0

O Maranhão pós-eleição…

De O EstadoMaranhão

O resultado das eleições deste domingo terá influência direta na trajetória de algumas das principais lideranças políticas maranhenses.

A vitória de Aécio ou de Dilma produzirá resultados tanto nas eleições de 2016 quanto na de 2018. Saiba quem é quem entre dilmistas e aecistas:

Roseana-Sarney-e-Dilma-Roussef-09112011

Roseana mantém apoio a Dilma. Apesar de tudo…

Roseana Sarney (PMDB): a governadora Roseana Sarney deixa o governo no final do ano ainda afirmando não mais disputar mandatos. Mas a vitória de Dilma pode levá-la, inclusive, a m ministério. E a manterá como principal líder partidária entre os aliados da presidente.

aecio-com-flavio-dino-

Flávio Dino diz-se neutro. Apesar de tudo…

Flávio Dino (PCdoB): o governador eleito cruzou o braços no segundo turno da eleição presidencial e desgostou tanto os aliados de Dilma quanto os tucanos de Aécio Neves. Se der Aécio, ele dividirá espaço com o senador eleito Roberto Rocha. No caso de vitória de Dilma, terá que contar com o PCdoB para se reaproximar da presidente.

edvaldo

Holandinha assumiu apoio a Dilma no 2º Turno

Edivaldo Júnior (PTC): desgastado e reejeitado pela população, o prefeito de São Luís apostou suas fichas em Dilma Rousseff. Se ela vencer, terá força no ministério, sobretudo se for mesmo para o PDT. E sabe que não poderá contar com Dino e aliados, que sonham em apeá-lo do poder.

aecio2

Rocha é Aécio desde criancinha

Roberto Rocha (PSB): eleito senador, o socialista tem relações antigas com o PSDB, por isso se transformou no maior cabo eleitoral de Aécio Neves no Maranhão. Pode até ser ministro, caso vença o tucano. Mas será um dos cabeças do PSB no Senado, qualquer que seja o resultado. E é um forte contraponto a Flávio Dino já nas eleições de 2018.

dilmaegastao

Gastão também é Dilma

Gastão Vieira (PMDB): o deputado federal perdeu a eleição de senador, mas mantém forte relação com a presidente Dilma Rousseff. Se for a petista a presidente, tem chances de retornar ao Ministério. Caso ela perca, será importante quadro na iniciativa privada.

Da coluna Estado Maior, com ilustração do blog

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *