seguro, com três volantes – Luis Gustavo, Paulinho e Fernandinho.

Mas eis que, na noite de segunda-feira, a ESPN, a Jovem PAN e Folha de S. Paulo passaram a defender a presença de Bernard. Justificativa: ele pertence ao Atlético-MG e o jogo seria em Belo Horizonte. (Lembre-se do pacto da mediocridade)

E Felipão se dobra ao pacto e atende à imprensa que ele havia chamado para conversa, mesmo com a história da própria Copa mostrando que todos os times que se fecharam contra a Alemanha deram a elas segurança contra o poderoso time de Joachim Loew .

Foi assim com Gana, Estados Unidos, Argélia e França.

Mas Felipão quis ousar com a “alegria nas pernas” de Bernard, influenciado pelos jornalsitas-amigos.

Resultado: 7 X1 para a Alemanha e a humilhação histórica do Brasil.

E viva o pacto das mediocridade…

Marco Aurélio D'Eça

8 Comments

  1. O Brasil contra a Croácia mostrou a que veio com 4 erros bizarros da arbitragem ganhou o jogo(Cotovelada de Neymar em Modric-cartão amarelo???O penalty que só Felipão achou que foi,a falta por trás que Ramirez fez no gol do Oscar e o 2º.gol dos croatas qdo o cara disputa a bola com JC com os braços baixos e cabeceia a bola)..aí empta com a quinta colocada da CONCACAF,ganha,mas toma gol da pior seleção da Copa,daí salva-se no último segundo da prorrogação contra o Chile,contra a Colômbia usou tática de Grêmio 96,sabia que seria goleado e orientou a baterem nos 3 da Colômbia que não pararam em pé-o nº.9 ,o James e Cuadrado,(Suniga recebeu mais faltas que Neymar)…foi mesmo em 6mn que perdeu o Hexa?

  2. A grande mídia, assim como acontece com a política, passou uma imagem para os não sensatos de que tudo estava no caminho do êxito, entretanto, essa imagem foi criada para atender interesses outros, e ao que parece muita gente, dentre os quais nunca me inclui, embarcou nessa onda.

    Infelizmente muitos dos que são formadores de opinião não estão comprometidos com a verdade e, assim, apresentam para muitos outros uma falsa realidade que atende aos seus próprios interesses personalistas, fato que se repete exaustivamente na política.

    Na verdade essa copa foi buscada para atender muitos outros interesses que não os ligados ao esporte.

    Mas voltando a questão que se apresenta, qualquer pessoa esclarecida que não se deixa levar pela emoção ou pela falsa realidade criada, viu desde o primeiro jogo que essa seleção da CBF/Globo/Felipão tinha sérias deficiências, a ponto de depender tão somente do talento individual de um jogador, coisa que acabou não se confirmando da maneira que se esperava em nenhum dos jogos disputados nesse mundial.

    Toda a equipe técnica e os jogadores estavam preocupados eram com suas imagens, tanto é que a grande maioria deles foram garotos-propagandas de comerciais de tv.

    Como eram os treinamentos?
    Como era a rotina da seleção?

    tudo voltado a outros interesses, menos para o esporte.

    A exceção de alguns poucos, alguém acha que os jogadores se abalaram? a maioria chorou?

    Quem sofre de verdade é quem embarca nessa ilusão de achar que essa seleção representa o Brasil, que são feitos em meros fantoches. A maioria dos jogadores nem joga ou mora no Brasil, de maneira que acabada a copa vão voltar pros seus clubes e seguir suas vidas normalmente em outra realidade que não a caótica deste país de políticos e empreiteiros corruptos, que somados a FIFA, são quem independente do resultado não terão qualquer prejuízo, mesmo emocional, por este desfecho vergonhoso de ontem.

  3. NÓS PASSAMOS ESSA HUMILHAÇÃO POR CONTA DE UMA COMISSÃO TÉCNICA INOPERANTE E PREPOTENTE. QUANDO O “CAPITÃO” DE UMA SELEÇÃO DE RESPEITO COMO ERA A DO BRASIL CHEGA A COMETER UMA FALTA DAQUELA CONTRA O GOLEIRO DA COLOMBIA E FICA SUSPENSO PARA O PRÓXIMO JOGO IMPORTANTE COMO SERIA BRASIL X ALEMANHA É PRA DESACREDITAR EM UM FALSO LIDER. ESSE CARA ERA PRA SER PUNIDO PELO FILIPÃO, MAS AO CONTRARIO RECEBEU CARINHOS E TÁ TUDO BEM. E A TEIMOSIA DE INSISTIR COM O FRED QUE NÃO FAZIA NADA ALI NA FRENTE. ASSIM NÃO DA.

  4. Concordo com a sua análise. A seleção brasileira ontem dia 8 de julho de 2014 nos matou de vergonha, não sei nem quando isso vai ser superado.

  5. A culpa é do Cruzeiro. Todo ano goleia o Atlético de 5 e este ano deixou para a Alemanha golear no Mineirão! Nem o galo perde de 7!

  6. De volta aos problemas do pais. Os nossos ricos são os piores ricos do mundo!

  7. Felipão é um ignorante e faz questão de deixar isso bem claro. Quando diz, por exemplo: “penso assim e vão pro inferno quem discordar”. Com toda essa “educação a nos ensinar” acaba de desmontar e desmoralizar a Seleção Brasileira. Manchou a amarelinha para sempre. Os atuais mandatários do Brasil, adeptos da ignorância, e não do estudo e conhecimento, podem estar fazendo o mesmo com a Nação.

    Resp.: Mas eu digo isso aqui há três copas e sou crucificado.

  8. Marco, parabéns pela previsão. Os dinistas, agora, já estão com as barbas de molho a partir de tuas análises.

    Simples assim …..

    resp.: kkkkk. Verdade, meu caro.

Deixe uma resposta para adriano Mendonça Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *