1

TRE suspende pesquisa DataM por apresentar irregularidades…

http://gilbertoleda.com.br/wp-content/uploads/2014/05/data-m.jpg

DataM: irregularidades começam a virar rotina

Uma nova pesquisa  do instituto DataM, que seria publicada pelo jornal Atos & Fatos, neste domingo, foi suspensa hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral, por apresentar irregularidades.

O DataM pertence ao jornalista José Machado, ligado ao candidato do PCdoB, Flávio Dino. O instituto já foi, inclusive, multado pelo TRE por cometer crime eleitoral na divulgação de seus números.

Desta vez, a Justiça eleitoral impôs multa diária de R$ 50 mil, ao instituto e ao jornal, em caso de descumprimento da decisão.

– A captação de dados apresenta irregularidades capazes de comprometer a autenticidade do questionário – anotou, em sua decisão, o juiz eleitoral Ricardo Macieira.

No levantamento do DataM – feito com o claro objetivo de contrapor os números da Econométrica – liberados  pelo TRE para publicação em O Imparcial – há pelo menos 17 quesitos com indícios de irregularidades.

Sete deles comprometem o levantamento.

– A urgência, por sua vez, se justifica pelo risco (real) de a divulgação dos quesitos mencionados influir na vontade do eleitorado, com possível violação da isonomia que deve ser mantida entre todos os que concorrem ao cargo de Governador do Estado – diz Macieira em seu despacho.

Pela reincidência em irregularidades, o DataM pode até ser proibido de fazer pesquisas nestas eleições…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *