9

Uma história sobre arrecadação de campanha…

entrada_dinheiroEm 1994 um fato chamou a atenção da Polícia Federal americana, o FBI: um candidato, Mark Sturck, democrata, criou um site para arrecadar dinheiro para a sua campanha a deputado.

E alardeou o sucesso das “doações” recebidas.

As investigações revelaram, alguns meses depois, que se tratava de uma sofisticada “lavanderia” onde, na verdade, Sturck dava ares de legalidade a contribuições clandestinas feitas por agiotas, mafiosos, traficantes e até por exploradores da prostituição.

Descoberto o esquema, desistiu da sua candidatura e nunca mais se falou do caso…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Meninão bobo, então não sabes que o Flávio não tem prédio alugado para o Governo?. Sendo assim, o jeito é pedir as doações. Entendeu cara pálida?

    Resp.: Não! Pode desenhar?

  2. Muita clareza e cumprimento da legislação eleitoral. A preocupação é que as aves de rapina já começaram a revoada e já tem parlamentares(deputados e vereadores) ameaçando pular do barco furado do “Mão Grande”. Prof. Silva

  3. A grande diferença em relação a arrecadação da campanha de Flávio Dino é que é obrigatória a inserção do CPF ou CNPJ sem os quais nem se consegue fazer a doação, isto para quem entende difere e muito !

  4. Este site está incomodando vocês demais, tanto quanto o comitê Dilma x Flávio Dino.

  5. Está mais do que claro que esse comunista está querendo enganar a população co essa história, maios não devemos nos deixar levar meu povo. Chega de falsas mudanças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *