4

A hipocrisia

Lula beija Miguel, filho de Eduardo Campos que nasceu no início do anoPor Caio Hostílio

A hipocrisia política atormenta a cabeça do povo brasileiro. O acidente que matou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos realmente faz com que a solidariedade humana seja indispensável. Não faz, contudo, com que seja indispensável também a hipocrisia política. O que se vê no velório do ex-governador chega a ser hilariante.

Opositores eternos de Campos, homens que fizeram campanhas violentas e ataques ferozes contra ele, no cenário nacional e no próprio estado de Pernambuco, homens que não o aceitavam como ministro do governo Lula e Dilma, hoje, estão ao lado do caixão e da família do político, como se fossem históricos amigos ou simpatizantes de Eduardo Campos.

O sepultamento e o velório são sagrados, momentos em que têm que imperar o respeito e o sentimento. Um tipo de solidariedade que sirva de publicidade pela imprensa ou como faturamento político é abominável. Se a solidariedade, de arrependimento ou reconhecimento, daqueles que sempre foram seus opositores realmente tiver que acontecer, que seja na intimidade sigilosa para que possa ser respeitada.

(Continue lendo aqui…)

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Há uma hipocrisia na própria conduta política de Eduardo Campos, nas suas promessas fantasiosas, bem sabemos, como acabar com o excesso de impostos. Promessa eleitoreira, daquelas que podem fazer um candidato sair do ostracismo para o topo das pesquisas, mas também representa o tipo de promessa que é esquecida assim que se assume o governo. Outra, Campos utilizou todo o seu prestigio para atrair para Pernambuco todos os recursos federais. Lula que já o havia ajudado a ser governador, também destinou atenção especial ao Estado que também é sua terra Natal. Pernambuco se tornou uma vitrine, grandes investimentos em todas as áreas. Eduardo, fez de sua gestão um exemplo de governo e quando não tinha mais o que sugar dos aliados decidiu se lançar como candidato a presidente e desconhecer seus correligionários, passou a criticar o governo Dilma, Lula e todos os que o ajudaram, cuspiu no prato que comeu e assumiu todas as glórias de seu governo como se sozinho as tivesse feito e conquistado. Não é uma atitude digna, não é porque morreu de forma trágica que tudo isso se tornará justo. Lamento a morte de Eduardo Campos, mas a tragédia não o transforma num santo, vamos deixar de hipocrisia.

  2. O maior hipócrita é o senhor Lula, que o chamou de o novo “Collor” dias antes de sua morte, e no velório ficava chorando lágrimas de crocodilo. O Lula detesta quem não reza em sua cartilha, como todo caudilho autoritário. Ignorar isso é ser hipócrita também.

  3. É verdade Marco. Concordo com o Caio Hostílio.
    Esse senhor de barba na foto, por exemplo e seus aceclas, disseminaram uma capanha uma campanha de ódio na internet contra o candidato Eduardo Campos, para os quais, até antes do acidente fatal, Campos era um traidor. É assim que agem contra quem não comunga das suas idéias.

  4. JESUS NOS ADVERTIU PARA OS HOMENS HIPÓCRITAS. AQUELES FARISEUS QUE PREGAVAM UMA COISA E FAZIAM OUTRA. IGUALZINHO A GRANDE MAIORIA DOS NOSSO POLÍTICOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *